conecte-se conosco


COVID-19

Após dias internado, coronavírus mata neeurologista tradicional de Cuiabá, aos 79 anos

Publicado

O neurologista Luiz Eugênio Cervelline, 79 anos, um dos médicos mais conhecidos de Mato Grosso, faleceu neste sábado após ser infectado pela coivid-10.

Ele é o 16º profissional da área médica (excetuando técnicos e enfermeiros) a perderem a vida em Mato Grosso.  O médico atendia em uma clínica particular no Jardim Cuiabá, mas suas atividades ficaram mais conhecidas pelo seu trabalho na Santa Casa, onde implantou as técnicas microcirúrgicas e fez  centenas de microcirurgias para clipagem de aneurismas e remoção de tumores cerebrais, nos anos 1080/1990, o que lhe rendeu  o título de cidadão mato-grossense outorgado pela ALMT.

Cervelline era Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, da Sociedade Brasileira de Cefaleia e sócio da Sociedade Internacional de Cefaleia. Em 1998 recebeu também o Título de Cidadão Cuiabano da Câmara Municipal de Cuiabá. Foi um dos pioneiros Neurologistas no Estado de Mato Grosso.

publicidade
3 Comentários

3 Comments

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

Com 50% de taxa de ocupação nos hospitais, cidades estão com baixo risco de contaminação

Publicado

Há 200 internações em UTIs públicas e 201 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 50% para UTIs adulto e em 23% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (17.10), 135.784 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.712 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 386 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 135.784  casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 14.879 estão em isolamento domiciliar e 116.589 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 200 internações em UTIs públicas e 201 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 50% para UTIs adulto e em 23% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (26.670), Rondonópolis (9.867), Várzea Grande (9.680), Sinop (6.372), Sorriso (6.068), Lucas do Rio Verde (5.812), Tangará da Serra (5.448), Primavera do Leste (4.645), Cáceres (3.381) e Campo Novo do Parecis (2.844).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 109.257 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 634 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (16), o Governo Federal confirmou o total de 5.200.300 casos da Covid-19 no Brasil e 153.214 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 152.460 óbitos e 5.169.386 confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (17).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Continue lendo

COVID-19

Mato Grosso tem novas 386 notificações positivas do coronavírus, mas ocupação máxima de UTI é 50%, diz boletim deste sábado

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (17), 135.784 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.712 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Foram notificadas 386 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 135.784  casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 14.879 estão em isolamento domiciliar e 116.589 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 200 internações em UTIs públicas e 201 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 50% para UTIs adulto e em 23% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (26.670), Rondonópolis (9.867), Várzea Grande (9.680), Sinop (6.372), Sorriso (6.068), Lucas do Rio Verde (5.812), Tangará da Serra (5.448), Primavera do Leste (4.645), Cáceres (3.381) e Campo Novo do Parecis (2.844).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 109.257 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 634 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (16), o Governo Federal confirmou o total de 5.200.300 casos da Covid-19 no Brasil e 153.214 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 152.460 óbitos e 5.169.386 confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (17).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana