conecte-se conosco


Carros e Motos

Avaliação: Mercedes-AMG A 35 4MATIC é um foguete de bolso

Publicado

Motor Show

Mercedes A35 AMG amarelo arrow-options
Divulgação

Mercedes-Benz A35 AMG garante alegrar seu dia com um desempenho convincente para um pequeno esportivo


Muitos dizem, que “nos menores frascos estão os melhores perfumes”. E o Mercedes-AMG A 35 4 MATIC não contraria esse pensamento. Ele é o novo modelo da divisão de Affalterbach à venda no Brasil e chegou às concessionárias com preço de R$ 279.900 ou R$ 285.900 na versão Launch Edition.

LEIA MAIS: Aceleramos na pista o superesportivo Mercedes-AMG GT R de R$ 1,2 milhão

Nascido a partir da quarta geração do Classe A (W177), o “foguete de bolso” encanta pelo visual agressivo e o desempenho do novo motor 2.0 turbinado associado a câmbio de dupla embreagem e sete marchas para oferecer 306 cv de potência e 40,78 kgfm de torque.

Embora não seja um motor artesanal igual ao dos modelos 45, 63 e 65, a engenharia alemã aplicou o controle variável de válvulas CAMTRONIC, o processo de polimento dos cilindros CONICSHAPE®, que reduz o atrito interno, o gerenciamento inteligente do motor/óleo e o turbocompressor twin-scroll (duas entradas independentes para os gases de exaustão). Outras soluções estão no sistema de exaustão com flap e o cárter de alumínio fundido para diminuir o peso do veículo.

Não tão radical quanto o “irmão” Mercedes-AMG A 45 S de 421 cv e 51 kgfm , a palavra equilíbrio é a melhor que define o Mercedes-AMG A 35 4MATIC. Nosso primeiro contato aconteceu no Autódromo da Fazenda Capuava, no interior de São Paulo. Um traçado de 2.700 m de extensão, com 16 curvas e trechos de alta/baixa velocidade.

ROCKET POCKET


Me acomodo nos bancos esportivos com formato concha e logo na partida sou recebido com um ronco grave e encorpado. De início, percebo trata-se de um carro aceso desde os giros mais baixos. O novo bloco (nomenclatura M260DE20) inaugurou a família de motores 35 em nosso mercado e o turbocompressor twinscroll possibilita uma elevação rápida dos giros com mínimo turbolag (aquele atraso antes do turbo encher).

 Audi RS3 Sedan: o pequeno notável. Confira a avaliação completa

A potência específica é de 153 cv/litro e os 1.555 kg possibilitam uma relação peso-potência de 5,08 kg/cv. Ou seja, um jato de andar que, segundo o fabricante, vai de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente). Apesar de todo o poderio mecânico, o Mercedes-AMG A 35 4MATIC é um carro obediente e previsível.

Estão disponíveis os modos de condução Comfort, Individual, Sport e Sport+ capazes de alterar alguns parâmetros, como as respostas do motor, do câmbio e da direção, por exemplo. A minha volta foi realizada no programa Sport+.

A direção possui o peso correto e é rápida ao esterço, enquanto a tração integral 4MATIC pode distribuir o torque até 50:50. O bom contato com o solo é mérito dos pneus de medidas 235/35 R19. Não só grudado no chão, como as suspensões mais firmes comparadas ao do Mercedes-Benz A 250 ajudam na dinâmica. É um carro que aponta a dianteira e contorna as curvas sem muito trabalho de braços e mínima rolagem de carroceria.

O câmbio AMG SPEEDSHIFT DCT 7G de dupla embreagem banhado a óleo trabalha de maneira eficiente e durante as trocas/reduções os “pipocos” emitidos mexem com os sentidos. Já quem quiser extrair todo o potencial, a função RACE-START (controle de largada) configura o carro para oferecer o máximo de aceleração.

LEIA MAIS: BMW M2 Coupé é brinquedo para gente grande

Ao final do nosso primeiro contato com o Mercedes-AMG A 35 4MATIC comprovamos que ele é um esportivo para o uso diário e ainda capaz de encarar um track day nos finais de semana.


FICHA TÉCNICA

Mercedes-AMG A 35 4MATIC
Preço básico: R$ 279.900 (R$ 285.900 na versão Launch Edition)
Carro avaliado: R$ 279.900
Motor: quatro cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta, duplo comando de válvulas com variador de fase na admissão e escape
Cilindrada: 1991 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 306 cv a 5.800 rpm
Torque: 40,78 kgfm a 3.000 rpm
Câmbio: automatizado de dupla embreagem, sete marchas
Direção: elétrica
Suspensões: Independente MacPherson (d) e multibraços (t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: integral sob demanda
Dimensões : 4,436 m (c), 1,797 m (l), 1,405 m (a)
Entre-eixos: 2,729 m
Pneus: 235/35 R19
Porta-malas: 370 litros
Tanque: 51 litros
Peso: 1.555 kg
0-100 km/h: 4s7
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Consumo cidade: 9,2 km/l
Consumo estrada: 10,9 km/l
Emissão de CO2: 138 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: A (Grande)

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Veja 5 carros de mais de R$ 400 mil que chegaram na pandemia

Publicado


source

O novo coronavírus fez despencar as vendas de carros no Brasil. Mas assustou menos as marcas de prestígio. Segundo a Abeifa, associação composta em sua maioria por fabricantes de automóveis de luxo, a retração entre os seus associados foi de 20,7%, no acumulado do ano. No mesmo período, a Fenabrave registrou queda de 37,45% no mercado.

Gerente de desenvolvimento de negócios da Jato Dynamics, Milad Kalume Neto avalia que esse resultado é reflexo do comportamento dos consumidores de carros durante os períodos de crise econômica. “Enquanto a queda na confiança do consumidor afeta mais as faixas inferiores do mercado, quem tem dinheiro está aproveitando para fazer bons negócios”.

O resultado disso é que mesmo com o cenário de incerteza as marcas premium seguiram com os lançamentos, trazendo inclusive modelos que ultrapassam a barreira do milhão de reais. Confira algumas dessas novidades a seguir.

1 – Audi R8

Auri R8
Divulgação

Audi R8 vem com motor V10 que também é usado por superesportivos da Lamborghini, outra marca do Grupo VW


Com preço de R$ 1.234.990, o superesportivo Audi R8 é um exemplo claro de como a pandemia afetou menos o andar de cima da sociedade. Lançado em maio no mercado brasileiro, a marca alemã conseguiu vender em uma semana o lote de unidades reservadas para entrega ainda este ano.

O novo R8 chega ao Brasil em configuração única, com motor 5.2 V10 de 610 cv, que combinado a um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem e ao sistema de tração integral faz o superesportivo acelerar de 0 a100 km/h em 3,2 segundos e atingir os 330 km/h de velocidade máxima.

2 – BMW M8 Gran Coupé Competition

BMW M8 Gran Coupé Competition
Divulgação

BMW M8 Gran Coupé Competition tem produção limitada para bem poucos felizardos e faz parte dos novos supercarros que chegaram ao Brasil


Outro carro exclusivíssimo que chega ao Brasil é o BMW M8 Gran Coupé Competition. Com pré-venda iniciada em julho, o modelo com preço de tabela de R$ 1.136.950, chega trazendo a possibilidade de personalização dos carros, com mudanças nas rodas, acabamento interno e 81 opções de cores externas.

Equipado com um motor 4.4 V8, o M8 Gran Coupé Competition desenvolve 625 cv, aliado a um câmbio automático de oito marchas e um sistema de tração integral. A lista de equipamentos inclui ainda sistema de direção semiautônoma e som premium Bowers & Wilkins Diamond.

3 – Land Rover Defender

Land Rover Defender
Divulgação

Land Rover Defender d anova geração ficou bem mais moderno, sofisticado e caro que o original, bem mais simples e rústico

Ex 4×4 “raiz” da Land Rover, o Defender passou por uma transformação radical na geração mais recente e virou um SUV, embora a marca britânica prometa que o modelo tem um desempenho off-road superior ao dos utilitários esportivos comuns.

Lançado no final de julho no mercado brasileiro, o modelo estreou em um lote de 150 carros, todos da configuração de quatro portas “110” e disponíveis em três versões (S, SE e HSE), com preços que variam entre R$ 400.750 e R$ 461.150.

4 – Mercedes-AMG GT 43

AMG GT 43
Divulgação

AMG GT 43 é o esportivo de quatro portas da marca alemã, também estará na garagem de poucos endinheirados


Em junho, a Mercedes trouxe para o mercado brasileiro 20 unidades do modelo esportivo Mercedes-AMG GT 43, oferecidas em oferta limitada com preço de tabela de R$ 575.900.

Equipado com um motor 3.0 de seis cilindros em linha de 367 cv. Com este conjunto, o esportivo de quatro portas é capaz de acelerar de 0-100 km/h em cinco segundos e atingir os 270 km/h de velocidade máxima. 

5 – Porsche 911 Turbo

Porsche 911 Turbo
Divulgação

Porsche 911 Turbo é o lendário esportivo da marca alemã que vem sendo vendido no Brasil há décadas


Em julho, a Porsche abriu as encomendas no Brasil para o 911 Turbo de nova geração. O modelo está disponível com preços a partir de R$ 1.099.000, nas variações Coupé e Conversível.

O motor boxer de seis cilindros turbo desenvolve 580 cv e trabalha em conjunto com um câmbio automatizado PDK de oito marchas e dupla embreagem. Com essa mecânica, esse que é um dos carros mais conhecidos do mundo é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em até 2,8 segundos.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Conheça os novos elétricos da Volkswagen, como o novo VW ID.3

Publicado


source
VW
Divulgação

A Volkswagen começa a entrega do modelo hatch ID.3 elétrico para consumidores europeus com una meta de 70 mil veículos/ano

A Volkswagen está prestes a iniciar as entregas do hatch VW ID.3 e, ao mesmo tempo, vai iniciar a produção do SUV IID.4 na Europa. São dois dos principais modelos da nova linha VW desenvolvida especialmente para serem elétricos. E devem ser os principais veículos eletrificados que poderão ser lançados pela empresa no Brasil a partir de 2022.

O VW ID.3 Pro-Performance, principal versão, está equipado com uma bateria de 58 kWh e sistema de tração traseira com 200 cv de potência. O modelo terá outras duas opções de baterias: 46 kWh ou 77 kWh, sempre com motor de 200 cv. A autonomia pode variar entre 330, 420 e 550 quilômetros, conforme a bateria. De acordo com a marca, é possível realizar em 30 minutos uma recarga para rodar aproximadamente 290 quilômetros.

VW
Divulgação

O CEO da VW, Herbert Driess, na foto com a filha, testou o ID.3 numa viagem de férias da Alemanha para a Itália

A montadora alemã vai produzir cerca de 70.000 veículos elétricos ID.3 este ano. Em julho, a VW entregou 150 carros elétricos ID.3 aos funcionários para um teste de resistência final antes da remessa aos clientes. Um dos testes foi realizado pelo presidente mundial da VW, Herbert Driess, que aproveitou o modelo ID3 para uma viagem de férias à Itália.

Agora, as atenções da montadora voltam-se também para o VW ID.4 , o futuro SUV elétrico da Volkswagen. Os seus dados já confirmados indicam a velocidade de 160 km/h, utilizando um motor elétrico de aproximadamente 200 cv de potência. O carro é capaz de rodar até 500 km com apenas uma carga.

VW
Divulgação

O SUV elétrico ID.4 terá sua produção iniciada neste segundo semestre na Europa para entrega no início de 2021

As suas dimensões mostram que ele mede: 4,59 m de comprimento, 1,85 m de largura, 1,63 de altura e tem entre-eixos de 2,76 m. A título de comparação, ele será um pouco maior que o Nivus, o mais recente lançamento da marca no segmento de utilitários esportivos.

O ID.4 terá também uma versão com tração integral no modelo chamado ID.Crozz. Será equipado com dois motores elétricos, sendo um para cada eixo, que vão possibilitar 302 cv e chegar a uma velocidade máxima de 180 km/h.

Os dois carros elétricos são os primeiros modelos com a nova linguagem de design da Volkswagen. Sem a necessidade de ter grades para ventilação, a dianteira é marcada pelos faróis que remetem a dois “olhos”, que piscam quando o proprietário se aproxima do veículo com a chave.

ID
Divulgação

O ID.Cross será um crossover esportivo de alto desempenho da linha de elétricos da Volkswagen

A Volkswagen vive um momento importante: a construção da “Nova Volkswagen,” depois dos problemas enfrentados pela empresa nas emissões de poluentes de seus veículos diesel. “Essa mudança busca desenvolver produtos, soluções de mobilidade e novos negócios que definam tendências. A sigla ID representa um “rebranding” da marca”, diz a empresa.

A Volkswagen confirmou as vendas do VW ID.3 e do ID.4 na Europa, na China e nos Estados Unidos. Por ora, oficialmente ainda não anunciou os veículos na América Latina. Resta saber se as inovações tecnológicas, principalmente com dois veículos eletrificados chegarão de forma mais rápida para os consumidores brasileiro.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana