conecte-se conosco


Agro News

Aprosoja busca alternativas para diminuir prejuízos causados pelas chuvas

Publicado


Fortalecimento Institucional

Aprosoja busca alternativas para diminuir prejuízos causados pelas chuvas

Defesa Civil deve decretar estado de emergência ou calamidade em municípios produtores

05/03/2021

Os possíveis prejuízos na produção de soja por causa das fortes chuvas das últimas semanas podem ser menores já que a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) tem buscado alternativas junto ao Governo do Estado. Na manhã desta sexta-feira (05.03), o presidente da entidade, Fernando Cadore, se reuniu com secretário adjunto de Proteção e Defesa Civil, Cel BM Cesar Viana de Brun, para tratar sobre possíveis decreto de situações de emergência ou calamidade em municípios produtores.

Durante reunião online, Cadore esclareceu que uma das preocupações dos produtores rurais é quanto ao grande volume de chuvas que tem prejudicado a colheita da soja e consequentemente o plantio do milho. “Nós precisamos relatar isso ao estado, porque é uma preocupação nossa enquanto produtor, já que essas perdas podem chegar até 50% da safra para alguns agricultores. É realmente preocupante e precisamos de um apoio nessa situação”, pontuou.

Cerca de 51 municípios das regiões norte e noroeste de Mato Grosso tem sentido a intensidade das precipitações. Uma das alternativas do secretário adjunto foi a decretação de situação de emergência regional. “Reconhecemos a seriedade do caso e vamos levar essa demanda ao governador e ver as possíveis alternativas, enviar equipes de defesa civil para avaliação e atender as demandas dos produtores. Podemos decretar uma situação de emergência regional, que dará mais celeridade no processo”, pontuou.

Também participaram da reunião a gerente de defesa agrícola, engenheira agrônoma Dra Jerusa Rech, o consultor de política agrícola da Aprosoja, Thiago Rocha e o analista técnico Diogo Gonçalves.

Chuvas – na segunda semana do mês de março a previsão do AproClima é de mais chuvas para Mato Grosso. A partir de segunda-feira (08.03) as precipitações vão predominar nas regiões norte, leste e sul, onde o volume de água pode chegar a 50 milímetros.

Fonte: Ana Sampaio

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro News

O Boletim do Leite de abril está disponível no site!

Publicado


Cepea, 20/04/2021 – Nesta edição, confira:

 
Oferta limitada deve impulsionar cotações a partir de abril 
De janeiro a março, os preços do leite no campo registraram queda acumulada real de 10,7% (deflacionados pelo IPCA de março/21). Ainda que nesse período a produção seja favorecida pelas chuvas do verão no Sudeste, o movimento de desvalorização neste ano não esteve atrelado a uma situação de sobreoferta, mas, sim, ao enfraquecimento da procura por lácteos. E essa diminuição na demanda se deve à queda no poder de compra do brasileiro, à elevação do desemprego, ao fim do recebimento do auxílio emergencial para muitas famílias e ao agravamento dos casos de covid-19. Leia mais. 

Mesmo com demanda enfraquecida, preços dos leites UHT e em pó sobem
A demanda por derivados lácteos seguiu desaquecida no mercado atacadista de São Paulo ao longo de março, mas os preços de alguns produtos apresentaram alta no mês. Segundo agentes consultados pelo Cepea, houve pressão contínua dos canais de distribuição por preços mais atrativos. Contudo, a redução dos estoques de lácteos e a elevação do custo da matéria-prima em março levaram indústrias a reajustarem positivamente as cotações de alguns derivados. Leia mais.  

Alta no dólar alavanca exportações em março
Apesar da oferta limitada de matéria-prima no mercado brasileiro, o dólar em patamar recorde e a fraca demanda doméstica incentivaram as vendas externas de produtos lácteos em março. Dado da Secex mostram que as exportações cresceram 63% de fevereiro para março, somando 3,4 mil toneladas. Leia mais. 

Com preço do milho recorde, relação de troca é a pior em 10 anos
As consecutivas valorizações do milho neste ano – cereal que é negociado a preço recorde real – têm criado um cenário de alerta ao produtor leiteiro, que já enfrenta três meses de queda na receita – no primeiro trimestre, o valor do leite pago ao produto caiu quase 10%. Nesse contexto, dados do Cepea mostram que o atual poder de compra do produtor de leite frente ao milho é o mais desfavorável em 10 anos. Leia mais. 

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Agro News

AÇÚCAR/CEPEA: Alta externa e baixa oferta no Brasil elevam preços do cristal

Publicado


Cepea, 20/04/2021 – Os preços do açúcar cristal estão em alta no mercado spot do estado de São Paulo. Nessa segunda-feira, 19, o Indicador CEPEA/ESALQ fechou a R$ 109,53/saca de 50 kg, acumulando alta de 5,17% na parcial de abril (até o dia 19). De acordo com pesquisadores do Cepea, o aumento no spot paulista tem sido influenciado pela elevação nos valores internacionais da commodity e também pela baixa oferta de cristal neste início de moagem da safra 2021/22. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana