conecte-se conosco


Mato Grosso

(Atualizada) – Avião com as 24 mil doses da vacina de Oxford/ Índia aterrissa em Mato Grosso

Publicado

REDAÇÃO

O governo de Mato Grosso recebeu, neste domingo (2401), 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O quantitativo foi encaminhado pelo Ministério da Saúde e será totalmente destinado aos trabalhadores que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus.

Diferente da primeira remessa – em que foram encaminhadas 126 mil doses para imunizar cerca de 63 mil pessoas, com 2 doses para cada -, neste lote o Ministério da Saúde decidiu encaminhar os imunizantes relativos especificamente à primeira dose, de forma que todo o quantitativo será utilizado na primeira aplicação.

A remessa com as unidades da segunda dose da vacina AstraZeneca será encaminhada posteriormente pelo Ministério da Saúde.

“Vamos trabalhar muito para intensificar o ritmo da campanha de vacinação. É importante reforçar que essas vacinas serão utilizadas prioritariamente para imunizar os trabalhadores da saúde à frente do combate ao coronavírus”, disse o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Como este é um imunizante diferente daquele já distribuído, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) irá elencar junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) o público prioritário que integra o grupo de trabalhadores da saúde. Depois do alinhamento, será feita a distribuição proporcional aos municípios.

No momento, as equipes da Vigilância Estadual trabalham na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

“O Estado repetirá toda a logística que já foi desenhada para a distribuição das doses da CoronaVac, contando com o apoio das equipes de segurança”, concluiu o secretário adjunto de Vigilância à Saúde em exercício, Oberdan Coutinho Lira.

Informações complementares em instantes.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Prefeitura de Nova Marilândia substitui lâmpadas comuns por LED

Publicado


A Prefeitura de Nova Marilândia iniciou a substituição das luminárias tradicionais das principais avenidas da cidade por lâmpadas de LED, que consomem menos energia e possuem vida útil mais longa. 

A iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Energisa, em parceria com o Governo do Estado de Mato Grosso, por meio do MT PAR, Consórcio do Alto do Rio Paraguai e municípios. Ao todo estão sendo investidos R$ 350 mil para a troca de cerca de 270 lâmpadas. 

Para o prefeito Jefferson Souto, essa parceria é só o início da transformação da cidade. “Queremos Nova Marilândia com 100% de LED, na iluminação pública. O programa de Eficiência Energética trocará uma parcela das nossas luminárias e com o MT Iluminado do governo do estado de Mato Grosso faremos a troca de 100% das lâmpadas por LED”, disse. 

Entre as avenidas que receberão a nova iluminação estão a Avenida Blairo Maggi, Avenida Tiradentes, Rua Marechal Rondon, Rua Minas Gerais, Rua Bahia, Rua Pernambuco, a Praça Rui Barbosa, entre outras. A previsão é que até o fim deste mês o trabalho seja concluído. 

Segundo o presidente do MT PAR, Wener Santos, além de Nova Marilândia outros seis municípios na região foram contemplados: Arenápolis, Nortelândia, Santo Afonso, Denise, Nova Olímpia e Alto Paraguai. 

“O investimento é de quase R$ 7 milhões só nessa região. E com o MT Iluminado, vamos contemplar os 141 municípios de Mato Grosso, conforme determinação do governador Mauro Mendes. Além da economicidade, a troca da iluminação pública traz mais segurança, e deixará nossas cidades mais bonitas”, finaliza.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Documentário e lives dão visibilidade à identidade cultural do Quilombo Pita Canudo

Publicado


A voz e a história dos quilombolas e seus quintais serão reverberadas com a produção de um documentário selecionado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).  Em fase de edição e finalização, o projeto Quintais quilombola: memória e identidade cultural do Quilombo Pita Canudo programou ainda uma série de lives que terão início neste fim de semana. 

O documentário pretende expor o processo histórico de formação do quilombo, bem como as atividades realizadas em seus quintais, considerados espaços de construção da identidade cultural. O cultivo de plantas medicinais e hortaliças, a alimentação feita em fogões e fornos a lenhas, festas religiosas, brincadeiras e rodas de conversas, são algumas das atividades que fazem parte da memória da comunidade.

Denominado Pita Canudos devido ao hábito que os antigos possuíam de fumar em canudos de bambu, o quilombo está localizado no município de Cáceres, em Mato Grosso. Segundo relatos, seus fundadores são escravos que fugiram da região de Poconé e se abrigaram nessas terras no século XVIII. 

Atualmente os remanescentes do quilombo ocupam os bairros periféricos de Cáceres e da região. Desde 2013, quando foi certificado como comunidade quilombola pela Fundação Palmares, busca-se a titulação para reintegração do território aos remanescentes.  

De acordo com a proponente do projeto, Jocineide Catarina Maciel de Souza, o material ajudará a dar visibilidade aos quilombolas de Pita Canudos que vivem hoje a desterritorialização e o esquecimento.

“Com esse documentário, registraremos em voz e imagem e som da identidade quilombola. Buscamos valorizar a história, as tradições orais, a força da terra como cultivo e pertencimento, nas memórias orais de um povo”, destaca Jocineide.

Lives

Além de apresentar o projeto, as lives agendadas contarão com performances de poesia e narrativas de memórias dos quintais, da relação da mulher com a terra e da sustentabilidade das comunidades com a agroecologia familiar. 

Dentre as convidadas nas transmissões ao vivo, estarão a poeta Luciene de Carvalho, as professoras Walnice Aparecida M. Vilalva e Maria Elizabete N. de Oliveira, quilombolas, chiquitanas, e representantes dos coletivos de Mulheres Negras de Cáceres, Mulheres Pantaneiras e Guardiã de Sementes Criolas.

Todas as lives acontecem sempre às 16h e serão transmitidas pela página do Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres no facebook (@coletivomulheresnegrascac) e no canal de YouTube do Programa de Pós-graduação em Estudos Literários da Universidade do Estado de Mato Grosso (PPGEL/UNEMAT). 

Confira a programação:

06/03: Apresentação do projeto e performance da poeta Luciene Carvalho

13/03: Narrativas e poesia sobre quintais – memória e identidade Cultural 

20/03: A relação da mulher com a terra – “Meu quintal é minha história é meu tesouro”

25/03: Os quintais como resistência e sustentabilidade das comunidades – Agroecologia familiar

03/04: Lançamento do documentário

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana