conecte-se conosco


Cuiabá

ARTIGO – Transporte Coletivo: do caos ao lucro

Publicado

Quando o cidadão saiu para mais um dia normal de trabalho na manhã de segunda-feira (10) ele não imaginou que estaria sendo usado. Ser usado é uma expressão forte, porém é desta maneira que a administração da Prefeitura de Cuiabá enxerga seus contribuintes: massa de manobra.
As “paradas” estavam lotadas, nenhum ônibus estava circulando. Trabalhadores desesperados por não conseguir chegar no horário. Alunos que perderam um dia de aula. O caos. Caos provocado como um projeto que tenta beneficiar empresários e o prefeito.
No domingo, 9 de junho, foi anunciado que os pagamentos dos funcionários das empresas que prestam o serviço do transporte coletivo de Cuiabá estavam atrasados e que por conta disso haveria greve. O que não se fala, é o motivo do atraso do pagamento.
O atraso é justamente no intuito de criar motivos (perturbação da ordem e calamidade) a fim de que possa vir a ocorrer dispensa de licitação para com as empresas que hoje dominam o transporte coletivo de péssima qualidade. E então se criou o caos.
Essas mesmas empresas dominam o transporte coletivo de Cuiabá há 14 anos, sendo que, o edital lançado nos últimos dias para a nova licitação, faz de tudo para que as mesmas empresas permaneçam. E é aí que vemos o projeto que se originou do caos.
Mesmo após grande insistência, a prefeitura lançou o edital de licitação, que no nosso entendimento, está com grandes vícios, tentando beneficiar quem já está com contrato em vigência. Para conseguir manter esse sistema falho, o caos foi criado, aproximadamente 250 mil pessoas que se utilizam do meio de transporte coletivo diariamente, foram prejudicadas.
Os problemas são antigos, o caos não é novidade na nossa cidade. Conforme pesquisa realizada em julho de 2018, quando eu estive ás ruas querendo saber o que o cidadão achava do serviço de transporte que usava, mais de 80% dos usuários entrevistados reprovaram o sistema. As reclamações envolvem desde a conservação, limpeza e conforto dos veículos até o valor e o tempo de espera.
Diante do caos do transporte público vivido pelo município de Cuiabá, estou empenhado a entrar nessa linha de frente na defesa da população cuiabana. Combatemos os aumentos sucessivos do valor da tarifa, que desrespeitavam a redução da alíquota do ISS imposta por lei no município em dezembro de 2017.
Obtivemos êxito, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE/MT) reduziu o valor da passagem de ônibus de R$ 4,10 para R$ 3,85, mas as empresas, com auxilio da Prefeitura de Cuiabá, conseguiram novamente aumentar o valor da passagem e o serviço prestado continua um caos. Vamos discutir agora a licitação, que poderá definir quem vai continuar comandando o transporte pelos próximos 30 anos. Por isso, no dia 12 de junho uma audiência pública na Câmara de Cuiabá vai debater esse contrato.
Essas empresas que há década prestam esse serviço de péssima qualidade continuam com seu projeto de caos. Desde o dia 06 de junho prestam serviço sem licitação. Mesmo após insistir com a Prefeitura para que não deixasse o contrato vencer, mais uma vez o prefeito agiu com descaso para com os cuiabanos. Deixou expirar o prazo do contrato para realizar contratação emergencial.
Agora, para mostrar que o cidadão é refém do péssimo serviço provocam uma greve. Alegam perturbação da ordem, calamidade. E assim, justificam uma contratação emergencial. Cobrando preços absurdos do cidadão e obtendo êxito no seu projeto, de transformar caos em lucro.
Diego Guimarães é advogado e vereador por Cuiabá-MT pelo partido Progressistas.

Leia Também:  Wilson Kero Kero assume presidência do PSL e fala em melhorias para o partido
Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-358455.jpg

Fonte: Câmara de Cuiabá
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Escola recebe projeto educacional que trabalha o consumo consciente de energia

Publicado

Jorge Pinho

Alunos da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Ulisses Silveira Guimarães, no bairro Ouro Fino, estão recebendo esta semana, a visita do Caminhão Nossa Energia, da Energisa. O projeto, que é desenvolvido em comunidades de baixo poder aquisitivo, faz parte dos programas de eficiência energética da empresa, seguindo as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Durante a ação, as crianças participam de palestras educacionais dentro do baú do caminhão, que é climatizado e se transforma em uma sala de aula/laboratório. O caminhão é equipado com tecnologia para que os alunos possam participar das experiências que são voltadas para a promoção da consciência e mudança de hábitos que ajudam a combater o desperdício.

Uma das experiências vivenciadas pelos alunos compara o consumo de lâmpadas incandescentes, fluorescente compacta e LED, e o equipamento demonstra como é a geração de energia eólica, fotovoltaica e hidráulica, entre outras.

Sobre a parceria, a diretora Sandra Aparecida Silva Moraes contou que foi possível graças ao trabalho voluntário de uma amiga da unidade educacional.  “A Thaís, que foi a nossa Mamãe Noel, se sensibilizou com a nossa escola que está localizada em um bairro carente e trouxe essa ação para conscientizar sobre a economia de energia, meio ambiente, sustentabilidade e educação financeira. Com isso os nossos alunos estão aprendendo sobre o assunto e levando o conhecimento para as suas casas”, explicou Sandra Aparecida.

Leia Também:  Marinha encerra atividades na Capital em virtude do decrescente nível do rio Cuiabá

Para os alunos, é um momento de descobertas, aprendizagem e conhecimento. “Foi muito legal, nós aprendemos a economizar energia não deixando a porta da geladeira aberta, não secar roupa atrás da geladeira. Fiquei muito feliz com essa palestra e eu vou levar esse conhecimento para minha vida toda”, declara Vinícius Alexandre Ferreira Lopes (10), aluno do 4º Ano.

Também aluno do 4º Ano, Hadrian Camargo de Almeida (09) disse que aprendeu muita coisa nova sobre a energia. “Eu aprendi que a lâmpada LED dura mais tempo, tem mais força e gasta menos energia e que a geladeira não pode ser colocada ao lado do fogão ou no sol”, destacou Hadrian.

O Caminhão Nossa Energia visita escolas e praças públicas das cidades das áreas de atuação do Grupo Energisa, levando informação e diversão para toda a comunidade.

Na EMEB Dep. Ulisses Silveira Guimaraães, unidade com 568 alunos, o caminhão Nossa Energia chegou nesta segunda-feira (24) e permanece até o dia 26.

Serviço:

Caminhão Nossa Energia 

Data: 24 a 26 de junho

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro entrega mais uma unidade educacional

Local: EMEB Ulisses Silveira Guimarães

Rua Sete de setembro, S/N, bairro Ouro Fino

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Continue lendo

Cuiabá

Prefeitura recebe projeto de revitalização do Parque de Exposição

Publicado

Davi Valle

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, participou de reunião nesta terça-feira (25), com representantes do Sindicato Rural de Cuiabá e Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), que entregaram o projeto de revitalização do Parque de Exposição Senador Jonas Pinheiro para análise e aprovação do Município. Após esse procedimento, que deve ser finalizado na primeira quinzena de julho, será realizado o processo licitatório para a escolha da empresa que vai executar a obra. 

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires de Miranda, a previsão é que a revitalização do Parque de Exposições seja concluída no fim de 2020.

O convênio para a execução da obra foi assinado em maio do ano passado entre a Prefeitura de Cuiabá, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Caixa Econômica Federal (CEF). A revitalização contará com investimento de R$ 18.048.248,46, sendo R$ 17.260.617,76 oriundos do Orçamento Geral da União, e outros R$ 787.630,70, com valor de contrapartida do Município.

Leia Também:  Parlamentares recebem convite para posse da frente parlamentar em defesa do Vale do Rio Cuiabá

“Reunimos com a direção do Sindicato Rural de Cuiabá e da Acrimat, juntamente com a nossa equipe técnica de secretários e servidores para receber o projeto de revitalização do Parque de Exposições, que será uma grande obra para a nossa Cuiabá. O ex-senador e ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi conseguiu esse recurso junto ao Governo Federal, e após a aprovação da Prefeitura, a licitação já poderá ser realizada para posteriormente começar a obra”, explicou o prefeito.  

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Samaniego, explicou que está fazendo ajustes na Pasta para ter análises mais céleres de processos de obras públicas. “Como o Parque de Exposições contempla recursos públicos, e a área está no nome do Município de Cuiabá, então trata-se de área pública. Vamos fazer a análise do projeto e acredito que até o dia 10 de julho, esse processo já esteja concluso”, confirmou.

Após a aprovação do Município, inicia-se o processo licitatório que tem duração de 45 dias aproximadamente, caso não haja a apresentação de recurso. “Com o projeto pronto, fizemos a entrega para a Prefeitura de Cuiabá. Agora é a fase de ajustes finais para sair da parte de projeto para a sua execução. São mais de 140 mil metros quadrados no coração de Cuiabá, e com essa revitalização, teremos um grande espaço para eventos, trazendo resultado econômico positivo para nossa cidade”, explicou o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá.

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro entrega mais uma unidade educacional

O espaço abrigará durante todo o ano, a realização de diversos eventos voltados para o setor do agronegócio e passará por uma reestruturação, no intuito de estabelecer Cuiabá como a capital nacional da agricultura e agropecuária. 

“Vamos aproveitar a localização, espaço, logística para ter eventos ligados ao agronegócio e a cultura de Mato Grosso nessa área que pertence a Prefeitura, entidades e a população. Cuiabá estará preparada para receber grandes eventos”, finalizou Jorge Pires.  

Também participaram da reunião, o secretário de Planejamento, Zito Adrien, o secretário-adjunto de Governo, Lincoln Sardinha, o superintendente do IPDU, Marcio Puga, e representantes do Sindicato Rural e Acrimat. 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana