conecte-se conosco


Entretenimento

Ambiel relembra abusos e atribui eliminação à amizade com suposto agressor

Publicado


source
Luiza Ambiel
Divulgação

Luiza Ambiel

Após quase uma semana de sua eliminação de “A Fazenda 2020”, Luiza Ambiel veio a público dar algumas satisfações ao seu público nesta quinta-feira (29).

Durante o monólogo, publicado a partir da ferramenta stories do Instagram, a ex-Banheira do Gugu lembrou que foi vítima de violência doméstica três vezes e atribuiu sua saída de “A Fazenda 2020” por ter se envolvido com um suposto agressor dentro do programa .

“Eu acho que tenha que dar uma satisfação muito séria para vocês. No caso ali da fazendo tinha pessoas ali que não me conheciam e que eu não conhecia, o que é normal. Alguns nomes que vazaram na mídia, eu não fui checar. Achei que não valia a pena. Muita coisa eu fiquei sabendo lá dentro. Eu procurei entrar com o meu peito aberto e analisar as pessoas dentro do jogo”, iniciou. 

“Então assim, eu fiquei muito chateada porque quando eu voltei da roça foi o dia mais feliz da minha vida. Quando eu saí eu me senti muito mal, eu senti muita rejeição, eu tenho um problema sério com rejeição”, seguiu. 

“Hoje, a minha assessoria explicou o que tinha acontecido. E vocês que estão comigo há algum tempo sabem, eu já sofri algumas agressões. Eu sei o quanto dói, o quanto é dolorido para uma mulher, eu não sou conivente com isso, eu não sabia. Então estou vindo aqui pedir desculpa para vocês”, disse ela. 

“Já sofri agressões na minha vida, foram três agressões, e eu sei que realmente marca a gente pelo resto da vida. Então, eu entendo perfeitamente quando as mulheres estavam do meu lado e eu, sem querer, me envolvi com essa pessoa. No lugar de vocês eu também faria a mesma coisa”, pontuou Luiza Ambiel, demonstrando arrependimento de ter se aproximado desta pessoa em “A Fazenda 2020” .

Fonte: IG GENTE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Capital Inicial se apresenta em São Paulo neste sábado

Publicado


source

The Music Journal Brazil

undefined
Marcelo de Assis

Capital Inicial se apresenta em São Paulo neste sábado

A banda brasiliense Capital Inicial se apresentará no Espaço das Américas neste sábado (28) com um repertório repleto de sucessos da carreira do grupo, além de canções de seus últimos 20 anos.

Entre os hits , estão: Olhos Vermelhos, Natasha, A Sua Maneira, Primeiros Erros , entre outros.

Os ingressos, que custam entre R$ 60 e R$ 1.440 , podem ser adquiridos no site da Ticket360 ou nas bilheterias do local (segunda a sexta, das 11h às 17h).

Apesar da banda ter se apresentado no formato drive-in em duas datas, o show de São Paulo marca a volta aos palcos com público presente.

O show seguirá rigorosamente as recomendações de segurança das autoridades sanitárias. Será exigido o uso obrigatório de máscaras. Toda a equipe de trabalho passará por aferição da temperatura corporal. Os banheiros e áreas comuns serão higienizadas durante todo o evento. Todos os ambientes terão comunicação afixadas com as principais medidas e recomendações e será exibido vídeo com protocolos e orientações.

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Entretenimento

Dinho Ouro Preto pede desculpas por ter falado mal dos emos: “A vida dá voltas”

Publicado


source
Dinho Ouro Preto
Reprodução/Instagram

Dinho Ouro Preto pede desculpa por ter falado mal dos emos

Dinho Ouro Preto se mostrou arrependido com coisas que disse no passado. O cantor, que foi um dos primeiros famosos a contrair Covid-19 no Brasil , gravou um vídeo falando que se arrepende de ter feito comentários negativos sobre as bandas emo, como NX Zero, Fresno e Restart, que faziam muito sucesso com o público jovem jovens há cerca de dez anos.

“A vida dá voltas. Eu falei alguma groselha sobre o NX Zero e sobre o Fresno. Eu me arrependi. Lembro que era uma entrevista com o Lobão. Foi um engano. Eu já tinha me desculpado com o Lucas [vocalista do Fresno]. O Lobão se caracterizou por esculhambar muito as obras dos outros. E durante muito tempo eu fazia algo parecido”, declarou Dinho.

“Eu estava vendo o caminho que o rock brasileiro seguia. Via as gerações se sucedendo. Tinha Raul, Rita, Mutantes. Depois a nossa geração. Depois tem Charlie Brown, Planet Hemp, Raimundos. Todas se seguiram. A impressão que tive é que em algum momento o rock havia tropeçado em qualidade. Acredito que a queda estava visível em artistas como o Restart”, ele continuou. O cantor disse que realmente não gosta das músicas do Restart, mas não quer ser lembrado como a pessoa conhecida por falar mal do trabalho dos outros.


Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana