conecte-se conosco


Agro News

ARROZ/CEPEA: Com maior demanda, Indicador sobe no acumulado do mês

Publicado

Cepea, 1º/6/2022 – A presença mais ativa de compradores no mercado somada a uma certa resistência vendedora sustentaram os preços do arroz em casca no Rio Grande do Sul em maio. No acumulado do mês (entre 29 de abril e 31 de maio), o Indicador CEPEA/IRGA-RS do arroz em casca (58% de grãos inteiros e pagamento à vista) avançou 1,27%, fechando a R$ 71,68/sc de 50 kg nessa terça-feira, 31 – vale lembrar que desvalorizações pontuais foram registradas no início do período, mas os preços voltaram a subir no encerramento do mês. Segundo colaboradores do Cepea, apesar de as cotações não terem se recuperado frente ao patamar registrado no fim de março (R$ 79/sc), as recentes elevações trouxeram certo alívio aos vendedores, diante das preocupações expressivas com as margens da cadeia produtiva, devido aos altos custos de produção. É importante considerar também que a média de maio fechou 15% abaixo da de maio de 2021, em termos nominais. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agro News

ARROZ/CEPEA: Demanda prevalece sobre a oferta e preços sobem

Publicado

Cepea, 06/07/2022 – Os preços do arroz em casca reagiram em junho, segundo informações do Cepea, impulsionados pelas maiores demandas interna e externa. As cotações, inclusive, recuperaram parte das perdas registradas nos dois meses anteriores e voltaram aos patamares nominais observados na primeira dezena de abril. O Indicador CEPEA/IRGA-RS (58% de grãos inteiros e pagamento à vista) avançou 3,76% no acumulado de junho. A média mensal foi de R$ 72,66/sc de 50 kg, 2,54% superior à de maio/22. Na parcial do ano, o Indicador acumula elevação de 19,01%. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Agro News

ALGODÃO/CEPEA: Indicador recua expressivos 22% em junho

Publicado

Cepea, 06/07/2022 – Os valores internos do algodão em pluma caíram com força ao longo de junho. No acumulado do mês, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento 8 dias, recuou expressivos 22,08%. Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão veio da desvalorização externa, da queda na paridade de exportação e da posição mais flexível de vendedores nacionais. Atentos a esse cenário, compradores ofertaram valores ainda menores na aquisição de novos lotes, o que reforçou o movimento de baixa nos preços internos. Ressalta-se que a queda observada em junho foi a maior para um acumulado do mês desde abril/11, quando a baixa foi de 24,35%. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana