conecte-se conosco


Nacional

Após a França, Itália também proíbe uso da cloroquina para tratar Covid-19

Publicado


source
Mais um país segue a recomendação da OMS e proíbe a utilização da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes de Covid-19
Reprodução/Twitter

Mais um país segue a recomendação da OMS e proíbe a utilização da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes de Covid-19

A Agência de Medicina da Itália (AIFA) suspendeu a autorização de uso da hidroxicloroquina para tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). O remédio, que agora é permitido apenas para testes clínicos, já havia sido proibido pelo governo francês.

“Seja em consultas ou no hospital, esta molécula não deve ser prescrita para pacientes afetados pela Covid-19”, afirmou o ministério da Saúde, após decreto de proibição publicado no Diário Oficial.

A Bélgica também se manifestou contra o uso do fármaco, através da agência de medicina do país, que alertou contra a continuação do uso do remédio para o tratamento da doença, com a exceção de testes clínicos registrados em andamento. A agência também declarou que os testes que visam avaliar o medicamento devem levar em consideração os riscos em potencial.

Leia mais: Estado de São Paulo: entenda o plano de abertura

As ações de três dos países mais afetadospandemia seguem a decisão tomada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na segunda-feira (25) de interromper a utilização do remédio por questões de segurança.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Homem usava cobras para atacar outros animais em vídeos para a internet

Publicado


source
cobras
Divulgação/Ralph Siqueira

Polícia de Mogi das Cruzes prende suspeito de criar três cobras ilegalmente e usá-las para atacar animais em vídeos para internet


Um homem foi preso, nesta quarta-feira (08), por suspeita de manter cobras ilegalmente e usá-las para atacar outros animais em vídeos feitos para a internet. As três espécies venenosas estavam dentro do apartamento do suspeito, em Mogi das Cruzes. 


Segundo a Polícia Civil, o homem criava os répteis há quatro anos e fazia sucesso na web com os vídeos produzidos. Alguns chegavam a ter mais de três milhões de visualizações , informou o G1. 

Em entrevista, o chefe dos investigadores do 1º Distrito Policial, Luís Roberto Burg de Mello contou que houve resistência durante a prisão. “No primeiro momento ele resistiu um pouquinho, escondeu uma das cobras em uma gaveta, não queria fornecer a urutu, mas depois acabou entregando. [Agora] vai ser conduzido ao 1º DP de Mogi das Cruzes para o delegado tomar as medidas e colocar ele na legislação vigente”, afirmou .

Os animais foram levados para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e devem ser encaminhados, em breve, ao Instituto Butantã, em São Paulo. 

Continue lendo

Nacional

50% das pessoas que vivem nas periferias sentem medo da polícia, diz pesquisa

Publicado


source
favela
Divulgação/ONG Viva Rio

Pessoas que moram nas comunidades são as maiores vítimas da violência policial

50% das pessoas que vivem nas periferias do Brasil dizem sentir medo da polícia. Esse número cai drasticamente nas classes mais altas (23%). A afirmação “a polícia é perigosa para pessoas como eu” é aceita por 54% dos negros, enquanto para os brancos, o número cai para 17%. Os números são da pesquisa “Periferia, racismo e violência”, do Datafavela.

O estudo é uma parceria da Central Única das Favelas com o Instituto Locomotiva, que ouviu 1.826 pessoas entre os dias 29 e 30 de junho. A pesquisa ainda mostrou que apenas 5% dos brasileiros, em geral, acham que a polícia não é racista.

O estudo também mostra que 4, em cada 10 brasileiros periféricos, já foram vítimas de violência policial (seja desrespeito, agressão verbal, agressão física ou extorsão). Os homens negros de baixa renda continuam mais expostos às abordagens desse tipo do que os brancos nas mesmas condições.

Dentre os tipos de agresão que mais traumatizam os negros, a violência física está no topo. 69% passaram a ter medo de cruzar com barreiras policiais e delegaciais ou ver PM’s perto de casa.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana