conecte-se conosco


Mato Grosso

Arranjos produtivos locais trarão mais competitividade para empresas de Mato Grosso

Publicado


.

O Conselho Deliberativo dos Programas de Desenvolvimento de Mato Grosso (Condeprodemat) publicou a Resolução 055/2020 que trata do credenciamento, da organização e do cadastramento dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Estado e também a aplicação dos benefícios fiscais.

Desta forma, as empresas de mesmo segmento que quiserem se reunir em um APL para vantagens comerciais competitivas terão que seguir procedimentos junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec MT) e ao Núcleo Estadual de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (NEA-APL-MT).

“Com a constituição dos APLs damos a oportunidade das empresas mato-grossenses se unirem e fortalecerem regionalmente. É objetivo do Governo do Estado descentralizar a economia, levando desenvolvimento para todos os cantos de Mato Grosso”, diz César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso.

O Sindicato das Indústrias de Vestuário, Têxteis, de Fiação e Tecelagem de Mato Grosso (Sinvest-MT) é um interessado na criação do APL para a indústria de confecção e aproveitar as vantagens que o arranjo disponibilizará para as cerca de 50 empresas associadas ao sindicato.

“A organização em APL, além de benefícios fiscais, trará desenvolvimento para a indústria de confecção de maneira geral, como treinamento de pessoal, participação em feiras e eventos, estruturação de novas tecnologias para o setor. A indústria de confecção é importante para o Estado, gera emprego e renda para muitas famílias”, afirma Claudio Henrique Maluf Vilela, presidente do Sinvest-MT.

Para Celso Banazeski, secretário adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor da Sedec-MT, a organização das empresas em APLs é um passo importante para acessar as vantagens que esta resolução proporciona. “Desde o início do ano a com a Lei Complementar 631 revogou incentivos das empresas optantes pelo Simples Nacional. Agora, elas retornam com mais condições de competitividade e crescimento”, diz.

A empresa cuja atividade esteja enquadrada em APL interessada na adesão aos benefícios fiscais deverá requerer cadastramento junto à Sedec MT. A fruição do benefício somente terá início no primeiro dia do segundo mês subsequente ao do credenciamento no Sistema de Registro e Controle da Renúncia (RCR).

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

MT Ciências abre vagas para curso de Programação com Arduíno

Publicado


.

A partir desta terça-feira (22), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio do MT Ciências, abre as inscrições para o curso gratuito de Introdução à Programação com Arduíno que será realizado na modalidade de ensino a distância (EAD). As inscrições poderão ser realizadas até o dia 2 de outubro, por meio do formulário virtual do Google Forms.

Segundo a coordenadora de Popularização da Ciência da Seciteci, Marilene Passos, as vagas são limitadas e a iniciativa deve contemplar até 45 pessoas, com idade acima de 12 anos. A ideia é ofertar um curso de tecnologia de forma remota, com emissão de certificado para o aluno.

“Nós sempre ofertamos pelo MT Ciências, cursos na área de robótica e programação, porém por causa da pandemia, decidimos criar este novo curso totalmente virtual, para ensinar um pouco sobre esta plataforma de prototipagem eletrônica de hardaware livre, conhecida como Arduíno, que possibilita realizar programações básicas para robótica, equipamentos eletrônicos, etc”, disse.

O curso terá 40 horas de duração e abordará a ferramenta autodesk. As aulas se iniciarão dia 05 de outubro e seguem até 06 de novembro. Após a confirmação da matrícula, o aluno receberá acesso às aulas disponíveis pela plataforma Moodle da Seciteci.

O curso será ministrado pelos monitores do MT Ciências, Mamedes Eronildes de Castro Júnior e Ana Maura Pereira Cabral, que são engenheiros da computação.

Para se candidatar a vaga, a pessoa precisa ter em mãos dados pessoais e e-mail. O formulário está disponível AQUI

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Investimentos do FCO Empresarial atingem 98% dos municípios de MT

Publicado


.

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) aprovou nesta segunda-feira (21.09) dezesseis cartas consultas de empresas em Mato Grosso, financiando mais de R$ 75,2 milhões por meio de crédito do Fundo de Financiamento do Centro Oeste (FCO) Empresarial. 

De janeiro a julho de 2020, os empresários do Estado já contrataram mais de R$ 2,5 bilhões. De acordo com o superintendente regional do Banco do Brasil, Oberti Finger, 97,6% dos municípios foram atendidos com os financiamentos e há 0,1% de inadimplência. Até o momento, há disponível para contratação cerca de R$ 250 milhões. 

A pandemia da Covid-19 impactou também a busca por crédito nas instituições financeiras. Segundo o relatório do Banco do Brasil, foram 972 operações contratadas no primeiro semestre deste ano, abaixo das 1.328 operações de 2019 no mesmo período. Foram 54 operações para a linha emergencial do FCO Empresarial liberada em julho, específica para o momento da pandemia, financiando R$ 4,4 milhões. 

Mais de 80% das operações do FCO Empresarial em Mato Grosso estão em torno de R$ 100 mil a R$ 500 mil. É uma linha de crédito com prazos, limites e encargos financeiros diferenciados, destinada a empresas que se dedicam a atividade produtiva nos setores industrial, agroindustrial, mineral, de turismo, de infraestrutura econômica e de comércio e serviços.

FCO Digital

O Cedem aprovou ainda a Resolução 651/2020 que trata de Acordo de Cooperação Técnica entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec MT) e a Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco) para que a secretaria mato-grossense transfira o Sistema de Gestão de Cartas Consultas para outros estados do Centro Oeste. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente do Cedem, César Miranda, ressaltou mais uma vez a vanguarda do Estado de Mato Grosso. “Somos o primeiro Estado brasileiro a digitalizar as cartas consultas do FCO Empresarial, mostrando que estamos atentos às necessidades dos empresários e sempre em busca da celeridade e transparência dos processos. E com econômica, pois o sistema foi totalmente desenvolvido pelos técnicos da secretaria”, afirmou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana