conecte-se conosco


Policial

‘Barão do tráfico’ e familiares são presos com armas, drogas e dinheiro em ação da polícia

Publicado

Prisões ocorreram em três cidades da região: Diamantino, Nortelândia e Arenápolis

Cinco pessoas da mesma família foram presas pela Polícia Judiciária Civil na manhã desta quarta-feira (13), durante ações deflagradas na zona rural dos municípios de Diamantino (208 km de Cuiabá), Nortelândia (253 km de Cuiabá) e Arenápolis (258 km de Cuiabá), todas na região médio-norte do estado.

O trabalho para cumprimento de mandados de busca e apreensão decretados pela Comarca de Diamantino resultou na apreensão de armas de fogo, carregadores de pistolas, muitas munições, veículo, drogas, motocicleta, mais de R$ 4 mil em dinheiro, defensivos agrícolas, além de diversos outros produtos sem comprovação fiscal.

Reginaldo Silva dos Santos, 36, conhecido como “Regis”, José Francisco Simões de Souza, 51, conhecido como “Mussarela” ou “Tiozinho”, João Silva Santos, conhecido como “Bahia” e Aldiaine da Silva Moraes dos Santos, 35 (esposa de Reginaldo) foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito ou proibido, receptação e corrupção de menores.

Leia Também:  Veículos roubados e furtados são recuperados na fronteira por policiais do Gefron

A quinta pessoa envolvida, adolescente R.S.M.S. de 17 anos, filha do casal Reginaldo e Aldiaine, responderá por ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Os envolvidos foram identificados em diligências iniciadas há mais de 3 meses pelo delegado Israel Pirangi (in memoriam), para apurar crime de tráfico de drogas, receptação, roubos e furtos de defensivos agrícolas, entre outros ocorridos na região.

Os indícios colhidos pelos policiais civis apontam o suspeito Reginaldo como o líder da associação criminosa, bem como, considerado “Barão do Tráfico”.

Segundo apurado, a família investigada ostentava patrimônio incompatível com a renda declarada. Na propriedade dos suspeitos, no Assentamento Barreirão, alvo da ordem judicial de busca e apreensão, foram apreendidas uma camionete Hilux, trailler rebocador de cavalos, cavalos de raça de alto valor, uma moto Suzuki modelo GSR 1000 CC, vários maquinários, entre outros materiais.

Também foram localizadas três armas de fogo (sendo duas calibre 380 e uma 9 milímetros), sete carregadores de pistola, 300 munições de diferentes calibres, duas balanças de precisão, cerca de três quilos de entorpecentes (maconha e pasta base de cocaína), a quantia de R$ 4,4 mil, além de quatro motosserras, sete furadeiras, três parafusadeiras, uma bicicleta profissional avaliada em torno de R$ 40 mil, duas caixas de inseticida, seis galões de agrotóxicos, joias, sendo todos produtos de roubos/furtados.

Leia Também:  Garimpeiro foi morto após não sair de barraco e ao disparar contra o Bope durante operação

Diante dos fatos, os cinco envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia, onde foram interrogados e autuados em flagrante e ato infracional, respectivamente. Após a confecção dos autos, os conduzidos foram colocados à disposição da Justiça.

Participaram da operação, equipes de policiais civis de Diamantino, Nortelândia, Arenápolis, com apoio de outras delegacias pertencentes à Regional de Nova Mutum, coordenadas pelo delegado Marcello Henrique Maidame.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Colégio de Líderes vai discutir denúncia de Emanuel contra Mendes nesta terça-feira

Publicado

Afirmação foi dada pelo presidente da ALMT, Eduardo Botelho

Em entrevista na rádio Vila Real, na manhã desta terça-feira (10), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou que apesar de não ver tempo hábil para tratar da denúncia protocolizada na Casa de Leis pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), de que o governador Mauro Mendes (DEM) estaria usando a Delegacia Fazendária para prejudicar a sua gestão na Capital, vai colocar o tema na reunião do Colégio de Líderes.

“Hoje vai ter uma reunião do Colégio de Líderes e dentro dessa reunião, se algum deputado, e com certeza vai propor, eu vou colocar em discussão. Eu particularmente acho que não é o momento para nós discutirmos isso”, disse o parlamentar. .

“Nós temos assuntos importantes como a LOA e a questão da reforma da Previdência que nós temos que discutir, nós não podemos postergar isso. Então isso não seria o momento para nós fazermos essa discussão, mas evidentemente que algum deputado pode colocar isso em discussão e se for aprovado pela maioria, eu tenho que cumprir”, adiantou.

Leia Também:  PRF encerra Operação Semana Santa com duas mortes nas rodovias federais que cortam Mato Grosso

Na denúncia protocolizada na Assembleia Legislativa, Pinheiro afirma que o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Demerval, pressionou os delegados da Defaz, Anderson Veiga e Lindomar Toffoli, para “agilizar” a investigação sobre a suposta compra de votos dos vereadores na casa de Juca do Guaraná (Avante). Emanuel entregou a denúncia ao presidente e vice-presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB), respectivamente.

Continue lendo

Policial

Mãe e filha que contratavam menores para atuar com tráfico são presas em Cuiabá

Publicado

Prisões foram efetuadas pela Polícia Cicil no bairro Vista Alegre [F-PJC]

Um ponto de venda de drogas coordenado por mãe e filha foi desarticulado pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (9), no bairro Vista Alegre em Cuiabá. A ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) resultou na prisão em flagrante das suspeitas e na apreensão de dois menores que auxiliavam o comércio ilícito.

A mãe, M.J.B., 39 e a filha, J.B.S., 19, foram autuadas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico com aumento de pena por envolvimento de menores de idade. Os adolescentes. J.C.C.S., 17, e J.G.N.A., 16, responderão por ato infracional de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As investigações iniciaram após a equipe da DRE receber informações sobre a venda de drogas, próxima a uma gráfica no bairro Vista Alegre, na Capital. Segundo as informações, a suspeita M.J.B. era a responsável pelo entorpecente e contratava os menores para atuar na venda.

Com base nas informações, os policiais passaram a monitorar a região, conseguindo visualizar toda a movimentação típica do comércio ilícito. Após uma entrega, foi realizada a abordagem do usuário, sendo apreendidas três pedras de pasta base de cocaína.

Em continuidade as diligências, os investigadores da DRE realizaram a abordagem de um dos menores que atuava na venda, que foi surpreendido com 10 porções de pasta base de cocaína, embaladas para venda.

Com as informações passadas pelo adolescente, os policiais chegaram a residência das suspeitas (mãe e filha) responsável pelo repasse da droga que era vendida aos usuários. Com as suspeitas, os policiais apreenderam duas pedras de pasta base de cocaína, que elas tentaram dispensar no momento em que perceberam a aproximação da equipe.

Com a mãe foi apreendido R$ 30 e com a filha R$ 220 relacionados ao comércio de entorpecentes. Diante das evidências, as duas mulheres e os dois menores foram conduzidos a DRE, onde após os interrogatórios e oitivas foi lavrado o flagrante.

Leia Também:  Polícia Civil prende homem por estuprar e lesionar mulher em Cuiabá
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana