conecte-se conosco


Política MT

Ao lado de Wilson Santos, pré-candidata ao Senado do PSB visita pescadores de Rondonópolis

Publicado

Médica, Natasha Slhessarenko (PSB), colocou o bloco na rua e visita principal cidade da região Sul

A médica e pré-candidata ao Senado Federal pelo PSB, Natasha Slhessarenko, se reuniu com integrantes da Colônia de Pescadores Z3, em Rondonópolis, para discutir as principais demandas do setor juntamente com o deputado e pré-candidato à reeleição Wilson Santos (PSD).

O encontro foi organizado pela presidente da Associação do Segmento de Pesca do Estado de Mato Grosso, Nilma Silva (ASP-MT). No contato com os profissionais da pesca, a principal reivindicação foi a liberação da pesca do Dourado – assunto que deve ser discutido ainda esse mês em Mato Grosso – e ações para que o pintado não entre no rol de peixes proibidos de pesca em Mato Grosso.

A portaria 148, de 7 de junho de 2022, do Ministério do Meio Ambiente, incluiu o pintado na lista de espécies em extinção. Em Mato Grosso a espécie foi considerada vulnerável e para que essa proibição não aconteça aqui no território é preciso provar ao Governo Federal, diante de cinco quesitos, que esse surubim não corre perigo. A proibição da pesca do pintado passa a vigorar a partir de 5 de setembro.

A Colônia Z3 é composta por 400 famílias que sobrevivem da pesca.  “Se fechar o pintado, acabou a pesca em Mato Grosso”, disse o pescador Alessandro, que estava presente na reunião e destacou que sua única fonte de renda é a atividade pesqueira.

Para que esse segmento seja amparado, Nilma defendeu que, além de ter voz na Assembleia Legislativa, é preciso ter um nome no Senado. Destacou que Natasha é uma pessoa honesta, de boa índole e que se chegar ao Senado, vai defender os pescadores. “Povo da pesca, essa é a Natasha. Vamos trabalhar, ajudar e cobrar dela”, ponderou Nilma.  A presidente da ASP-MT ainda ponderou que é a primeira vez, nesses 10 anos de militância pela categoria, que vê uma mulher pré-candidata se dedicar à pesca.

O deputado estadual Wilson Santos, que vem trabalhando no Legislativo estadual em prol da categoria, reforçou que Natasha está colocando o nome à disposição porque decidiu sair da posição de “estilingue para virar vidraça”. “É sangue novo, cara nova, que está colocando o nome à disposição. Natasha saiu do conforto dela como médica e empresária para apresentar-se num ato cívico e democrático. Ela tem transparência, honestidade, é diferente e está para servir a sociedade”.

Natasha disse aos presentes que ingressou na disputa eleitoral deste ano por acreditar que é possível fazer uma política diferente. “Por isso estou saindo do meu conforto para me dedicar a essa pré-candidatura ao Senado. Chegando ao Senado, vamos defender as causas da pesca. É preciso levar mais amor, mais carinho e atenção às pautas sociais do que está tendo hoje. Quero servir para fazer o bem. Contem comigo. Vamos sentar juntos para discutir projetos de interesse da comunidade pesqueira”.

“Precisamos de alguém em Brasília para revertermos essa situação do pintado”, reforçou Nilma.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Após lançar advogado, Solidariedade desiste concorrer ao governo e vai apoiar Márcia Pinheiro

Publicado

A legenda havia lançado Antônio Eduardo da Costa e Silva como candidato a governo, mas desistiu da disputa

O Solidariedade desistiu da candidatura ao governo de Mato Grosso nas eleições deste ano. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (8). O advogado Antônio Eduardo da Costa e Silva era pré-candidato ao cargo e havia sido oficializado em convenção partidária.

O partido realizou uma convenção partidária no dia 4 deste mês para lançar Antônio Eduardo como candidato. “O motivo principal é que queremos seguir a orientação do partido nacional. A decisão foi tomada em consenso, não houve nenhuma discussão. Vamos aderir à aliança nacional e no estadual apoiar a candidata Márcia Pinheiro”, disse o presidente estadual do Solidariedade, Marcos Aurélio Ribeiro Coelho.

O Solidariedade não havia anunciado candidato para o Senado.

 

Continue lendo

Política MT

Ex-secretário de Segurança é indiciado em inquérito da Grampolândia por falsidade ideológica e mais 3 crimes

Publicado

Rogers Jarbas teria se aproveitado do cargo para atrapalhar as investigações sobre o caso [Foto – Mayke Toscano]

A Polícia Civil concluiu nesta segunda-feira (08), por meio da força tarefa, o inquérito policial nº 01/2017, que apura o caso de escutas ilegais no Estado de Mato Grosso, conhecido como “Grampolândia Pantaneira”. O esquema, montado durante a gestão do ex-governador Pedro Taques, consistia na realização de escutas clandestinas.

O relatório final foi encaminhado ao Judiciário com o indiciamento do ex-secretário de Segurança Rogers Jarbas pelos crimes de falsidade ideológica, violação de sigilo funcional, usurpação de função pública e obstrução de Justiça.

As investigações apontaram que, à época dos fatos, Rogers se aproveitou do cargo que ocupava, de natureza política, para atrapalhar o rumo das investigações, com o intuito de “blindar” a suposta organização criminosa.

O grupo envolvia agentes públicos civis e militares e, inclusive, chegou a alugar uma sala comercial para funcionamento do escritório clandestino de “escutas” ilegais. Embora tenha sido instaurado em 2017, o andamento do inquérito policial foi afetado por decisões do Superior Tribunal de Justiça e pela pandemia da covid-19, que provocou, ainda, mudanças na equipe da força tarefa.

Ao final, as investigações resultaram em 14 volumes de pastas, que totalizam 14.055 páginas e 9h23min36s de oitivas colhidas pelo sistema audiovisual.

A delegada responsável pelas investigações, Ana Cristina Feldner, ressaltou que foram colhidos inúmeros elementos informativos em outros seis inquéritos policiais, que, em decorrência da gravidade dos crimes, em tese praticados, estão em fase conclusiva, sendo possível estabelecer a conexão e coordenação entre os procedimentos. “É importante destacar e agradecer aos investigadores, escrivães e delegados que fazem e fizeram parte desta Força-Tarefa, pelo excelente trabalho desenvolvido”, disse a delegada.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana