conecte-se conosco


Cuiabá

Auxiliar administrativo relembra 32 anos de atuação dedicados ao serviço público

Publicado


Jose Ferreira

Clique para ampliar

A carreira pública de Valdirson Gonçalo Ribeiro Pires, 61 anos, teve início em 1989 como auxiliar administrativo no Progresso e Desenvolvimento da Capital, o extinto Prodecap, da Prefeitura de Cuiabá. Lá, atuou por cerca de seis anos e, logo após a extinção do órgão, passou a desempenhar atividades perante a então Secretaria de Agricultura. Logo depois, atuou em outras quatro pastas do Executivo, auxiliando à população.

“Estou aqui para servir e não para me servirem. Minha função é recepcionar e informar todos que procuram o município e tirar dúvidas. Lá fora há pessoas que pagam seus compromissos municipais e são elas a quem devemos enaltecer e engrandecer, pois são as verdadeiras sustentadoras da nossa vida”, afirmou, em tom de humildade, “Seo Pires”, como também é conhecido na Prefeitura de Cuiabá. 

 “Eu amo trabalhar no município, conversando e ajudando as pessoas. Se pegarem o meu histórico funcional nunca cheguei atrasado e faltei pouquíssimas vezes. E foi aqui que fiz amigos verdadeiros que serão levados para sempre comigo”, afirma.

Em 2003 fez o concurso do município para auxiliar de serviços gerais e passou, se tornando assim efetivo. Nesta época, ele conta que foi designado para ficar na recepção do Alencastro. Lá, fez amizade com os munícipes e funcionários. Depois de anos dedicados à recepcionar e informar quem necessitava de ajuda,  foi para a Secretaria de Gestão.

Orgulhoso, conta que por ser um dos primeiros a chegar recebeu as chaves do gabinete para que sempre pudesse manter a organização do espaço.

“É uma vida dedicada ao serviço público. Durante a minha carreira desempenhei diversas funções e sou muito grato a Deus por ter me dado esta oportunidade. Fiz da prefeitura minha segunda casa”, ressaltou o servidor.

Uma de suas recordações ao longo de anos de atuação, versa sobre quando  barrou o prefeito Emanuel Pinheiro na porta do gabinete da secretária de gestão. Ele recorda que naquele dia o gabinete estava cheio de pessoas que iriam despachar com a então titulr da pasta. “O prefeito chegou entrando, neste momento, pedi para Emanuel aguardar pois iria anunciar a chegada, já que existiam outras pessoas esperando. A atitude do prefeito foi a melhor, deu aquela risada e disse que eu estava correto, mas levei um puxão de orelha depois da gestora. Pouco depois gargalhamos com tudo isso”, pontua.

São quase 32 anos de casa e muitas histórias. Agora, aos 61 anos de idade Pires, já entrou com pedido de aposentadoria e está em abono permanência. 

“Não quero parar de trabalhar, quando me aposentar ou eu volto com um cargo de comissão ou vou desenvolver minha segunda paixão, que é a culinária. Meu mais conhecido prato é o peixe recheado que faço. Nada de ficar em casa, acredito que vou trabalhar até quando minha saúde me permitir”, reforça. Como cuiabano nato, nascido e criado no bairro ‘Cai-Cai’, o servidor mostra orgulhoso de sua contribuição ao desenvolvimento da cidade.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Comissão debate sobre projeto de regularização fundiária

Publicado


Secom

A Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e de Regularização Fundiária da Câmara de Cuiabá realizou uma reunião ordinária com os servidores da Secretaria Municipal de Habitação, na quarta-feira (1°), para debater sobre a alteração da lei de regularização fundiária.

No encontro foi tratado sobre o PL que está sendo elaborado pelo Poder Executivo que visa regularizar a Lei Complementar n° 345/2014 que “institui a política municipal de regularização fundiária sustentável e dá outras providências”. A readequação é feita devido à atualização da Lei Federal.
O presidente da comissão, vereador Demilson Nogueira (PP), explicou que a reunião é para discutir o andamento do projeto que está sendo elaborado pela Secretaria Municipal de Habitação.


“A Câmara quer participar desse trabalho, porque ele vai terminar aqui. Chegando aqui, a Câmara entendendo que algo difere da opinião da Casa vai ser modificada, se trouxermos de lá já com determinado equilíbrio menos tempo vamos perder aqui”, disse Demilson.

“A Comissão de Regularização Fundiária quer ser o defensor da ideia aqui na Casa e, com isso, o projeto chegando aqui, iremos fazer andar, fazer com que as comissões falem e ao final entregarmos a sociedade cuiabana aquilo&nbspque eles precisam, e tirarmos todas essas pessoas da informalidade”, destacou.

O vereador Sargento Joelson (SD) também participou da reunião e parabenizou a condução do projeto. “Parabenizar e dizer que Cuiabá precisa disso. Quero participar e entender melhor, para facilitar quando a lei chegar, porque vai ter que ser aprovado aqui (na Câmara)”, disse o vereador.


O secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Leonardo Leão, agradeceu pelo convite e ressaltou a importância do Legislativo acompanhar o processo de construção da matéria.

“É de fundamental importância a participação da Câmara, desta comissão, para que juntos, busquemos a melhor maneira de facilitar a vida da população e regular os lotes e propriedades do nosso município”, disse.

Também participaram da reunião servidores do gabinete dos vereadores Marcus Brito Junior (PV), Sargento Joelson e da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária.

Assista a reunião ordinária:&nbsphttps://youtu.be/xiQfyyzYn8s

Veja as fotos da reunião: https://www.flickr.com/photos/camaramunicipalcuiaba/albums/72157720199365166

Secom Câmara

Continue lendo

Cuiabá

Prefeitura e TRE-MT articulam parceria para garantir regularização dos eleitores cuiabanos

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Aproximadamente 400 mil eleitores mato-grossense estão com os títulos cancelados, conforme aponta um levantamento feito pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). Ainda segundo o órgão, estima-se que um terço desse público esteja concentrado em Cuiabá e Várzea Grande. Diante da situação, o prefeito Emanuel Pinheiro está articulando parcerias para fomentar a regularização da situação na Capital.

Nesta quinta-feira (02), o chefe do Executivo se reuniu com o presidente do TER-MT, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, a fim de iniciar as tratativas para montagem de um plano que alcance a população cuiabana. Conforme apresentado ao prefeito, uma parte considerável dos cancelamentos ocorrem em virtude da não revisão do eleitorado, ou seja, a falta de cadastro biométrico.  

Em todo Brasil, todavia, a realização da coleta de dados biométricos continua suspensa, seguindo uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio da Resolução nº 23.615/2020. No entanto, ao gestor da Capital, o presidente do TRE relatou ter encaminhado ao comandante do órgão nacional um ofício com informações que comprovam que Mato Grosso já está apto para dar seguimento nesse trabalho.

“Mediante isso, vamos marcar uma agenda com os deputados federais Emanuelzinho, Carlos Bezerra, e com os senadores Jayme Campos e Wellington Fagundes, para pedirmos uma audiência com o presidente do TSE. Munidos com todas as informações, vamos solicitar que entendam o problema que estamos enfrentando e que nos dê essa condição de ajudar o TRE a regularizar essa situação”, contou Emanuel.

De acordo com o prefeito, a ideia é que, após conseguir a liberação no TSE, a Prefeitura de Cuiabá e o TRE formalizem uma parceria, agilizando a coleta e permitindo que todos os eleitores possam estar presentes nas urnas nas próximas eleições. Para ele, o Município deve sempre somar forças com outras instituições para garantir que toda população tenha acesso aos seus direitos constitucionais.

“Estamos buscando meio de regularizar essa situação e o primeiro passo dado foi essa visita honrosa ao presidente Carlos Alberto. Em Cuiabá, são cerca de 84 mil pessoas, correspondendo a aproximadamente 20% do eleitorado da Capital que estão nesta situação. Esse público faz parte, em sua maioria, de uma camada mais carente da população, que ainda não conseguiu fazer essa atualização”, finalizou. 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana