conecte-se conosco


Policial

Apreensões de drogas e dinheiro roubado na região de fronteira causam prejuízo de R$ 40 milhões a narcotraficantes

Publicado


Apreensões pelo Gefron tiveram aumento de 150% em três meses

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) registrou um aumento inédito na produtividade neste primeiro trimestre de 2020. Um exemplo disso é o número de apreensões de drogas que passou de uma tonelada em 2019 para 2,5 toneladas nestes três primeiros meses.

O mesmo vale para as apreensões em dinheiro. Em 2019, o Gefron apreendeu um total de R$ 26,6 mil em espécie e neste ano o valor foi de R$ 99,6 mil em moeda nacional e R$ 32 mil em dólares. No total de ocorrências, o Gefron registrou um aumento de 60% que passou de 52 registros em 2019 para 83 neste ano.

Em relação à apreensão de veículos e produtos de roubo e furto que foram recuperados e restituídos às vítimas, o número passou de 52 para 78, representando aumento de 50% entre 2019 e 2020. Também foram apreendidas este ano duas aeronaves, enquanto no ano passado nenhuma.

Para o comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, o aumento da produtividade se deve, além do empenho dos operadores de fronteira, às ações de integração com outras forças de segurança pública.

“O apoio da Secretaria de Segurança Pública, o fortalecimento da Operação Hórus do Ministério da Justiça com a integração das unidades da Polícia Militar, Defron e Polícia Federal, além da dedicação cada vez maior dos valorosos operadores de fronteira, gerou estes índices de produtividade que até então são inéditos para a nossa unidade”, pontuou Ricas.

O prejuízo total ao crime contabilizado neste primeiro trimestre chega a quase R$ 40 milhões. O comandante do Gefron ressalta ainda que mais de 95% dos entorpecentes apreendidos trata-se de cloridrato ou pasta base de cocaína, droga comercialmente mais valorizada no mundo do crime.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Operação Tamoio: PRF apreende maconha e skunk em Rondonópolis/MT

Publicado


.

Droga estava em mala no compartimento de bagagem de ônibus e foi encontrada com auxílio de cão farejador

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu cerca de 20,5 kg de droga na tarde desta quinta-feira (28), em Rondonópolis. A apreensão foi em decorrência da Operação Tamoio e contou com o auxílio do cão farejador, Rango.

Durante fiscalização na BR-163, a equipe da PRF abordou o ônibus Volvo/Mpolo Paradiso que fazia o itinerário de Foz do Iguaçu/PR à Sinop/MT. Ao utilizar o cão para buscar drogas no compartimento de bagagens, o canino apontou para uma mala onde estavam aproximadamente 10,380 kg de maconha e 10,290 kg de skunk (também conhecida como super maconha).

Os policiais conferiram a identificação da bagagem e constataram que ela pertencia a duas mulheres (20 e 28 anos), que admitiram serem as proprietárias da droga. Contaram aos policiais que compraram a droga em Dourados/MS e que a levariam até Cuiabá/MT.

A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal em Rondonópolis/MT.

SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Policiais civis prendem em flagrante suspeito por homicídio ocorrido em Guarantã do Norte

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Guarantã do Norte (715 km ao norte de Cuiabá) prendeu em flagrante, nesta quarta-feira (28), um suspeito pelo homicídio de um rapaz de 35 anos, ocorrido durante a madrugada.

A Delegacia da Polícia Civil de Guarantã foi acionada no início da madrugada desta quarta-feira sobre uma pessoa que estava caída na Avenida Pioneiro José Nelson Coutinho, paralela à BR-163. No local, a equipe policial constatou que a vítima já se encontrava sem vida e tinha ferimento no peito de arma perfuro cortante.

Com início da investigação, os policiais apuraram que a vítima, morador da cidade, estava apenas de cueca e camisa e próximo ao local foi encontrada uma peça íntima feminina. Durante as diligências, os investigadores verificaram que a vítima estava, na noite anterior, bebendo em um bar junto com um casal e que houve pequenos desentendimentos entre o suspeito e a vítima.

Em buscas pelo casal, a equipe de investigadores localizou um caminhão parado em uma oficina mecânica para conserto. No interior do veículo estava o casal que, em entrevista aos policiais, negou o crime e afirmou que não sabia de nada. Os dois negaram, inclusive, que teriam estado com a vítima na noite anterior. Porém, com base nas divergências apuradas e indícios existentes, a equipe deu voz de prisão aos dois.

Na unidade policial, em entrevista preliminar com o delegado Waner dos Santos Neves, a mulher do suspeito, de 26 anos,  acabou confessando que seu marido matou a vítima porque esta havia lhe cantado. O suspeito, de 48 anos, apresentou versão diferente para o crime, dizendo que não conhecia a vítima que se sentou à mesa em que ele estava com sua esposa. Ainda segundo o suspeito, a vítima começou a desrespeitar sua esposa e por isso resolveram ir embora para seu caminhão.

O suspeito afirmou que estava preparando o jantar, quando a vítima apareceu com uma barra de ferro na mão quando, para se defender, segurou a faca e a vítima teria se chocado contra o instrumento e saído correndo. Nem o suspeito ou a esposa souberam explicaram porque a vítima foi encontrada vestida somente com a roupa íntima e nem sobre o sutiã encontrado na cena do crime.

Considerando as evidências, o delegado determinou o auto de prisão em flagrante do suspeito pelo crime de homicídio qualificado, cuja pena de reclusão é de 12 a 30 anos.  

O corpo da vítima foi encaminhado para necropsia e liberado após conclusão dos trabalhos periciais.

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana