conecte-se conosco


Política MT

Assembleia Legislativa faz 1º simpósio sobre autismo em Mato Grosso

Publicado

Foto: Karen Malagoli

/

Secretaria de Comunicação Social

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realizará, no dia 2 de abril, o 1º Simpósio de Políticas Públicas: Inclusão Efetiva dos Autistas em Mato Grosso, a pedido do deputado estadual Wilson Santos, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, anexo à sede do Parlamento, das 8h às 18h.

Desde 2008, o dia 2 de abril é uma data decretada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A cor azul é usada pela incidência maior em meninos, já que, segundo levantamento feito nos Estados Unidos, para cada quatro meninos, existe uma menina com a síndrome.

De acordo com coordenadora da Ação Azul em Mato Grosso, Juliana Maria Silva Fortes, no Brasil ainda não existe um levantamento com dados estatístico sobre o autismo.

“Enquanto a gente não tem esses dados, nós não conseguimos passar essas informações ao poder público e, com isso, avançar em políticas públicas. Essa falta de informação oficial soa como descaso”, disse a coordenadora.

O transtorno do espectro autista (TEA) ainda continua uma incógnita para a ciência. “Pesquisas mostram que até o ano de 2025, a cada 45 pessoas nascidas, uma nascerá com autismo, e isso é muito preocupante”, alertou Fortes.

Diante dessa situação, a ONG Ação Azul, com apoio do Grupo Nobre Austista, Movimento Orgulho Autista e a Liga Acadêmica do Transtorno do Espectro Autista, solicitou ao deputado Wilson Santos um debate sobre o assunto na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

“Por ele ser professor e sensível à causa, nós recorremos ao deputado Wilson Santos para ajudar a construir um evento que pudesse chamar a atenção do poder público e da sociedade. Este simpósio visa buscar alertar os pais e nossos governantes em dar mais atenção em acolher famílias tão carentes e profissionais por falta de informação e conhecimento do tema”, ressaltou a coordenadora.

Em 2012, a Lei 12.764, conhecida por Berenice Piana, passa reconhecer o autismo como uma deficiência, estendendo aos autistas, para efeitos legais, todos os direitos previstos para pessoas com algum tipo de deficiência.

Para Wilson Santos, a repercussão do evento já chegou a outros estados. “Esse evento já chegou a Rondônia,  Acre, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Santa Catarina, pessoas que virão a Cuiabá, porque teremos palestrantes de nível internacional. Nós estamos prevendo mais de mil pessoas no dia 2 de abril, das 8h às 18h”, diz o parlamentar.

Segundo o deputado, o autismo deve ser tratado com muita sensibilidade e responsabilidade. “Nós temos crianças com 7, 8 anos que não conseguem comer, alimentar sozinhas. Temos crianças que vão ao vaso sanitário, defecam e passam no rosto, no cabelo, todos os dias. Imagine a vida da mãe de uma criança dessas, do pai. Muitas delas são amarradas em casa, no pé da cama. Algumas crianças são tratadas como animais, muitas vezes piores que animais. E esta Casa não pode se furtar a este debate”, comentou Wilson Santos.

Palestrantes – O evento contará com a presença de quatro palestrantes de renome internacional:

Marta Relvas – Neurocientista – A professora é bióloga, doutora e mestre em psicanálise, neuroanatomista, neurofisiologista, psicopedagoga e especialista em bióetica.

Adilson de Souza – Psicólogo clínico, natural de São Paulo, viajou por diversos países da África realizando trabalhos voluntários. No Brasil adquiriu uma vasta experiência no atendimento ao autista. Tem se destacado pelo o seu olhar apreciativo por quem cuida, fazendo um trabalho diferenciado com atendimento psicoterápico  especializado para as mães de autistas.

Lucelmo Lacerda – Doutor em educação, pós-doutorando em educação especial pela UFSCar, pesquisador em autismo e inclusão e autor do livro Transtorno do Espectro Autista: uma brevíssima introdução.

Elvis Lira da Silva – Pós-doutorado no Instituto Internacional de Neurociência de Natal Edmond e Lily Safra (IINN-ELS).  Doutorado e mestrado em física pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Graduação – licenciatura plena – em física pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Professor adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), tendo experiência na área de física, com ênfase em neurofísica.

Inscrições – Para participar do simpósio, a pessoa interessada deve trazer um quilo de alimento ou um pacote de fraldas e fazer a sua inscrição no link abaixo e garantir o certificado de carga horária de 8 horas: https://www.al.mt.gov.br/institucional/evento/

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Consulta pública recebeu mais de 970 contribuições

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A consulta pública sobre o Zoneamento Socioeconômico Ecológico (ZSEE) resultou em 973 contribuições de pessoas, entidades, associações, empresas e organizações sociais. Os números foram apresentados durante a 6ª reunião da Comissão Especial para Debater o ZSEE, nesta quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Em sequência foi aprovado requerimento solicitando todas as manifestações recebidas.

O balanço foi apresentado pelos servidores da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Keile Pereira e Sandro Luís Brandão, e pelo secretário Basílio Bezerra. De acordo com o relatório, 430 formulários foram preenchidos na consulta virtual e outras 36 protocoladas. Este montante se desdobrou em 780 contribuições às diretrizes, 180 á minuta de lei e mais as 36 manifestações físicas. 

De acordo com a servidora Keile Pereira, as sugestões passaram por uma triagem prévia e depois foram distribuídas entre os integrantes do grupo de Trabalho, composto pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e pela Seplag.

“As contribuições foram muito ricas e estamos trabalhando de forma minuciosa para apresentar uma minuta sólida, com robustez técnica para dar uma definição para este tema tão importante. O governo está determinado a resolver essa questão”, afirmou o secretário Basílio Bezerra.

O presidente da Comissão, deputado Dr. Eugênio (PSD) requereu o conteúdo das contribuições apresentadas para que os deputados possam acompanhar e contribuir com o documento. “Vamos trabalhar para resolver o Zoneamento ano que vem e por isso queremos acompanhar todos os passos para fazer isso somente quando a mensagem do governo foi encaminhada para a Casa”.

Todas as contribuições recebidas foram numeradas e após avaliação técnica foram classificadas entre pertinentes, não pertinentes ou maiores contribuições. Neste último grupo estão incluídas as manifestações mais complexas que vão precisar de uma análise mais detalhada e técnica.

Essa classificação ainda não está disponibilizada para consulta, mas a numeração de cada contribuições já pode ser conferida no site da Seplag.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Ministra da Agricultura participa de lançamento da safra de soja e inauguração de indústria de etanol de milho em MT

Publicado

Teresa Cristina estará em MT nesta quinta-feira [Foto – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil]

Nesta quinta-feira (28), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina cumpre agenda em Sorriso, a 400 km de Cuiabá. A ministra participa de entrevista, inauguração e lançamento de plantio. A primeira agenda é uma entrevista à uma rádio da cidade, às 8h. Em seguida, a ministra participa da inauguração de uma indústria produtora de etanol de milho, que fica no km 768 da BR-163.

Por fim, a ministra participa do lançamento do plantio da safra de verão. O evento está marcado para acontecer às 11h, no Parque Tecnológico de Sorriso, localizado no Anel Viário da cidade.

Chamada de “A Capital Nacional do Agronegócio”, Sorriso, escolhida para o lançamento da safra, é uma das cidades carro-chefe da produção de grãos em Mato Grosso. No município se produz commodities como soja, milho e algodão. Ao todo, 600 mil hectares compõem a área produtiva.

A soja é considerada um dos produtos mais importantes na economia mundial. Em 2020, conforme dados da Embrapa, o Brasil alcançou o ranking de maior produtor de soja do mundo, com mais de 130 milhões de toneladas. Em Mato Grosso, a participação desse grão na economia é ainda maior, sendo uma das principais forças motrizes do desenvolvimento do Centro-Oeste. O Estado é o maior produtor de soja do país, com cerca de 35 milhões de toneladas por safra.

Situação da carne

A suspensão da carne bovina para China pode causar prejuízo de R$ 500 milhões à indústria pecuaristas de Mato Grosso, segundo o Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac). O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) determinou a suspensão, em setembro deste ano, após o registro de dois casos atípicos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), popularmente conhecida como ‘vaca louca’, em Mato Grosso e em Minas Gerais.

O prejuízo diário decorrente da suspensão das vendas de carne bovina para China é de US$ 4,4 milhões (R$ 24,9 milhões na cotação atual).

Segundo o Imac, caso a produção não seja destinada a outros mercados, o impacto gerado no mês de outubro, considerando o ritmo das exportações em 2021, indica uma perda de faturamento com as exportações de até US$ 88 milhões (quase R$ 500 milhões na cotação atual) somente para Mato Grosso.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana