conecte-se conosco


Saúde

Anvisa alerta sobre aumento de intoxicação por produtos de limpeza

Publicado


.

A fim de reduzir os riscos à saúde causados pelo aumento da exposição tóxica por produtos de limpeza no país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou a Nota Técnica (NT) 11/2020, que alerta a população sobre o crescimento dos casos de intoxicação.

De acordo com a Anvisa, embora não haja informações que demonstrem o vínculo definitivo entre a exposição e os esforços de higienização e desinfecção para evitar a disseminação da covid-19, parece haver uma associação temporal com o aumento do uso dos produtos.

O documento orienta também sobre o uso e o armazenamento adequados dos chamados saneantes domissanitários, ou seja, os saneantes de uso domiciliar que contêm substâncias ou preparações destinadas à higienização e à desinfecção.

A nota foi elaborada com base nos dados dos Centros de Informação e Assistência Toxicológica (CIATox). “Para se ter uma ideia do crescimento dos casos de intoxicação, de janeiro a abril deste ano os CIATox receberam 1.540 registros de intoxicação devido a produtos de limpeza envolvendo adultos, um aumento equivalente a 23,3%, comparado ao mesmo período de 2019, e de 33,68%, com relação a 2018”, informa a Anvisa. 

Crianças

No que se refere às crianças, foram registrados 1.940 casos, um aumento de 6,01% e de 2,7%, em relação a 2019 e 2018, respectivamente. De acordo com a Agência, os números mostram que os acidentes domésticos envolvendo exposição tóxica a substâncias químicas são mais frequentes com o público infantil e, portanto, há necessidade de dispensar mais cuidados às crianças.

Orientações básicas

1- Mantenha os produtos de limpeza fora do alcance de crianças e animais. Esses produtos podem atrair a atenção principalmente de crianças pequenas, entre 1 e 5 anos de idade.

2- Evite o armazenamento desses produtos em recipientes diferentes e não etiquetados. 

3- Supervisione as crianças, não permitindo que elas acessem os ambientes onde esses produtos são guardados.

4- Não deixe detergentes e produtos de limpeza em geral embaixo da pia ou no chão dos banheiros.

5- Leia e siga as instruções descritas no rótulo de cada produto.

6- Evite a mistura de produtos químicos.

7- Garanta a ventilação quando for manusear um desses produtos destinados à limpeza, higienização e desinfecção.

8- Inutilize as embalagens vazias. Isso porque elas sempre ficam com resíduos, ou seja, restos dos produtos. Jogue fora as embalagens vazias, preferencialmente valendo-se do sistema de coleta seletiva, de modo a separá-las do lixo orgânico.

9- Em caso de emergências toxicológicas, não provoque vômito. Tenha em mãos o número do Centro de Informação e Assistência Toxicológica, o CIATox: 0800-722-6001.

 

*Com informações da Anvisa

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Saúde

publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. Ping de volta Anvisa alerta sobre aumento de intoxicação por produtos de limpeza – Today Current Affairs – antluna.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

ANS faz acordo para melhorar atendimento dos planos de saúde coletivos

Publicado


.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) fechou acordo de cooperação com o Serviço Social da Indústria (Sesi) para estimular ações de saúde da população atendida pelos planos coletivos empresariais e assegurar a sustentabilidade do setor.

A vigência é de 36 meses, mas pode ser prorrogado por até dois períodos de 12 meses. Conforme a ANS, a intenção é obter melhores resultados em saúde e assegurar a sustentabilidade do setor.

Segundo a agência, dois terços dos beneficiários de planos de assistência médica no país, cerca de 31,6 milhões, são coletivos empresariais, o que na visão do órgão, é imprescindível a participação dos contratantes nas discussões do setor, um dos objetivos principais do acordo firmado com o Sesi.

“A implementação de programas, ações e medidas de promoção da saúde e prevenção de riscos e doenças contribui para a diminuição da sinistralidade, do absenteísmo e, consequentemente, para o aumento da produtividade e qualidade de vida dos colaboradores.”

Entre as ações previstas estão a promoção de debates, campanhas educacionais, contribuição técnica na estruturação, divulgação e disseminação de metodologias, programas de promoção à saúde no ambiente de trabalho, com o monitoramento e desenvolvimento de pesquisas e inovações relacionadas à integração assistencial, envelhecimento e fatores psicossociais.

Para a ANS, é importante reforçar o diálogo colaborativo entre empresas contratantes de planos de saúde e operadoras. “Com isso, buscamos promover a melhoria do sistema de saúde suplementar, estimulando a reflexão e a colaboração acerca da coordenação do cuidado em saúde e incentivando a adoção de programas de promoção de saúde e prevenção de doenças integrados à saúde ocupacional.”

No ano passado, a agência e o Sesi realizaram encontros com empresas contratantes de planos de saúde e gestores de operadoras em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Curitiba.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Saúde

Covid-19: Argentina ultrapassa Itália em número de casos; mortes chegam a 5 mil

Publicado


source
Argentina
Pixabay

Região Metropolitana de Buenos Aires segue sendo o principal foco da pandemia no país

Nesta terça-feira (11), o boletim epidemiológico divulgado pelas autoridade de saúde da Argentina mostrou que o país ultrapassou a Itália no número total de casos confirmados da Covid-19, além de ter atingido a marca de 5 mil mortes causadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Segundo informações da agência de notícias Reuters, foram registrados 7.043 novos infectados pela Covid-19 nas últimas 24h, o que elevou o total para 260.911. Com isso, a Argentina subiu para a 16ª posição no ranking dos países mais afetados pelo vírus, uma posição acima da Itália, que tem 251.237 casos.

Além disso, foram 184 novas mortes confirmadas, deixando o total de vítimas em 5.004. Neste quesito, o país aparece no 25° lugar, distante dos líderes EUA e Brasil , que já ultrapassaram a barreira dos 100 mil óbitos.

Em quarentena rígida desde o mês de março, principalmente na região da Grande Buenos Aires – onde a maioria dos casos se concentra -, as autoridades enfrentam aumento nos números da doença desde o início das tentativas de reabertura da economia e do relaxamento das medidas de isolamento social.

No início da semana, a Organização Mundial de Saúde ( OMS ) aponto que a região das Américas é ums dos principais motivos de preocupação da entidade devido ao aumento no número de casos da Covid-19 . Ao todo, o continente tem sido responsável por cerca de 100 mil infecções diárias .

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana