conecte-se conosco


Nacional

Artista de rua é imobilizado no metrô de SP com golpe proibido em abordagens

Publicado


source
Artista de rua é imobilizado no metrô de SP com golpe proibido em abordagens
Reprodução/redes sociais

Artista de rua é imobilizado no metrô de SP com golpe proibido em abordagens

Um artista de rua foi imobilizado com um mata-leão por um segurança do Metrô de São Paulo na última segunda-feira (31). A agressão aconteceu nas estações Ana Rosa e Vila Mariana da Linha 1-Azul durante uma abordagem. 

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento da ocorrência. Durante a abordagem, outros dois artistas teriam sido agredidos.

Em entrevista à TV Globo, o artista Kevin Rodrigues , de 23 anos, afirmou que estava em outro lugar e foi ao Metrô justamente para ajudar uma amiga que tinha sido agredida por seguranças. Ele admitiu que chegou à estação exaltado. “Realmente, quando eu cheguei perto dele [segurança], eu não cheguei calmo, não. Cheguei muito nervoso e antes mesmo de eu começar me pronunciar, antes das primeiras palavras, já estava sendo estrangulado.”

Você viu?

O procedimento de imobilização chamado de chave cervical, conhecido popularmente como mata-leão, foi proibido pela Polícia Militar para abordagens no estado de São Paulo em julho de 2020. A proibição também se aplica para a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo (GCM) desde setembro do mesmo ano. As medidas foram tomadas após diversos vídeos de violência policial repercutirem nas redes sociais.

Kevin disse que pretende registrar um boletim de ocorrência na próxima segunda-feira (7), em postagem nas redes sociais na qual compartilhou fotos das marcas deixadas pelo golpe. “Eu pretendo ser indenizado, sim, eu pretendo entrar com uma ação judicial contra o Metrô e o propósito de fazer é que eles coloquem pessoas capacitadas e de bom caráter pra fazer a segurança”, escreveu o artista.

Em nota, o Metrô de São Paulo disse que irá “analisar a atuação dos seguranças, como realiza em todas as abordagens, para verificar a conduta e eventuais necessárias orientações e correções”.

A companhia apontou ainda que é proibido pedir dinheiro aos passageiros e que as regras “são claras”. “O Metrô sempre apoia a cultura e é reconhecido por suas exposições artísticas e musicais, de forma coordenada para não atrapalhar a circulação dos trens e o fluxo de passageiros”.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Motorista é jogada de ponte e se finge de morta para fugir de ladrões

Publicado


source
Marcia Angola foi espancada e teve que se fingir de morta para fugir de bandidos
Divulgação

Marcia Angola foi espancada e teve que se fingir de morta para fugir de bandidos


A motorista de aplicativo Marcia Angola, 40 anos, teve que se fingir de morta após ser brutalmente agredida por assaltantes no último sábado (24), em Tangará da Serra, no Mato Grosso. Quatro homens se passaram por clientes e durante a corrida espancaram a vítima, que chegou a ser jogada de uma ponte.

Ao G1, Marcia contou como tudo aconteceu. “Eles me chamaram por aplicativo e paramos em uma esquina onde disseram que buscariam uma pessoa. Mas essa pessoa não existe e anunciaram o assalto”, iniciou a motorista.

Nesse momento, Marcia foi jogada para o banco de trás e ameaçada pelos ladrões, que queriam o carro e dinheiro dela. Enquanto os assaltante aceleravam o veículo, a vítima teve o rosto coberto.

“Em determinado momento eu puxei a venda e acho que foi isso que os irritou. Começaram a me bater, me deram murros e diziam que iam me enforcar e matar. A saída que eu tive era me fingir de morta”, explicou.

“Ele viu que eu estava viva e os outros disseram: ‘vamos matar, aperta o pescoço dela’. Em momento nenhum disseram o motivo [das agressões]. Em certo momento riram da minha cara inchada e machucada”, disse ao G1.

Foi quando Marcia, que não sabe nadar, foi jogada de cima da ponte do Rio Sepotuba. “Quando eu caí, só lembro que pedi a Deus para que eu caísse na água, porque se caísse na terra eu tinha morrido. Eu afundei quando voltei a superfície eu vi que eles estavam olhando. Eu continuei quieta e afundei de novo, deixei a água me levar rio abaixo, fui tentando me equilibrar, meio que boiando pois não sabia nadar e não podia ir para o fundo”, finalizou a vítima.

Marcia conseguiu sair da água e pedir socorro aos moradores de um sítio após notar que os bandidos tinham ido embora. Os suspeitos fugiram no veículo, mas foram encontrados na cidade. Depois, eles abandonaram o carro e um deles foi preso.

Continue lendo

Nacional

MG: Motorista morre carbonizado após batida entre carretas em posto de gasolina

Publicado


source
Após a colisão, os caminhões pegaram fogo e uma pessoa não resistiu
Reprodução/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Após a colisão, os caminhões pegaram fogo e uma pessoa não resistiu

Um acidente entre três carretas em um posto de gasolina resultou na morte de um motorista em Belo Horizonte , no bairro Maria Goretti, na noite do último domingo (25). Após a colisão, a vítima não conseguiu sair a tempo do veículo faleceu carbonizada. As informações são do portal Uol.

O fogo se alastrou pois os veículos estavam estacionados a cerca de 10 metros das bombas de combustíveis, próximo ao Anel Rodoviário. Após uma das carretas pegar fogo, os outros dois veículos próximos também se inflamaram. O caminhão em que a vítima se encontrava tinha placa AUD-4F05 e transportava sofás. 

Ao todo, quatro carros do Corpo de Bombeiros foram acionados para conter as chamas e o incêndio foi controlado. O posto foi desativado por questões de segurança.

Os Bombeiros não souberam informar se o veículo da vítima foi o primeiro a se acidentar. Possivelmente, um ajudante do falecido conseguiu escapar antes que o fogo se alastrasse.


A Polícia Militar e a Polícia Civil foram até o local e a causa do acidente está sob investigação.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana