conecte-se conosco


Geral

Assessores pedagógicos são capacitados para compra de produtos da alimentação escolar

Publicado

O foco do curso são as duas modalidades de compra – o pregão presencial e a chamada pública, voltada para a compra de produtos da agricultura familiar

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) realizou, nesta quinta-feira (13), um curso de capacitação para os assessores pedagógicos de Cuiabá e Várzea Grande sobre chamada pública e pregão presencial da alimentação escolar. A formação ocorreu nas dependências do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Cesário Neto, no centro da capital.

Os técnicos da Coordenadoria de Alimentação Escolar (CAE) da Seduc, responsáveis pelo curso, detalharam os procedimentos do certame.

Segundo a técnica da CAE Leila Abutakka, a formação é importante porque muitos assessores iniciaram os trabalhos este ano e estão com dúvidas. Durante o curso, os técnicos explicam as duas modalidades de compra – o pregão presencial, para adquirir grandes quantidades de produtos e a chamada pública, voltada para a compra de produtos da agricultura familiar.

“Esse é o foco da nossa capacitação. Como já fizemos essa formação com os novos gestores, restavam os assessores pedagógicos, que orientam as escolas na compra de produtos da alimentação escolar”, ressalta.

Leia Também:  Governo transfere mais de R$1 milhão a hospitais filantrópicos

Para a assessora pedagógica Maria Denise Souza Carvalho, que é representante na Câmara de Negócios da Alimentação Escolar (CNAE), os assessores pedagógicos precisam dessas informações porque são eles que tiram as dúvidas dos gestores escolares. “Precisamos de uma formação para sermos pregoeiros que é quem conduz o pregão. Com isso, ganhamos em agilidade em todo o processo”, ressalta.

Com os repasses da alimentação escolar em dia, os diretores têm uma preocupação a menos que é o pagamento dos fornecedores. Uma vez recebendo pelo produto, os fornecedores fazem a entrega dentro do prazo estipulado.

No entendimento de Leila Abutakka, os repasses em dia são fundamentais para o fornecimento da alimentação escolar. “Na hora das compras, os gestores das unidades escolares já compram e pagam. Dá mais segurança aos fornecedores”, afirma.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Bloqueio de grevistas impede atendimento na Sefaz na manhã desta quarta-feira

Publicado

O atendimento a população será realizado a partir das 13 horas, caso o local seja desbloqueado

A Secretaria de Estado de Fazenda foi obrigada a suspender o atendimento aos contribuintes na manhã desta quarta-feira (26), em decorrência do bloqueio realizado na porta do órgão, por um pequeno grupo de sindicalistas, do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sintep).

O atendimento a população será realizado no período da tarde, a partir das 13 horas, caso o local seja desbloqueado.

A interrupção do atendimento, por parte dos grevistas da Educação, prejudica diretamente contribuintes de Mato Grosso, que se deslocaram do interior e também de outros Estados em busca da prestação do serviço. O fato também prejudicou o envio do projeto de lei de Reinstituição de Benefícios Fiscais para a Assembleia Legislativa, que estava programado para a manhã de hoje e deverá ocorrer agora no início da tarde.

A preocupação do Governo também é quanto à arrecadação do Estado, que poderá ser prejudicada com o piquete realizado pelos grevistas e complicar ainda mais a situação financeira de Mato Grosso.

Leia Também:  Governo Federal repassa R$ 5 milhões para combater o narcotráfico na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Continue lendo

Geral

Sintep impede entrada de servidores da Secretaria de Fazenda e pode reduzir arrecadação do Estado

Publicado

Grupo pequeno de manifestantes bloqueou a entrada principal da Sefaz e prejudica servidores (F – Marcos Vergueiro)

O Sindicato dos Profissionais da Educação (Sintep) está impedindo a entrada dos servidores públicos que trabalham na Secretaria de Estado de Fazenda, órgão sem nenhuma vinculação com o movimento grevista. Na porta da secretaria já há uma fila de servidores aguardando o espaço ser desbloqueado para entrar no prédio.
Os sindicalistas chegaram antes das 7 horas e colocaram um carro de som no portão de entrada da Sefaz, o que impede que qualquer veículo entre ou saia da sede da secretaria.
Além disso, eles também estão impedindo a passagem dos veículos na avenida principal do Centro Político Administrativo, causando tumulto e engarrafamento no trânsito. A ação radical tem a adesão de um pequeno grupo de professores.
A atitude dos grevistas prejudica não só os servidores públicos, mas os cidadãos que procuram o órgão e deve refletir também na redução da arrecadação.
Em um momento de crise econômica, em que o governo realiza todos os esforços possíveis, o movimento comandado pelos sindicalistas vai à contramão dos interesses da própria categoria, pois prejudica diretamente o aumento da receita do Estado.
Outro reflexo dessa ação é que a categoria desrespeita decisão judicial que impede que os sindicalistas façam qualquer tipo de piquete ou bloqueie a entrada de servidores públicos para o exercício de suas atividades.
O Sintep deverá pagar multa por ter desobedecido a uma decisão judicial e impedido centenas de pessoas de exercerem seu direito de escolha em trabalhar e não participar do movimento.
Vale lembrar que na terça-feira (25) o Sintep também fez um bloqueio na BR-364, impedindo o livre trânsito de cidadãos e trabalhadores que precisam circular pela rodovia.
Desde que o movimento grevista começou, no dia 27 de maio, a adesão a greve só vem caindo.
Atualmente, 357 escolas estão atendendo normalmente os alunos, 68 unidades estão de forma parcial e 342 unidades ainda estão no movimento.

Leia Também:  Agência refaz cálculos e autoriza tarifa do transporte coletivo a R$ 4,10 em Cuiabá

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana