conecte-se conosco


Esportes

Athletico e Coritiba iniciam tira-teima em finais pelo Paranaense

Publicado


.

Athletico e Coritiba decidem o título do Campeonato Paranaense. Em 105 anos de competição, essa manchete se repete pela 19ª vez. Até hoje, são nove taças para cada lado. Só nesta década, é a sétima final Athle-Tiba. O primeiro duelo é neste domingo (2), às 16h (horário de Brasília), com mando athleticano, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Na próxima quarta-feira (5), às 20h, o palco será o Couto Pereira, casa do Coxa.

Nos últimos anos, o Athletico vinha utilizando o time sub-23 no Estadual, priorizando outros torneios no primeiro semestre, como a Libertadores. Com a pandemia do novo coronavírus (covid-19), a necessidade de ritmo de jogo fez a equipe principal ser escalada para a reta final, embora já fosse um desejo do técnico Dorival Júnior.

A classificação do Furacão veio após o empate em 0 a 0 com o FC Cascavel, fora de casa, na última quarta (29). No jogo de ida, na Arena, o Athletico fez 5 a 1. “Mesmo tendo a necessidade de segurar alguns jogadores, os garotos que entraram deram uma resposta positiva e acho que é isso que nós queremos”, destacou Dorival, em entrevista após a partida em Cascavel (PR).

O volante Erik, que vinha atuando na lateral-direita, contundiu o ligamento colateral do joelho e está fora da final. O Furacão, porém, terá a volta do zagueiro Thiago Heleno, que cumpriu suspensão, e de atletas poupados na partida em Cascavel (PR), como os meias Léo Cittadini e Nikão.

Pelo lado do Coxa, o técnico Eduardo Barroca teve trabalho para montar o time que venceu o Cianorte por 2 a 0 e se classificou para a final – a equipe já tinha vencido fora de casa por 3 a 2. Diante do Athletico, o treinador poderá contar outra vez com o zagueiro Rhodolfo, o volante Nathan Silva, o meia Thiago Lopes e os atacantes Robson e Igor Jesus, que cumpriram suspensão.

Será o segundo duelo entre os rivais no Estadual. Na primeira fase, pela última rodada, o Coritiba atropelou – vitória por 4 a 0 –  o time sub-23 do Furacão, dirigido por Eduardo Barros. “É outro treinador, são outros jogadores, mas o que fica de referência é nossa atitude. Para enfrentar um adversário dessa qualidade, a gente vai precisar ter aquela atitude como referência, para mais”, avaliou Barroca, em entrevista depois da partida da última quarta.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Remo vence no primeiro confronto da semifinal do Parazão

Publicado


.

Os estaduais ainda não chegaram ao fim. No Pará, o Remo venceu o Castanhal por 1 a 0 nesta quinta-feira (13) no Mangueirão, pelo primeiro duelo da semifinal do campeonato local. O gol do Leão saiu logo aos 3 minutos da etapa inicial e foi contra. Gélson é lançado na área e Lucão exagera na marcação e manda a bola para as próprias redes. A vitória garante a vantagem do empate para os azulinos chegarem à final na busca pelo tricampeonato paraense.

As duas equipes voltam ao mesmo estádio, na próxima quinta (20), para saber quem vai à decisão. O Castanhal, se devolver o resultado de hoje, força a disputa dos pênaltis, mas caso vença por diferença de mais de um gol, avança na competição. Além do primeiro título estadual da história, o Aurinegro também está de olho numa vaga para a Copa do Brasil.

Disputando simultaneamente o Brasileirão da Série C, o Remo, que conta com 46 campeonatos, pode-se igualar ao Paysandu em número de títulos estaduais caso leve a taça para casa este ano. O Papão está na outra semifinal e perdeu a primeira partida, na última quarta (12), para o Paragominas por 3 a 2.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Paraense.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

São Paulo e Vasco estreiam com vitória. Inter vence segunda seguida

Publicado


.

Noite de vitória dos mandantes no Campeonato Brasileiro. O Internacional chegou a seis pontos na classificação ao vencer o Santos por 2 a 0, no Beira-Rio. O São Paulo contou com Daniel Alves para superar o Fortaleza por 1 a 0, no Morumbi. Já o Vasco passou pelo Sport com grande atuação do volante Fellipe Bastos, que marcou os dois gols da partida, em São Januário.

No Rio de Janeiro, o Vasco construiu o placar ainda no primeiro tempo. Pressionando desde o apito inicial do árbitro, o Gigante da Colina não demorou para abrir o placar. Aos 8 minutos, Benítez fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para a área. O goleiro Mailson rebateu nos pés de Fellipe Bastos, que, de primeira, finalizou para o fundo da rede. Aos 29 minutos, os donos da casa quase ampliaram em uma cobrança de falta de Fellipe Bastos que explodiu no travessão. Dois minutos depois, o volante fez o segundo gol da partida. Nova falta, desta vez pela esquerda, e Bastos bateu com perfeição, no ângulo direito do goleiro, para fechar o placar.

Na próxima rodada, o Sport vai a Goiânia enfrentar o Atlético-GO, domingo às 19h no Estádio Olímpico. No mesmo dia o Vasco encara o São Paulo, às 16h em São Januário.

O próximo adversário do Cruzmaltino também estreou no Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira (13). O São Paulo não apresentou o futebol que a torcida espera, mas o desempenho foi suficiente para derrotar o Fortaleza por 1 a 0, com gol de Daniel Alves. O time do técnico Rogério Ceni teve mais posse de bola e chegou com perigo ao gol de Tiago Volpi em alguns momentos, mas esbarrou nos próprios erros. O São Paulo deixou o adversário jogar e usou muito o lado esquerdo com Reinaldo para atacar em velocidade.

O gol da vitória saiu de uma investida de Reinaldo até a linha de fundo. Ele cruzou na segunda trave e Daniel Alves apareceu para arrematar, aos 42 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa o Fortaleza chegou a empatar, aos 4 minutos, mas a arbitragem anulou o gol após consulta ao VAR (árbitro de vídeo), que acusou o toque no braço de Juninho. Os visitantes tentaram pressionar no fim da partida, mas não tiveram sucesso. Após a segunda derrota, o Fortaleza tenta pontuar pela primeira vez no Brasileirão contra o Botafogo, no Castelão, no domingo, às 19h30.

Em Porto Alegre, o Internacional conquistou a segunda vitória consecutiva e acabou com um tabu de 12 anos sem derrotar o Santos no Beira-Rio. O primeiro gol da partida foi marcado por Paolo Guerrero, aos 11 minutos do segundo tempo. Apesar de ter sido melhor durante quase todo o confronto, a equipe do técnico Eduardo Coudet tomou um susto aos 21 minutos da etapa complementar. Após boa jogada de Soteldo, Kaio Jorge fez o gol de empate, mas o VAR anulou, marcando toque de mão do atacante do Peixe.

O Inter confirmou vitória e a boa atuação com um golaço. Aos 42 minutos, Edenílson tocou para Guerrero, que devolveu de calcanhar. O volante viu Vladimir adiantado e encobriu o goleiro para fechar o placar no Beira-Rio. O próximo compromisso do Internacional é contra o Fluminense, domingo, às 18h, no Maracanã. No mesmo dia, o Santos tenta a primeira vitória sob o comando do técnico Cuca contra o Athletico-PR, às 19h45, na Vila Belmiro.

Veja a classificação atualizada da Série A do Brasileiro.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana