conecte-se conosco


Política Nacional

Avaliação do governo Bolsonaro se mantém estável em fevereiro, aponta pesquisa

Publicado

source
Bolsonaro arrow-options
Carolina Antunes/PR

Segundo pesquisa, avaliação do governo se manteve dentro da margem de erro

Um novo levantamento realizado pela XP Investimento em parceria com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) mostrou que as avaliações negativas sobre o governo Bolsonaro diminuíram entre os meses de janeiro e fevereiro, mas se mantiveram dentro da margem de erro, que é de 3,2 pontos percentuais. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (24) pelo jornal O Estado de São Paulo.

Leia também: Para Damares, governo Bolsonaro herdou um páis devastado pela corrupção

Segundo a pesquisa, 36% dos entrevistados consideraram o governo de Bolsonaro como ruim ou péssimo, o que representa queda de 3% ante os 36% somados na avaliação realizada em janeiro. Já outros 34% apontaram a gestão como ótima ou boa e 29% como regular.

Outro ponto analisado pelo levantamento foi a expectativa da população quanto ao restante do mandato de Bolsonaro. Para 40%, o futuro é ótimo ou bom, enquanto 33% apontou como ruim ou péssimo. Os dados se mantiveram regulares ante aos dados da pesquisa anterior.

Congresso e Dólar

44% dos entrevistados fizeram uma avaliação ruim ou péssima do Congresso Nacional, diminuindo um ponto percentual desde a última pesquisa. Já o desempenho das opções ótimo e bom subiu de 9% para 10%, enquanto a alternativa regular somou 39%.

Leia também: Tubarão pré-histórico ataca submarino nas Bahamas, assista

Por fim, os entrevistados também foram questionados sobre a alta do dólar. Para 56%, o avanço da moeda norte-americana prejudica a vida dos brasileiros, enquanto 62% afirmou que a alta prejudica a economia do país. Entretanto, mesmo com esses valores, 47% consideram que ela está no caminho certo.

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Governo anuncia medidas econômicas contra impactos da covid-19

Publicado

O presidente Jair Bolsonaro faz pronunciamento na manhã de hoje (27), no Palácio do Planalto, sobre medidas adotadas pelo governo federal para reduzir os efeitos do novo coronavírus (covid-19) no país. Em seguida, haverá entrevista coletiva com os presidentes do Banco Central, Roberto Campos Neto, da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano.

Ontem (26) o plenário da Câmara dos Deputados aprovou auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise provocada pela pandemia de coronavírus. A matéria segue para análise do Senado e depois vai à apreciação do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada nesta quinta-feira, o país registra 2.915 casos confirmados de covid-19 e 77 mortes causadas pela doença. A taxa de letalidade é de 2,7%.

Acompanhe o pronunciamento e a entrevista:

class=”embed-responsive-item”>

 

Edição: Juliana Andrade

Fonte: EBC Política
Continue lendo

Política Nacional

Governo anuncia linha de crédito a pequenas e médias empresas

Publicado

O governo federal anunciou hoje (27) uma linha de crédito para financiar a folha de pagamentos de pequenas e médias empresas, como forma de apoiá-las durante a situação de calamidade pública em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus (covid-19). O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro foi feito no Palácio do Planalto com a presença dos presidentes do Banco Central, Roberto Campos Neto, da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães, e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano.

A linha de financiamento deve beneficiar 1,4 milhão de empresas, atingindo 12,2 milhões de trabalhadores. O crédito será destinado a empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil a R$ 10 milhões e vai financiar dois meses da folha de pagamento, com volume de R$ 20 bilhões por mês.

Segundo Campos Neto, a medida será operacionalizada pelo BNDES. O limite de financiamento é de dois salários mínimos.

Auxílio a autônomos

Ontem (26) o plenário da Câmara dos Deputados aprovou auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise provocada pela pandemia de coronavírus. A matéria segue para análise do Senado e depois vai à apreciação do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada nesta quinta-feira, o país registra 2.915 casos confirmados de covid-19 e 77 mortes causadas pela doença. A taxa de letalidade é de 2,7%.

Veja a íntegra do pronunciamento e da entrevista:

class=”embed-responsive-item”>

 

Matéria ampliada às 12h08

Edição: Juliana Andrade

Fonte: EBC Política
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana