conecte-se conosco


Mato Grosso

Base do pelotão do Corpo de Bombeiros é inaugurada no Complexo Paiaguás

Publicado


.

Foi inaugurada no Complexo Paiaguás, nesta sexta-feira (11.07), a 4ª Companhia do 1º Pelotão Bombeiro Militar do Batalhão Cacique (1º BBM) de Cuiabá, chamada de Bravo 9.

O Bravo 9 está localizado no Complexo Paiaguás, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá, próximo ao prédio da Superintendência da Escola de Governo. A unidade contará com uma viatura Auto Salvamento Avançado, com guarnição disponível 24 horas para o atendimento de diversas ocorrências.

O espaço para a instalação da base foi cedido e reformado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). A estrutura onde antes funcionava uma guarita passou por adequações e, além da pintura, recebeu novos contornos com a construção de uma garagem coberta, quarto para descanso dos militares, banheiro e copa, melhorias executadas com recursos da própria Seplag.

Participaram da inauguração o titular da Seplag, Basílio Bezerra, o secretário de Segurança Pública (Sesp), Alexandre Bustamante, o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Alessandro Borges Ferreira, o comandante do 1° BBM, João Paulo Nunes de Queiroz, secretários adjuntos da Sesp e Seplag, representante da MTI e militares do Bombeiros. Na oportunidade, foi entregue simbolicamente a chave da estrutura ao CBM-MT, força de segurança ligada à Sesp.

O secretário da Seplag, Basílio Bezerra, destacou a importância da unidade estar situada nas dependências do Palácio Paiaguás. “A instalação deste espaço no Complexo Paiaguás trará ainda mais segurança aos servidores e demonstra as ações de melhorias implementadas pelo governo junto ao Corpo de Bombeiros do Estado”.

“Essa é uma iniciativa para trazer o Corpo de Bombeiros para mais próximo da região do CPA. Além da região do Centro Político e Administrativo, essa unidade irá atender mais rapidamente as necessidades da grande Morada da Serra”, disse o secretário de Segurança Pública. “A inauguração da base é resultado do esforço da Seplag, capitaneado pelo secretário Basílio, assim como da Sesp com o Corpo de Bombeiros do Estado”, afirmou Bustamante que ainda acrescentou “no futuro próximo, essa unidade pode atender até o Samu”.

Para o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, Alessandro Borges Ferreira, “a expansão de unidades no CBMMT faz parte da Política de Comando e possibilitará a redução no tempo-resposta para o atendimento de ocorrências na capital sendo a população cuiabana a maior beneficiada.”

De acordo com o comandante do 1BBM, João Paulo Nunes de Queiroz, o Corpo de Bombeiros passa por um momento histórico de expansão, no qual o 1º Batalhão de Bombeiros Militar constitui uma peça chave nesse processo.

“A região da grande CPA, Morada do Ouro e adjacências demandam ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) uma média anual de 3.500 ocorrências de natureza bombeiro militar, assim sendo o 1 Pelotão implantado no Centro Político possui a finalidade de restringir demandas reprimidas, levar um serviço mais rápido para a sociedade com a diminuição do tempo-resposta e, consequentemente, a melhoria na prestação do atendimento à população”, comentou.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Dezesseis municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19 em MT

Publicado


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (25.01) o Boletim Informativo n° 323 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. 

O documento mostra, a partir da página 9, que 16 municípios do Estado configuram na classificação com risco “moderado” para o novo coronavírus. São eles: Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande, Cáceres, Alta Floresta, Barra do Garças, Nova Mutum, Sinop, Sorriso, Colíder, Primavera do Leste, Juara, Apiacas, Carlinda, Castanheira, Reserva do Cabaçal. 

Outros 125 municípios estão na classificação “baixo”, indicado pela cor verde, e não apresentam altos riscos de contaminação.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Recomendações aos municípios

Por meio do Decreto Estadual nº 522, de 12 de junho de 2020, o Governo de Mato Grosso faz diversas recomendações aos municípios classificados com risco baixo, moderado, alto e muito alto de contaminação pelo coronavírus.

As orientações para os municípios classificados como risco baixo são: evitar circulação de pessoas pertencentes ao grupo de risco, conforme definição do Ministério da Saúde; isolamento domiciliar de pacientes em situação confirmada de Covid-19 e quarentena domiciliar de pacientes sintomáticos em situação de caso suspeito para de Covid-19, entre outras. 

Para os municípios classificados com o risco moderado de contaminação pelo vírus, o Governo recomenda a implementação e manutenção de todas as medidas previstas para o nível de risco baixo, além de quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias; suspensão de aulas em escolas e universidades.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Educação vai investir em infraestrutura e área pedagógica

Publicado


Os investimentos em infraestrutura das escolas, na área de tecnologia e na área pedagógica para 2021 e 2022 foram detalhados pelo secretário de Estado de Educação, Alan Porto, durante entrevista na Rádio CBN, na manhã desta segunda-feira (25.01). Além dos R$ 936 milhões já garantidos por meio do Programa Mais MT, o secretário destacou o empréstimo em negociação com o Banco Mundial, no valor de U$ 100 milhões (cerca de R$ 547 milhões). O investimento será exclusivo para a educação.

Na infraestrutura, Alan Porto destaca a construção de 40 novas escolas, mais de 30 quadras poliesportivas, reforma geral de 40 unidades, manutenções em 380 e climatização de mais 300.

Entre as novas escolas, está, por exemplo, a Doutor Mário de Castro, no bairro Pedra 90, com as obras já na reta final. O prédio, considerado modelo, vai atender 1.700 alunos. São 16 salas de aula, laboratórios de física, química e informática, biblioteca, refeitório, cozinha, parte administrativa e uma quadra poliesportiva com vestiários feminino e masculino. Na construção, o Governo do Estado investiu R$ 7.831.454,23 de recursos próprios.

Material didático

O secretário enfatiza que os investimentos também serão grandes em tecnologia e na área pedagógica. Ele destacou o material didático estruturado que cada aluno vai receber por bimestre. “Nossas apostilas terão a mesma qualidade daquelas utilizadas pelos estudantes das escolas particulares”.

A Seduc ainda investe na capacitação dos diretores e dos professores para o ensino não presencial, assim como para a modalidade híbrida, quando haverá revezamento de alunos nas salas de aula.

Outro investimento destacado é a compra de 12 mil notebooks para os professores e mais de 40 mil chromebooks para os estudantes.

“São muitos investimentos que teremos em 2021 e 2022. Não podemos perder mais tempo. A pandemia prejudicou demais o ensino, mas com estes investimentos Mato Grosso sai na frente para acelerar e recuperar a aprendizagem de nossos alunos”, enfatizou Alan Porto.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana