conecte-se conosco


Tecnologia

Amazon processa grupos do Facebook por revisões negativas de produtos

Publicado

Amazon processa grupos de Facebook por revisões falsas em troca de dinheiro ou produtos
Ivonete Dainese

Amazon processa grupos de Facebook por revisões falsas em troca de dinheiro ou produtos

Amazon entrou com uma ação legal contra os administradores de mais de 10.000 grupos do Facebook que tentam orquestrar avaliações falsas na plataforma, prometendo dinheiro ou produtos gratuitos em troca de avaliações positivas. 

Os grupos são supostamente responsáveis ​​por avaliações falsas, atividade que vai contra as regras da Amazon, ocorre nas lojas on-line da empresa nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Espanha e Japão.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Essas avaliações falsas geralmente são usadas para aumentar as classificações do produto e aumentar o interesse dos clientes por eles.

A gigante do comércio eletrônico disse que usará as informações descobertas na ação legal para identificar maus atores e remover avaliações falsas encomendadas por esses grupos de fraudadores que ainda não foram detectadas. 

Os fraudadores por trás desses grupos solicitam avaliações falsas de centenas de produtos, de tripés de câmera a aparelhos de som automotivos. Um desses grupos, denominado “Amazon Product Overview”, tinha mais de 43 mil membros, até que a Meta o derrubou no início deste ano.

10 mil grupos que fazem revisões falsas

“Nossas equipes impedem milhões de avaliações suspeitas antes mesmo de serem vistas pelos clientes, e esse processo vai um passo além para descobrir criminosos que operam nas mídias sociais”, disse Dharmesh Mehta, vice-presidente de Vendas de Serviços de Parceiros da Amazon, segundo o site The Economis Times. 

Mehta acrescentou que a ação legal é uma das muitas maneiras de proteger os clientes, responsabilizando os maus atores.

A Amazon disse que proíbe estritamente avaliações falsas e que tem mais de 12 mil funcionários em todo o mundo dedicados a proteger suas lojas contra fraudes e abusos, incluindo avaliações falsas. Desde 2020, a Amazon relatou mais de 10.000 grupos de revisão falsos à Meta, dona do Facebook. 

Durante a pandemia, com os consumidores migrando para as plataformas de comércio eletrônico, houve um aumento das avaliações falsas e, consequentemente, da frustração dos clientes.

Embora a Amazon vem sido perseguida há anos por esse tipo de avaliações, a gigante do e-commerce é alvo, desde o ano passado, de uma investigação por parte do órgão regulador antitruste do Reino Unido sobre se vem fazendo o suficiente para combater as revisões falsas.

Fonte: IG TECNOLOGIA

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

WhatsApp vai permitir recuperação de mensagem apagada

Publicado

WhatsApp terá novo recurso
Unsplash/Mourizal Zativa

WhatsApp terá novo recurso

O WhatsApp está desenvolvendo um recurso que permite que usuários revertam a exclusão de mensagens. A descoberta foi feita pelo WABetaInfo, que encontrou a novidade na versão beta (de testes) do mensageiro.

O recurso funciona de forma similar à opção de desfazer o envio de um email no Gmail. Assim que uma mensagem é excluída (seja para você ou para todos), aparece um aviso flutuante na parte inferior da tela escrito “mensagem deletada” e um botão de “desfazer”.

É possível desfazer a ação apenas por alguns segundos, já que o aviso flutuante some da tela rapidamente. A novidade pode ser bastante útil, por exemplo, para quando um usuário exclui uma mensagem apenas para si por engano, quando ela deveria ser excluída para todos na conversa.

Por enquanto, o WhatsApp não confirmou oficialmente a criação do recurso. Por isso, não é possível saber se a novidade será liberada para todos os usuários e nem quando isso poderia acontecer.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Tecnologia

Game Pass recebe Immortals Fenyx Rising em 2ª leva de agosto

Publicado

Game Pass tem novos jogos
Divulgação

Game Pass tem novos jogos

O Xbox Game Pass divulgou sua segunda leva de títulos para o mês de agosto. O maior destaque do anúncio fica por conta de Immortals Fenyx Rising, que chega sem custo adicional para assinantes do serviço. Além dele, mais sete jogos serão incluídos no catálogo até o dia 31. Confira, a seguir, mais detalhes sobre os jogos grátis do Game Pass.

Immortals Fenyx Rising é um jogo de ação e aventura desenvolvido pela Ubisoft que te coloca entre as maiores lendas da mitologia grega. O game de mundo aberto tem elementos de RPG e traz uma série de puzzles que te permite avançar na história — caso decifre, é claro.

Na trama, você habita a região fictícia de Forjalis, onde, no controle da jovem Fenyx, deve chegar até o Olimpo e derrotar Tifão, o destruidor de todos os deuses.

O título traz também diálogos cômicos nas cutscenes com o objetivo de prender a atenção do jogador até mesmo nas passagens de tempo, como constatado em nosso preview no ano de lançamento.

Para quem conhece os jogos da Ubisoft, deve se lembrar de um jogo semelhante a Immortals Fenyx Rising: Assassin’s Creed Odyssey. Sim, o jogo traz elementos semelhantes, mas em cartoon e com história mais enxuta.

Immortals Fenyx Rising chega ao catálogo do Game Pass no dia 30 de agosto para PC, Consoles e Xbox Cloud Gaming.

Outros jogos que chegam em agosto

Além do título acima, o anúncio também inclui os seguintes jogos:

  • Coffee Talk (Cloud, Console e PC) – 16 de agosto;

  • Midnight Fight Express (Cloud, Console e PC) – 23 de agosto;

  • Exapunks (PC) – 25 de agosto;

  • Opus: Echo of Starsong – Full Bloom Edition (Console e PC) – 25 de agosto;

  • Commandos 3 – HD Remaster (Cloud, Console e PC) – 30 de agosto;

  • Immortality (Cloud, PC e Xbox Series S/X) – 30 de agosto;

  • Tinykin (Console e PC) – 30 de agosto.

NBA 2K22 deixa o catálogo do Game Pass

De acordo com a Microsoft, os seguintes jogos deixam de fazer parte do catálogo do Game Pass no dia 31 de agosto de 2022:

  • Elite Dangerous (Cloud, Console e PC);

  • Hades (Cloud, Console e PC);

  • Myst (Cloud, Console e PC);

  • NBA 2K22 (Cloud, Console e PC); 

  • Signs of the Sojourner (Cloud, Console e PC); 

  • Spiritfarer (Cloud, Console e PC); 

  • Twelve Minutes (Cloud, Console e PC); 

  • Two Point Hospital (Cloud, Console e PC); 

  • What Remains of Edith Finch (Cloud, Console e PC); 

  • World War Z (Cloud, Console e PC). 

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana