conecte-se conosco


Política Nacional

Após vazamento sobre Moro, família de Greenwald e Miranda é ameaçada de morte

Publicado

Glenn Greenwald e do deputado David Miranda
Reprodução/Twitter

Família do jornalista Glenn Greenwald e do deputado David Miranda são alvo de ameaça por meio de e-mails

O deputado David Miranda (PSOL-RJ), marido do jornalista Glenn Greenwald, recebeu ameaças de morte contra ele mesmo e contra a sua família. O parlamentar recebeu e-mails, em que o autor avisa que irá “explodir a cabeça” da sua mãe. Greenwald é jornalista do The Intercept e foi o rsponsável pela publicação dos textos que denunciam o ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. 

Nas mensagens, a pessoa que ameaça David Miranda diz que vai “usar um atirador de elite para explodir a cabeça” da mãe do deputado. Além disso, o autor do texto alerta: “veja que não deixamos nenhuma evidência forense sobre a galinha preta desossada da Marielle Franco”, em referência à ex-vereadora do PSOL do Rio de Janeiro, que foi assassinada em março do ano passado. 

O conteúdo dos e-mails foi divulgado em reportagem do SBT nesta terça-feira (11). De acordo com a matéria, ao fim, o autor da ameaça pede que, para que a família de Miranda e Greenwald fique a salvo, seja feito o depósito de 10 mil dólares em bitcoins em uma conta indicada. “Vocês possuem até o final do mês de junho para o pagamento”, diz o texto, que é é assinado por Unidos do Realengo – Marcelo Valle (UR-MV).

A Polícia Federal, que fica sob a responsabilidade de Sergio Moro, pivô de todo o escândalo, já foi acionada para proteger a família de Greenwald, que comentou o caso nas redes sociais. Segundo ele, o que vem acontecendo com a sua família o remete ao que aconteceu com o ex-deputado Jean Wyllys, que decidiu sair do País por conta das ameaças.

“Para quem é ainda cínico ou tem dúvidas sobre o porque Jean Wyllys deixou o país: esses e-mails são mais repugnantes e horríveis do que você pode imaginar: informações muito detalhadas e privadas, ameaças gráficas e grotescas”, escreveu o jornalista. “O ódio é distorcido além do que é humano”, afirmou o marido de David Miranda .

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Convocação de Weintraub pode ser exemplo para o governo, diz Weverton

Publicado


.

O senador Weverton (PDT-MA), que presidiu a sessão deliberativa remota nesta segunda-feira (25), disse considerar necessária a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para dar explicações sobre declarações que fez em 22 de abril, durante reunião com o presidente da República e outros ministros. Para Weverton, a convocação, aprovada de forma unânime durante a sessão, é necessária, especialmente no momento atual. 

— É muito grave o que ele [Weintraub] sugere, o que estimula, principalmente em um momento difícil, de fortalecimento da democracia e também de reafirmação das instituições. O Senado age corretamente. E eu tenho certeza de que essa convocação vai servir de exemplo para que todos os outros integrantes do governo compreendam que nós estamos em um Estado democrático de direito e que não vamos admitir extrapolação das regras que a nossa Constituição impõe — declarou o senador.

Os requerimentos para a convocação foram apresentados pela senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) e pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que criticaram as falas de Weintraub. Nessa reunião ministerial, cujo vídeo foi divulgado na sexta-feira (22), o ministro da Educação disse que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) deveriam ser presos. Ainda não foi marcada a data para a audiência.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

Política Nacional

Líderes definem pauta de votações das próximas sessões

Publicado


.

Os senadores definiram, em reunião de líderes partidários nesta segunda-feira (25), a pauta de votações para os próximos dias no Senado. Na lista estão projetos relacionados ao enfrentamento da pandemia de coronavírus e dos seus efeitos econômicos. De acordo com líder do PDT, senador Weverton (MA), foi definida a pauta das sessões até a terça-feira (2) da próxima semana.

Nesta terça-feira (26), deve ser concluída a votação do PL 2.324/2020, que obriga hospitais privados a ceder leitos desocupados para pacientes do SUS com covid-19 ou síndrome aguda respiratória grave. O projeto, apresentado pela bancada do PT e pela senadora Zenaide Maia (Pros-RN), teve o relatório lido pelo senador Humberto Costa (PT-PE) na última semana, mas a votação acabou sendo adiada.

Também na pauta de terça estão o PL 1.543/2020, do senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR), que prorroga o vencimento de operações de crédito rural, e o PL 2.178/2020, da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), que dispõe sobre o transporte de cuidadores de pessoas com deficiência durante a pandemia da covid-19.

Na quarta-feira (27), a pauta tem três itens: uma autorização de empréstimo com garantia da União para o município de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte (MSF 6/2020); o projeto de lei que regula a doação de alimentos excedentes por parte de supermercados, restaurantes e outros estabelecimentos (PL 1.194/2020), do senador Fernando Collor (Pros-AL); e o projeto que cria linha de crédito especial para profissionais liberais que atuem como pessoa física (PL 2.424/2020), do senador Eduardo Girão (Podemos-CE).  

Na quinta-feira, serão votados o PL 1.545/2020, do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), que autoriza universidades públicas a produzir respiradores e álcool em gel; o PDL 752/2019, do senador Weverton (PDT-MA), que susta o decreto do presidente da República sobre a Política Federal de Estímulo ao Transporte Rodoviário Coletivo Interestadual e Internacional de Passageiros; e o PL 1.542/2020, do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que suspende por 120 dias o reajuste de preços de medicamentos e de planos e seguros privados de saúde.

Próxima semana

De acordo com o líder do PDT, a pauta da terça-feira da semana que vem, dia 2 de junho, também já foi definida. O primeiro item é o PL 1.125/2020, do senador Angelo Coronel (PSD-BA). O texto cria um plano emergencial para ajudar pequenas e microempresas.

O segundo projeto na pauta é o PL 2.630/2020, do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que institui a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet. A proposição contém uma série de normas e mecanismos de transparência para redes sociais e serviços de mensagens da internet para combater abusos, manipulações, perfis falsos e a disseminação de fake news. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana