conecte-se conosco


Entretenimento

Ator Lúcio Mauro morre aos 92 anos de idade no Rio

Publicado

Lucio Mauro
Reprodução/Facebook

Ator estava internado em clínica da Zona Sul do Rio de Janeiro

Morreu, na noite deste sábado (11), aos 92 anos, o ator e comediante Lúcio Mauro. Internado há dois meses em uma clínica na Zona Sul do Rio de Janeiro, ele não resistiu a problemas respiratórios.

A informação foi confirmada pelo filho do ator, Lúcio Mauro Filho, que fez uma bonita homenagem ao pai em uma publicação nas redes sociais, relembrando a carreira de Lúcio Maur o e toda a influência em sua própria carreira.

“Papai foi um pioneiro, saiu do teatro de estudante lá no Pará, foi pro Recife, fez rádio, inaugurou a televisão no Nordeste e de lá, veio para o Rio de Janeiro pra se tornar um dos maiores artistas deste país. Me influenciou em tudo. O homem que sou, o artista, o pai de família, o amigo. Eu nada seria sem seus ensinamentos”, disse.

Em março, Lúcio Mauro completou 92 anos, e seu filho, Lúcio Mauro Filho, compartilhou uma foto para festejar a data. Na imagem, Lúcio Mauro aparece com filhos, a nora, Cíntia Oliveira, e os netos, Liz, Bento e Luiza.

“Só foi possível graças a sua força, e também ao amor incondicional que sentimos por ti. Hoje comemoras os seus 92 anos. Comemoramos a sua existência e a nossa sorte de carregar seu sangue. Feliz Aniversário, meu pai! Juntos sempre!”, postou em uma rede social na ocasião.

Relembre a trajetória de Lúcio Mauro

Lúcio de Barros Barbalho, mais conhecido como Lúcio Mauro, nasceu em Belém do Pará, no dia 14 de março de 1927. Estreou na Globo em 1966.

Integrou o elenco de alguns dos principais programas de humor da emissora como “Chico City” (1973), “Os Trapalhões” (1989) e “Escolinha do Professor Raimundo” (1990).

Participou da criação, dirigiu e atuou em outras dezenas de programas de humor na televisão, com destaque para “Balança Mas Não Cai (1968), com releituras de quadros de sucesso da Rádio Nacional nos anos 1950.

Estreia na TV Globo

Em 1966, Lúcio Mauro estreou na Globo , no humorístico “TV0–TV1”, ao lado de Jô Soares, Agildo Ribeiro, Paulo Silvino e outros, sob direção de Augusto César Vannucci.

Leia Também:  Destaque do “movimento bruto”, Loubet cresce em plataforma de streaming

Dois anos depois, criou e dirigiu na Globo o humorístico “Balança Mas Não Cai” (1968), escrito por Max Nunes e Haroldo Barbosa, e transmitido, ao vivo, até 1971.

O programa tinha o quadro Ofélia e Fernandinho, estrelado por Lúcio e Sônia Mamede (1936-1990).

Já no programa de variedades “Alô Brasil, Aquele Abraço” (1969), o comediante protagonizou um dos momentos mais inusitados de sua vida: um dos apresentadores das atrações regionais, como representante da região Norte, ficou em último lugar em uma das competições e recebeu como castigo lavar a cabeça da estátua do Cristo Redentor.

Outros papéis

Trabalhou no musical “Viva a Revista!” (1969) e foi ator e diretor do programa de humor “Uau, a Companhia” (1972). Quando “Balança Mas Não Cai” foi para a TV Tupi, nos anos 1970, ele acompanhou os colegas do programa e deixou a Globo por um tempo.

Voltou para integrar o elenco de “Chico City” no final da década. Ficou marcado como o diretor do ator canastrão Alberto Roberto, interpretado por Chico Anysio. Em seguida, voltou a dirigir e atuar na nova versão de “Balança Mas Não Cai” (1982) na Globo, sendo também diretor de “A Festa é Nossa”, semanal que tinha como cenário fixo a cobertura de Ofélia e Fernandinho.

Ainda na década de 1980, Lúcio Mauro participou de ” Chico Anysio Show” (1982) e “Os Trapalhões” (1989), revivendo com Nádia Maria a dupla Fernandinho e Ofélia. Em 1983, interpretou o médium Chico Xavier no “Caso Verdade Chico Xavier, um Infinito Amor”. Em 1988, fez uma participação na minissérie “O Pagador de Promessas”, de Dias Gomes, como Dr. Quindim.

Na década de 1990, viveu Aldemar Vigário, da “Escolinha do Professor Raimundo”, sempre bajulando o professor interpretado por Chico Anysio. Trabalhou em um episódio de “Você Decide” (1992), foi do elenco de “Malhação” (1995), atuando como Dr. Palhares, pai do Mocotó (André Marques), e atuou na novela infantil “Caça-Talentos” (1996), com Angélica.

Leia Também:  Após polêmica com política, Dead Kennedys cancela turnê pelo Brasil

Em seguida, integrou o elenco de “Chico Total” (1996). Em 1998, encarnou o bicheiro mafioso Neca do Abaeté na minissérie “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, escrita por Dias Gomes com base no romance de Jorge Amado. Viveu o advogado Nonato na segunda versão da novela “Pecado Capital”, de Glória Perez com base no original de Janete Clair; atuou em um episódio de “Sai de Baixo”; e participou em “Meu Bem Querer”, de Ricardo Linhares.

A partir de 1999, Lúcio Mauro retomou personagens em “Zorra Total”. Refez o quadro Fernandinho e Ofélia, desta vez com Claudia Rodrigues. Também integrava o elenco do programa seu filho, o ator Lúcio Mauro Filho. Em março de 2001, o humorista voltou à nova temporada da “Escolinha do Professor Raimundo”, vivendo o popular Aldemar Vigário.

Nesta década, participou de “Os Normais”, “A Grande Família”, “A Diarista”, “Sob Nova Direção”, “Programa Novo”, “Faça a Sua História” e “Zorra Total”. Neste último, em 2012, viveu o personagem Ataliba, um vovô surfista, amigo de Gumercindo (José Santa Cruz), um senhor skatista. Os dois tentavam conquistar moças no vagão do Metrô Zorra Total. A dupla reviveu a parceria da estreia de Lúcio Mauro em humor na TV, em 1960.

Em 2007, participou de “Paraíso Tropical”, de Gilberto Braga, como Veloso. Em 2008, esteve na série “Casos e Acasos” e na novela “A Favorita”, de João Emanuel de Carneiro, no papel de Sabiá. No remake de “Gabriela” (2012), viveu Eustáquio. No penúltimo episódio de “A Grande Família” (2014), Lúcio Mauro interpretou Rui, um amigo de Agostinho Carrara (Pedro Cardoso).

Sua filmografia tem “Terra sem Deus” (1963), de José Carlos Burle; “007 ½ no carnaval” (1966), de Victor Lima; “Redentor” (2004), de Claudio Torres; “Cleópatra” (2008), de Júlio Bressane; e “Muita Calma Nessa Hora” (2010), de Felipe Joffily.

Em 2008, o humorista estreou a peça “Lúcio 80-30”, dividindo o palco com Lúcio Mauro Filho, autor e diretor do espetáculo, e com outros dois filhos, Alexandre Barbalho e Luly Barbalho.

Fonte: IG Gente
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Entretenimento

Atores famosos são convidados para o ‘BBB’ 20, diz colunista

Publicado

source
boninho arrow-options
Divulgação/TV Globo

Boninho, diretor do programa

A pouco mais de um mês da estreia, o reality global Big Brother Brasil promete muitas surpresas para a edição de número 20. De acordo com a colunista Patrícia Kogut, atores conhecidos estão sendo convidados para participar do programa.

O ator Daniel Rocha , atualmente sem contrato com a Globo e no ar na Amazon, em “Irmãos Freitas”, foi um dos sondados, mas não acertou sua participação. A nova temporada vem sendo chamada de “50/50”, pois vai unir anônimos e famosos.

Além do atores e atrizes, a Rede Globo também sondou youtubers e influenciadores de “primeiro escalão” para o Big Brother Brasil 20 .

Um dos famosos que fez a revelação foi o youtuber Felipe Castanhari. Ele disse que declinou “educadamente” o convite. Em seguida, Carlinhos Maia falou ter sido procurado. Felipe Neto foi ao Twitter explicar o porquê de nenhum youtuber de sucesso topar a empreitada: em três meses, eles faturam mais de R$ 1,5 milhão – prêmio tradicionalmente oferecido pela atração.

Leia Também:  Gracyanne Barbosa pega Thor no colo, leva várias lambidas e pede ajuda a Belo

Boninho, diretor do Big Brother Brasil , ironizou as manifestações do YouTube. “Eu não fui convidado pro BBB20 , mas vou dizer pra todo mundo que sim!!! Onde tem fumaça, não tem fogo!”, escreveu em sua conta do Instagram

Uma outra novidade é que a edição possa retornar com a casa de vidro, usada em outras temporadas do programa, entre 2009 e 2013.

Dessa vez, a pista foi dada por J.B. Oliveira, o Boninho, produtor do reality. De acordo com o diretor, a vigésima temporada do programa merece o retorno desse tipo de confinamento, que coloca pessoas presas em um ambiente envidraçado dentro de um shopping center disputando uma vaga no confinamento principal.

“Saudades da casa de vidro! Numa edição de festa, acho que não pode faltar. Vamos nessa?”, questionou Boninho em seu Instagram nesta sexta-feira (6), sem dar maiores explicações.

No plano comercial do reality, apresentado a anunciantes, a Globo destaca o sucesso do programa diante da concorrência na televisão brasileira. “O ‘BBB’ 19 sozinho gerou 13 vezes mais comentários do que todas as 142 séries originais da Netflix juntas”, diz o texto.

Leia Também:  Teatro Móvel quer inspirar crianças a trabalhar com tecnologia

A estreia da nova fase está marcada para o dia 21 de janeiro, uma terça-feira. A emissora também determinou a grande final do BBB 20 para 23 de abril, uma quinta-feira.

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Entretenimento

Missa de sétimo dia de Gugu será em igreja onde ele foi coroinha

Publicado

source
Gugu arrow-options
Divulgação

Gugu Liberato: apresentador durante o programa de TV “Canta Comigo”, na TV Record

A missa de sétimo dia do apresentador Gugu Liberato será na manhã deste sábado (7) na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que fica no Jardim Paulistano, em São Paulo. Mas apenas família e amigos poderão participar da cerimônia onde Gugu foi coroinha quando era criança.

LEIA MAIS:  Gugu ganha homenagem emocionante na despedida do “Canta Comigo”

 Para celebrar a missa de sétimo dia de Gugu , a família  escolheu o Padre Osmar Alves, o mesmo que esteve presente no sepultamento e no velório do apresentador que feleceu no dia 22 de novembro, nos Estados Unidos, aos 60 anos de idade, após um acidente doméstico.

 O corpo de Gugu Liberato foi velado por mais de 20 horas, na Assembléia Legislativa de São Paulo, em frente ao Parque Ibirapuera, onde o público chegou a ficar mais de três horas na fila para ver o apresentador.

LEIA MAIS: Velório de Gugu emociona famosos e anônimos; confira fotos

Entre as celebridades que estiveram no velório de Gugu estavam Sabrina Sato, Luiza Ambiel, Luciano Camargo, Roberta Miranda, Renata Banhara, Tom Cavalcante, Rodrigo Faro, Celso Portiolli, Simony e Mara Maravilha.

Leia Também:  Gracyanne Barbosa pega Thor no colo, leva várias lambidas e pede ajuda a Belo

 O enterro de Gugu foi na sexta-feira, dia 29 de novembro, no Cemitério Gethsêmani, no Morumbi, em São Paulo, aberto ao público, com muita comoção por parte dos fãs do apresentador que estiveram no local.

LEIA MAIS: Xuxa herdará lugar de Gugu Liberato no “Canta Comigo”, diz jornalista

Depois do sepultamento, a esposa de Gugu , Rose Di Matteo, falou com a imprensa mas disse apenas: “Eu quero só falar uma coisa para vocês, se hoje eu sou uma pessoa um pouco melhor, eu devo ao Gugu, aos meus filhos e a Deus. Só isso que eu posso falar, porque ele era a pessoa mais linda desse mundo, mais generosa, e agora ele vai ficar aqui [aponta para o coração] e no coração dos meus filhos”.

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana