conecte-se conosco


Tecnologia

Após “caça” às criptomoedas, China coloca pressão em metaverso e NFTs

Publicado


source

China vem tomando medidas contra bitcoin e outras criptomoedas (Imagem: RABAUZ/Pixabay)
China vem tomando medidas contra bitcoin e outras criptomoedas (Imagem: RABAUZ/Pixabay)

A China, que sempre foi o lar da vasta maioria de mineradores de criptomoedas e de boa parte das empresas do universo cripto, apertou a repressão contra esse mercado e o expulsou definitivamente do país ao longo de 2021. Agora, os olhos de Pequim se voltam aos NFTs e metaversos, setores que, segundo o banco central chinês, apresentam “riscos” para o sistema financeiro e que podem ser usados para lavagem de dinheiro.

Nesta quarta-feira (1), o Banco Popular da China (PBoC) falou durante a cúpula nacional de segurança financeira. Na ocasião, Gou Wenjun, diretor da unidade de combate à lavagem de dinheiro (AML) da autoridade monetária chinesa, destacou os riscos associados aos novos “queridinhos” do universo cripto, os NFTs e metaversos.

Para ele, ainda que as pessoas usem essa tecnologia para garantir sua privacidade e como alternativas de investimento, ativos digitais sempre estariam propensos a serem usados para fins ilícitos, como para a lavagem de dinheiro e sonegação de impostos .

China combate tudo que está fora de seu controle

Podemos ver que o que mais incomoda as autoridades chinesas é o avanço acelerado das criptomoedas e de tecnologias em blockchain. A descentralização realmente assusta governos que querem manter total controle sobre a economia nacional. Naturalmente, a China quer aplicar novos requisitos regulatórios e um sistema mais avançado de fiscalização sobre o ascendente mercado de NFTs no país, já deixando o terreno pronto para a chegada e popularização dos chamados metaversos, que a Meta (ex-Facebook) tanto fala a respeito.

Segundo o chefe da AML, esse tipo de avanço apresenta riscos de segurança que devem ser propriamente reconhecidos pelas autoridades. Wenjun acrescenta que os NFTs e metaversos compartilham da mesma natureza das criptomoedas, portanto poderiam se tornar ferramentas de criminosos.

Leia Também

PBoC sugere sistema automatizado de monitoramento

Assim, a autoridade do Banco Popular da China sugere manter uma visão “objetiva” sobre a evolução e desenvolvimento de tecnologias relacionadas a ativos digitais. Ele acredita ser necessário “esclarecer a divisão das responsabilidades de supervisão, melhorar a transparência dos criptoativos e explorar o uso de soluções de proteção e supervisão” para garantir a segurança do sistema financeiro nacional.

Criptomoedas (Imagem: Worldspectrum/Pexels)
Criptomoedas (Imagem: Worldspectrum/Pexels)

Uma segunda etapa seria fortalecer o monitoramento e a análise das transações de ativos digitais na China, algo que Pequim já faz muito bem. Bancos e serviços de pagamentos que fornecem gateways de moedas tradicionais para criptomoedas deveriam autenticar remetentes e destinatários com nomes reais, melhorando a capacidade de identificação de transações suspeitas.

Para isso, o funcionário do PBoC sugeriu aprimorar a aplicação de novas tecnologias e estabelecer um sistema de rastreabilidade de transações de ativos digitais. Essas ferramentas governamentais aplicariam inteligência artificial, aprendizado de máquina e outras tecnologias para rotular contas que fazem transações com endereços investigados.

Por fim, Wenjun se mostrou disposto a melhorar a cooperação entre agências de inteligência financeira em todo o mundo para formar uma coalizão internacional para combater crimes relacionados a criptomoedas: “O Centro de Prevenção à Lavagem de Dinheiro continuaria a aprofundar o compartilhamento de informações e a cooperação de investigação conjunta com 60 agências de inteligência financeira no exterior.”

Com informações: Cointelegraph

Após “caça” às criptomoedas, China coloca pressão em metaverso e NFTs

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Projetor inteligente da Xiaomi é aprovado pela Anatel no Brasil

Publicado


source
Projetor inteligente da Xiaomi é aprovado pela Anatel para venda no Brasil
Bruno Gall De Blasi

Projetor inteligente da Xiaomi é aprovado pela Anatel para venda no Brasil

A Anatel deu o sinal verde para a venda de um projetor inteligente da Xiaomi . Na última quinta-feira (20), a Agência Nacional de Telecomunicações homologou um dispositivo capaz de gerar imagens de até 120 polegadas da companhia chinesa. Espera-se que o modelo aprovado seja o Mi Smart Projector 2 com Android TV.

O dispositivo foi certificado a pedido da DL Eletrônicos. Segundo a documentação, o dispositivo de modelo XMTYY02FMGL é um “Projetor Inteligente Xiaomi até 120″ versão 2”. Ao que tudo indica, o código é comercialmente destinado ao Mi Smart Projector 2, um projetor inteligente da Xiaomi revelado em setembro de 2021.

Os arquivos da Anatel não disponibilizaram muitos detalhes sobre o dispositivo. Mas o produto passou por agências de outros países, como a FCC, com o mesmo modelo e nome comercial. As fotos disponibilizadas pela entidade dos Estados Unidos também revelam um dispositivo similar ao que é encontrado no site global da marca chinesa.

Leia Também

Anatel homologa projetor inteligente da Xiaomi (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Anatel homologa projetor inteligente da Xiaomi (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Xiaomi Mi Smart Projector 2 tem Android TV

Leia Também

O Mi Smart Projector 2 foi revelado pela Xiaomi em setembro. O grande destaque do projetor da Xiaomi fica pelo Android TV embutido, o que permite a reprodução de conteúdos da Netflix, YouTube, entre outros apps para streaming. Além disso, o dispositivo conta com acesso à Google Play Store e suporte ao Google Assistente.

O gadget projeta imagens de até 120 polegadas. Segundo a fabricante, o Mi Smart Projector 2 tem suporte à correção automática de keystone multi–ângulo em três eixos e seis direções. Além disso, os conteúdos podem ser exibidos em resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) e o som é reproduzido por dois alto-falantes de 5 watts.

A ficha técnica comporta 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento. A lista de especificações ainda traz Bluetooth 5.0, Wi-Fi com suporte às bandas de 2,4 GHz e 5 GHz, porta USB 2.0 e HDMI. O dispositivo também conta com Dolby Audio e um controle remoto com teclas para acionar o Google Assistente e atalho para a Netflix.

Ainda não há previsão de lançamento do projetor inteligente da Xiaomi no Brasil.

Projetor inteligente da Xiaomi é aprovado pela Anatel para venda no Brasil

Continue lendo

Tecnologia

iPhone 12 de 64 GB tem 36% de desconto na Fast Shop com cashback Zoom

Publicado


source
iPhone 12 de 64 GB tem 36% de desconto na Fast Shop com cashback do Zoom
Giovanni Santa Rosa

iPhone 12 de 64 GB tem 36% de desconto na Fast Shop com cashback do Zoom

O iPhone 12 não é o celular mais recente da Apple, mas continua sendo extremamente competente, com câmera e performance que não ficam devendo para ninguém. Além disso, ele é menos caro que o modelo mais novo — e pode ficar mais em conta com esta promoção, que dá 36% de desconto .

Na Fast Shop, o modelo de 64 GB na cor verde sai por R$ 4.499. E dá para colocar um cashback para ficar ainda mais barato. Com os 7% de volta no Zoom, você recebe R$ 311,43. Assim, ele sai por R$ 4.137,57. Vale ressaltar que esse preço só é válido para pagamentos à vista com Pix.

Para efeito de comparação, o mesmo aparelho custa R$ 6.499 na loja oficial da Apple, podendo sair por R$ 5.849 à vista.

A loja também dá frete grátis para São Paulo e Rio de Janeiro, além de algumas capitais. Em outras regiões, pode chegar a R$ 100.

iPhone 12 azul de 256 GB com 29% de desconto

Não gosta da cor verde? Acha que 64 GB de armazenamento não serão suficientes para seu uso? Temos outra sugestão para você.

O iPhone 12 de 256 GB na cor azul sai por R$ 6.099 na Fast Shop. Com o cashback de 7% do Zoom, você recebe R$ 426,93 de volta, e o aparelho acaba custando R$ 5.672,07. Este preço também só vale para pagamentos à vista no Pix.

Para fins de comparação, o mesmo modelo tem preço de R$ 7.999 na loja oficial da Apple, ou R$ 7.199 à vista.

Como habilitar o cashback do Zoom?

O Zoom é um site de comparação de preços em lojas online. Além disso, ele oferece cashback para os usuários.

Leia Também

Para conseguir o dinheiro de volta, é preciso fazer login na sua conta do Zoom . Os valores ficam disponíveis em cerca de 30 dias após a entrega do produto e podem ser sacados e usados como você preferir.

Ficou com alguma dúvida? Você pode entender melhor como essa vantagem funciona no nosso TB Responde sobre o assunto.

Onde encontrar mais ofertas como esta?

Achados do TB: curadoria real de ofertas, sem rabo preso (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)
Achados do TB: curadoria real de ofertas, sem rabo preso (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)

Se você está sempre atrás de promoções quentes, precisa acompanhar o Achados do TB . Além da seção aqui no site, também dá para receber os preços baixos em nossos canais do Telegram e do WhatsApp.

Por lá, divulgamos diariamente as melhores promoções, com descontos verdadeiros e o melhor preço encontrado na internet. Somos independentes e não temos rabo preso. Por isso, podemos escolher as melhores ofertas mesmo quando não ganhamos nada com isso.

iPhone 12 tem MagSafe e suporte ao 5G

iPhone 12 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
iPhone 12 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O iPhone 12 não é o modelo mais recente da Apple, mas traz bons recursos e continua sendo um ótimo aparelho.

Um deles é o suporte ao 5G. Esta é uma novidade em relação à versão anterior e deixa o aparelho preparado para quando a tecnologia estiver disponível amplamente no Brasil. Outro diferencial é o MagSafe, que permite conectar diversos acessórios ao aparelho, como baterias, carregadores, capas e carteiras.

Além disso, ele conta com ótimas câmeras, uma tela OLED excelente para todos os tipos de conteúdo e performance excepcional com o chip A14 Bionic.

Então aproveite esta oferta e leve o iPhone 12 com 64 GB na cor verde por R$ 4.137,57 com o cashback ativado .

iPhone 12 de 64 GB tem 36% de desconto na Fast Shop com cashback do Zoom

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana