conecte-se conosco


Geral

Assessores pedagógicos são capacitados para compra de produtos da alimentação escolar

Publicado

O foco do curso são as duas modalidades de compra – o pregão presencial e a chamada pública, voltada para a compra de produtos da agricultura familiar

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) realizou, nesta quinta-feira (13), um curso de capacitação para os assessores pedagógicos de Cuiabá e Várzea Grande sobre chamada pública e pregão presencial da alimentação escolar. A formação ocorreu nas dependências do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Cesário Neto, no centro da capital.

Os técnicos da Coordenadoria de Alimentação Escolar (CAE) da Seduc, responsáveis pelo curso, detalharam os procedimentos do certame.

Segundo a técnica da CAE Leila Abutakka, a formação é importante porque muitos assessores iniciaram os trabalhos este ano e estão com dúvidas. Durante o curso, os técnicos explicam as duas modalidades de compra – o pregão presencial, para adquirir grandes quantidades de produtos e a chamada pública, voltada para a compra de produtos da agricultura familiar.

“Esse é o foco da nossa capacitação. Como já fizemos essa formação com os novos gestores, restavam os assessores pedagógicos, que orientam as escolas na compra de produtos da alimentação escolar”, ressalta.

Leia Também:  Ex-policial acusado de integrar grupo de extermínio que atuava em Cuiabá e Várzea Grande é condenado a 30 anos de prisão

Para a assessora pedagógica Maria Denise Souza Carvalho, que é representante na Câmara de Negócios da Alimentação Escolar (CNAE), os assessores pedagógicos precisam dessas informações porque são eles que tiram as dúvidas dos gestores escolares. “Precisamos de uma formação para sermos pregoeiros que é quem conduz o pregão. Com isso, ganhamos em agilidade em todo o processo”, ressalta.

Com os repasses da alimentação escolar em dia, os diretores têm uma preocupação a menos que é o pagamento dos fornecedores. Uma vez recebendo pelo produto, os fornecedores fazem a entrega dentro do prazo estipulado.

No entendimento de Leila Abutakka, os repasses em dia são fundamentais para o fornecimento da alimentação escolar. “Na hora das compras, os gestores das unidades escolares já compram e pagam. Dá mais segurança aos fornecedores”, afirma.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Orlas de Barão de Melgaço e Santo Antônio de Leverger serão restauradas

Publicado

As melhorias promovidas pelo Governo do Estado estão em fase de licenciamento e as obras devem iniciar no próximo ano

Barão de Melgaço e Santo Antônio de Leverger (110km e 35km de Cuiabá, respectivamente) são municípios banhados pelo Rio Cuiabá. O turismo de pesca é atrativo nas duas localidades e, por isso, o Governo do Estado começará a revitalizar as orlas, transformando em complexos turísticos.

De acordo com o projeto, estão previstas a ampliação das calçadas, transformando-as em um calçadão, a implantação de bares e restaurantes e a construção de playgrounds. Além disso, paisagismo e iluminação vão garantir o uso do espaço também no período noturno.

“São projetos importantes para fomentar o turismo na região do Vale do Rio Cuiabá, pois são nossos portões de entrada para o Pantanal. Com estes projetos esperamos que os munícipes e os turistas possam desfrutar destes novos espaços”, disse Jefferson Moreno, secretário adjunto de Turismo de Mato Grosso.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, o incremento do turismo vai gerar renda e empregos de qualidade e bem remunerados para estes municípios e para a região.

Leia Também:  Com quase R$ 2 milhões de desconto, fazendas de traficante voltam a leilão nesta terça-feira

“Teremos necessidade de mão de obra qualificada e, por meio de uma indústria limpa, teremos mais empregos e o turista também vai gastar mais na região. O governador Mauro Mendes ainda tem projetos para explorar melhor os atrativos, como hotéis flutuantes, além de melhorar os rios para um turismo mais saudável”, afirmou. A arquiteta da Secretaria de Turismo, Marcella Carbonieri, reforça que “a requalificação urbana desses espaços permitirá ao turista e ao cidadão uma nova opção de turismo no Estado, desfrutando de um local com infraestrutura, opção de lazer e passeio integrado a beleza natural existente”.

Continue lendo

Geral

Estado vai pagar bolsas de R$ 450 a alunos para incentivar pesquisa

Publicado

O valor do investimento é de R$ 3 milhões, aproximadamente, sendo R$ 450 destinados para graduação e R$ 150 para as bolsas de ensino médio

O Governo do Estado firmou parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) para investimento em 600 bolsas de iniciação científica. Um termo de cooperação técnica entre o Executivo e instituições de ensino foi assinado nesta terça-feira (17) pelo governador Mauro Mendes.

Do total de bolsas concedidas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), 500 serão destinadas para cursos de graduação e 100 para alunos do ensino médio. O valor do investimento é de R$ 3 milhões, aproximadamente, sendo R$ 450 destinados para graduação e R$ 150 para as bolsas de ensino médio, que serão pagos no período de um ano.

“Temos que estabelecer pilares para o desenvolvimento e o investimento em pesquisa é o caminho mais certo para se chegar ao futuro em condições melhores que o presente. Mato Grosso é especialmente ligado ao agronegócio, setor que ainda carece de caminhar muito para obter uma melhor competitividade”, disse Mendes.

Leia Também:  Com quase R$ 2 milhões de desconto, fazendas de traficante voltam a leilão nesta terça-feira

O governador apontou para a necessidade de que os investimentos sejam aplicados em áreas de pesquisa que de fato atendam demandas de Mato Grosso, utilizando os recursos públicos de forma aprimorada e com foco nos resultados que beneficiem o Estado.

Ele pontuou que irá analisar os resultados das pesquisas desenvolvidas com a parceria ao final do prazo de desenvolvimento dos trabalhos.

“A pesquisa deve ser cada vez mais focada naquilo que importa à nossa sociedade e que possa efetivamente produzir resultados. Com esse objetivo, vou contribuir avaliando os resultados dos investimentos, porque se forem positivos, os recursos serão novamente aportados. Caso contrário, poderão ser reduzidos ou até mesmo cortados”, asseverou o chefe do Executivo estadual.

O presidente da Fapemat, Adriano Silva, explicou que as bolsas serão divididas entre as instituições de ensino, sendo destinadas 200 para cursos de graduação da UFMT, 200 para a Unemat e 100 para o IFMT. Já as bolsas para o ensino médio foram divididas em 10 para UFMT, 30 para Unemat e 50 para o IFMT.

Leia Também:  Cuiabá convoca mais 400 aprovados em processo seletivo para iniciar trabalhos no HMC

“Essas bolsas têm como objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre nossos estudantes, mediante a participação em projetos de pesquisa, orientados por pesquisadores qualificados. Vamos trabalhar para que sejam destinadas às áreas que realmente promovam avanços e o crescimento do Estado, trazendo resultados tanto para o setor público, como também para o setor produtivo”, afirmou Silva.

O vice-reitor da UFMT, Evandro Soares, ratificou o pedido do governador para que as pesquisas atendam as demandas de Mato Grosso e considerou que os editais de chamamento tragam o objetivo de que os trabalhos promovam soluções de curto e médio prazo.

“Junto com o Governo, devemos identificar quais as demandas que o Estado carece e trabalhar juntos essas necessidades, agregando valor às pesquisas desenvolvidas por nossos alunos”, comentou.

Também estiveram presentes no ato de assinatura do termo de cooperação os deputados estaduais Thiago Silva e Dilmar Dal Bosco, o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, Stéphano do Carmo, a pró-reitora da Unemat, Leonarda Neves, e o reitor do IFMT, Willian de Paula.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana