conecte-se conosco


Cuiabá

Audiência públicas da LDO 2023 contabilizam cerca de 150 participantes

Publicado

As duas audiências públicas para tratar da elaboração do relatório final da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) exercício 2023, realizadas nos dias 18 e 19 de maio, reuniram cerca de 150 pessoas de maneira remota.  Os trabalhos são coordenados pela Secretaria de Planejamento. Nos dois dias de debates as principais demandas apresentadas foram pertinentes à  construção de praças,  obras de pavimentação, dentre outros. A Prefeitura de Cuiabá tem até próximo dia 30 de maio para protocolar o documento que será submetido a apreciação e aprovação da Câmara Municipal de Vereadores.

“Cuiabá é uma cidade punjante e por meio desse instrumento nos possibilta estabelecer as metas e as prioridades da gestão”, declarou o prefeito Emanuel Pinheiro. 

O documento conta com todas as ações e projetos previstos para o próximo,  por cada Secretaria, sendo destacadas as receitas e despesas previstas para o próximo ano, além das informações sobre obras conclusas e que estão em andamento e ou fase de conclusão.

Entre as ações e projetos previstos a serem executados e implementados no ano seguinte estão a finalização do Contorno Leste, construção do elevado da Trincheira Santa Rosa e implantação de viadutos da rotatória do Centro de Eventos Pantanal e Círculo Militar.

“Encerrada a fase das audiências públicas, o próximo passo é elencar as propostas para tabulação das demandas e daí então elaborar o relatório final a ser encaminhado ao legislativo municipal. Assim como nos anos anteriores, pretendemos fazer antes do prazo estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal- LRF”, explicou o secretário municipal de Planejamento, Eder Galiciani.

A receita estimada para o próximo ano é de 4.522.647.052,00 (quatro bilhões quinhentos e vinte e dois milhões seiscentos e quarenta e sete mil e cinquenta e dois reais). Este valor refere-se aos investimentos previstos, o que corresponde à soma da receita corrente, formada pela Fonte 100, mais recursos de outras fontes.

Conforme a Constituição Federal, a propositura deve conter as metas e prioridades da Administração Pública, bem como as principais orientações para a elaboração da Lei Orçamentária e demais alterações.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias dispõe também sobre o equilíbrio entre receitas e despesas; quais critérios e formas de limitação de empenho; normas relativas ao controle de custos e à avaliação de resultados e demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas.

“Depois dessas audiências realizadas pela Prefeitura, é a vez do poder Legislativo Municipal, por meio da Comissão de Fiscalização de Acompanhamento da Execução Orçamentária, que também irá realizar os debates, propor as emendas, emitir o parecer e encaminhar para aprovação”, concluiu o secretário.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cuiabá

Mutirão Fiscal ultrapassa a marca de 2 mil acordos formalizados e R$ 9 milhões negociados

Publicado

Lançada há um mês, a edição do Mutirão da Conciliação Fiscal de 2022 alcançou nesta semana a marca de 2.227 acordos formalizados. O levantamento foi feito pela Procuradoria Geral do Município (PGM) e aponta que esse total representa mais de R$ 9 milhões negociados, sendo que, até o momento, cerca de R$ 3,7 milhões já foram quitados pelos contribuintes. 

“Sempre que é realizado, o Mutirão Fiscal é um sucesso por toda sua organização e, principalmente, pela grande oportunidade que oferta ao cidadão. É uma ação que permite negociar débitos em atraso com o Município, de maneira online e com um série de vantagens. Essa edição segue aberta até 0 de novembro”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro. 

A ação acontece em parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso e abrange acordos referentes ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), multas de trânsito e ambientais. Somente são negociados os débitos tributários com fatos geradores até 31 de dezembro de 2021, inscritos em dívida ativa ou não.

Aos participantes, o Mutirão Fiscal assegura o benefício de desconto 95% nos juros e multas moratórias para pagamentos à vista, 60% para parcelamentos em até 12 vezes; 50% para até 24 meses; e 30% quando o débito for dividido entre 25 e 48 parcelas. Os acordos podem ser realizados de forma totalmente virtual, por meio do portal Refis Online.

“Sabemos que o cidadão tem a preocupação de pagar suas dívidas com o Município e, às vezes, por algum contratempo isso não é feito. Ainda estamos enfrentando uma pandemia que prejudicou toda a população. Dessa forma, buscamos ser sensíveis e oferecer boas oportunidades para que os débitos sejam quitados”, explica o prefeito Emanuel Pinheiro.

Aos que não possuem acesso à internet, a Prefeitura de Cuiabá disponibiliza postos de atendimento, das 8h às 17h, nos seguintes locais:

I — Procuradoria Fiscal do Município: Avenida Getúlio Vargas, 490, Popular, Cuiabá — MT;

II — CIAC — Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte: Rua Barão de Melgaço, 3.814, Centro Norte, Cuiabá — MT;

III — SEMOB — Secretaria de Mobilidade Urbana: Rua 13 de junho, 1238, Centro Sul, Cuiabá — MT.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Continue lendo

Cuiabá

“Pensei estar em um hospital privado”, conta eletricista que sofreu queimaduras de 2º e 3º graus e recebeu cuidados no HMC

Publicado

“Pensei estar em um hospital privado”, essas foram as palavras do eletricista Jorge Luiz Ribeiro, 39 anos, em referência ao Hospital Municipal de Cuiabá e Pronto Socorro “Dr. Leony Palma de Carvalho” – HMC. Ele ficou surpreso com o atendimento recebido durante os 22 dias que permaneceu internado, no Centro de Tratamento de Queimados – CTQ, que funciona na unidade hospitalar.

Jorge é morador do município de Chapada dos Guimarães (distante a 66 km de Cuiabá). Ele trabalha de maneira autônoma como eletricista.  No dia do acidente ele realizava a troca do transformador de energia, localizado em uma chácara particular. “Ao colocar o alicate no fio, sofri a descarga elétrica e fiquei com queimaduras”, explicou Jorge. “Eu sempre confiro se está desligada a energia, mas neste dia eu esqueci”, lamentou. 

Segundo ele, no momento do choque, ele não sentiu muita dor e pensou se tratar de um choque leve. “Peguei minha motocicleta e fui para casa, quando tirei a camisa a minha pele das costas saiu, foi nessa hora que eu senti muita dor e percebi a gravidade”, revelou o eletricista.

O primeiro atendimento foi na Unidade de Pronto Atendimento – UPA do município de Chapada dos Guimarães, mas diante da gravidade ele foi levado de ambulância para o HMC, para se tratar no Centro de Tratamento de Queimados – CTQ, referência no estado de Mato Grosso.

Segundo médico e diretor-técnico do HMC, Vinícius Gatto, o eletricista sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus no braço direito, braço esquerdo e nas costas. “Ele recebeu tratamento adequado e específico no CTQ. Passou diariamente por higienização e curativos no local da queimadura, além das medicações. Foi necessário, ainda, procedimento cirúrgico de enxerto no braço com a equipe médica de cirurgiões plásticos”, informou.   

“Não sei o que seria de mim se não tivesse recebido esse cuidado. Fui super bem atendido, até mesmo na hora da higienização, que dói mais, as enfermeiras e técnicas em enfermagem foram cuidadosas para amenizar a minha dor. Elas brincavam comigo para me distrair. Os médicos são ótimos e dão muita atenção”, enfocou o eletricista. 

Durante o período de internação, Jorge conta que o pai morreu. “Até para informar sobre o falecimento do meu pai foi com carinho. A psicóloga veio e conversou comigo. Agradeço todos os profissionais que me atenderam. Não tenho do que reclamar. Todos foram bacanas comigo”, destacou.

No dia 27/07, Jorge recebeu alta médica. “Saio daqui feliz e com esperança de não ficar com sequelas. Já recuperei o movimento do meu braço. A fisioterapeuta do HMC me ajudou muito. Não sinto mais dor. Meu sentimento é de gratidão a todos. Aos médicos maravilhosos. As enfermeiras que no início, quando não conseguia mexer o braço, me alimentaram e ministraram a medicação na hora certa. A nutricionista pela boa alimentação. E por essa estrutura maravilhosa com quarto espaçoso e bem ventilado. Nunca faltaram medicamentos para o meu tratamento, acredito que aqui é padrão de hospital particular. Minha nota é 10”, enfatizou Jorge.

Paulo Rós, diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, responsável pela administração do HMC, informou que neste primeiro semestre de 2022 o CTQ atendeu 80 pacientes vítimas de queimaduras. “O CTQ é referência em Mato Grosso, extremamente fundamental na assistência de pacientes de todo o estado”, ressaltou.

O prefeito Emanuel Pinheiro destacou que a sua gestão revolucionou o CTQ. “Mudamos o setor para o HMC, o maior hospital do estado de Mato Grosso. Investimos muito para estruturar adequadamente o CTQ, além da ampliação do número de profissionais. Todo o investimento é para cuidar da nossa gente que tanto merece atendimento digno e humanizado”, enfocou. 

CTQ 

O Centro de Tratamento de Queimados do HMC conta com equipe multidisciplinar para oferecer o tratamento mais completo aos seus usuários. São técnicos de enfermagem, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e cirurgiões plásticos. A unidade conta com uma infraestrutura moderna e equipamentos de ponta, como câmara hiperbárica (que ajuda no processo de oxigenação dos tecidos do corpo, favorecendo a granulação e cicatrização) e dermátomos elétricos, equipamentos utilizados para corte no transplante de pele.  

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana