conecte-se conosco


Esportes

Alvo de racismo, Koulibaly escreve no Players Tribune: “Somos todos irmãos”

Publicado

koulibaly
Reprodução

Koulibaly fez relato emocionante no Players Tribune

Kalidou Koulibaly, zagueiro do Napoli, virou notícia em 2018 por diversos casos de racismo no futebol italiano. Mas não é por esses episódios que ele quer ser lembrado. Em carta divulgada pelo site The Players Tribune, o francês de 28 anos abriu o coração sobre diversos assuntos e contou sua história.

Leia também:  No Dia Internacional do Orgulho LGBT, clubes pedem amor e respeito

Koulibaly nasceu no dia 20 de junho de 1991, na cidade de Saint-Dié, na França. Filho de imigrantes senegaleses, o pequeno Kalidou se apaixonou pelo futebol quando ainda era criança e, em seu relato, conta um episódio engraçado que viveu na primeira visita ao Senegal, aos seis anos de idade.

“Foi um choque para mim ver como as pessoas viviam em outras partes do mundo. Todas as crianças estavam correndo e jogando futebol sem sapatos, e eu fiquei muito chateado com isso. Implorei para minha mãe ir até uma loja e comprar sapatos para todos, mas então ela disse ‘Kalidou, tire seus sapatos. Vá brincar como eles’. E eu fui”, comentou.

Koulibaly se profissionalizou no clube da cidade e se transferiu para o Metz em 2010. Lá, chamou atenção do Genk, da Bélgica, onde ficou de 2012 a 2014 e foi então que chamou atenção de Rafa Benítez, recém-contratado pelo Napoli .

“Quando eu estava na Bélgica, meu amigo Ahmed estava indo para minha casa me visitar. Fui esperá-lo na estação de trem e um número estranho me ligou. Eu atendi: ‘Olá, quem é?’ e a voz respondeu: ‘Olá, é o Rafa Benítez’. Achei que fosse brincadeira do Ahmed e desliguei o telefone”, relembra Kouli.

Leia Também:  Nadador medalhista no Rio é preso acusado de assédio na Coréia do Sul

Porém, era realidade. Rafa Benítez ligou para ele pedindo que se transferisse para o Napoli. Depois de alguns ‘desencontros’, Koulibaly fechou negócio e se mudou para a Itália. Lá ele disse que aprendeu muito com o treinador espanhol e passou por uma situação complicada com Maurizio Sarri no nascimento de seu filho.

“Estava na clínica pela manhã, nós [Napoli] íamos jogar contra o Sassuolo à noite. Minha esposa me ligou cinco ou seis vezes. Eu saí da sala, atendi e ela me disse ‘Você tem que vir agora. Nosso filho está chegando’. Eu falei para Sarri ‘Senhor, sinto muito, mas tenho que ir agora! Meu filho está chegando’”, lembra.

Sarri não gostou muito da ideia, mas liberou Koulibaly se ele retornasse ao clube a noite porque a equipe precisava dele. O zagueiro viu o filho Seni nascer e retornou ao clube. Porém, quando chegou as coisas foram diferentes.

“Estava me trocando e o Sarri entrou no vestiário com a folha da equipe. Eu olhei… olhei … olhei e meu número não estava lá. ‘Senhor, você está brincado comigo? Meu filho, minha esposa, eu os deixei. Você disse que precisava de mim’ e ele respondeu ‘Sim, precisamos de você no banco’”, comentou Koulibaly. O atleta disse que não sente raiva de Sarri pelo episódio e lembra com alegria do ocorrido.

Leia Também:  Jogador de futebol desaparecido é encontrado morto em barragem no Piauí

“Somos todos irmãos”

torcida do napoli
Reprodução

Torcedores do Napoli apoiam Koulibaly após caso de racismo

Em toda a publicação da The Players Tribune , Koulibaly não falou muito sobre os casos de racismo porque acredita que eles não o definem, mas chegou a comentar que no início a descriminação o incomodou.

“Lembro-me de pensar comigo: Porque eles fazem isso? Porque eu sou preto? Não é normal ser negro neste mundo? Você está apenas jogando o jogo que ama, como você já fez mil vezes antes. Você se sente magoado. Você se sente insultado. Honestamente, chega a um ponto em que você se sente praticamente envergonhado de si mesmo”, disse.

Apesar dos cânticos racistas , Koulibaly sempre se manteve firme e ganhou apoio de torcedores, amigos e até de um juiz. “O árbitro, Sr. Irrati, parou o jogo. Ele veio correndo até mim e disse: ‘Kalidou, estou com você, não se preocupe. Vamos parar esses cantos. Se você não quiser terminar o jogo, me avise’”, relembra ele. Na ocasião, em jogo contra a Lazio ele permaneceu em campo.

Leia também: Polícia comprada? Najila já sabe se terá que responder processo por declaração

Para encerrar, Koulibaly disse que sonha em punições severas na Itália como na Inglaterra e finalizou. “Talvez nós sejamos diferentes, sim. Mas somos todos irmãos”.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Chamusca chega e promete “um jogo de cada vez”, sem “escolher” adversário

Publicado

Técnico começou o trabalho em campo, hoje, após a apresentação oficial / Fotos: Ascom Cuiabá

JORGE MACIEL/AFI

Depois de ser anunciado, na semana passada para substituir Itamar Schulle, o técnico Marcelo Chamusca, recém demitido do Atlético-GO, foi apresentado pelo Cuiabá na tarde desta quarta-feira. Ele chega com a responsabilidade de fazer o Dourado reagir e voltar a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. São cinco jogos sem vitória, sendo um empate e quatro derrotas.

“Peguei o carro andando. Chego em um momento difícil em relação à sequência de jogos, resultados. Isso fez com que a equipe perdesse algumas posições. Meu maior trabalho, independente do pensamento, do objetivo que vamos buscar, é fazer a equipe voltar a vencer”, disse Chamusca em entrevista coletiva.

O Cuiabá tentará a reabilitação já nesta quinta-feira, às 21h30, contra o Guarani na Arena Pantanal, na capital mato-grossense, pela 30ª rodada da Série B.

“Nosso maior campeonato, neste momento, é o Guarani, nosso próximo adversário. É desta forma que vamos trabalhar. Precisamos investir muito no crescimento e melhora da auto-estima dos jogadores. Para que no jogo de amanhã possamos ter uma resposta positiva e voltar a vencer”, receitou o treinador.

Leia Também:  Jogador de futebol desaparecido é encontrado morto em barragem no Piauí

EIS PONTOS! Cuiabá e Guarani farão um confronto de seis pontos. O Dourado ocupa a 12ª colocação com 36 pontos, um a mais do que o Bugre, no 13º lugar.

“Esse jogo do Guarani passa a ser o mais importante do campeonato. Aí então a gente vai pensar, pontuando, onde podemos chegar na competição”, finalizou

Continue lendo

Esportes

Série B – Abatido, Cuiabá perde em Recife para o Sport, mas dorme na 12ª posição na tabela

Publicado

Abatido ainda com as mudanças recentes, o Dourado foi presa fácil no Recife / Fotos: Ascom Cuiabá

O Cuiabá voltou a perder e o Sport Recife se firmou como vice-líder, ampliando a vantagem para o terceiro lugar e se projetou com um passo importante para o acesso às elite – o retorno, na verdade – do futebol brasileiro. O Rubro-Negro recebeu o Cuiabá nesta segunda-feira e venceu a equipe do Centro-Oeste por 2 a 0, em confronto válido pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A vitória, junto com o empate do Atlético-GO em casa, ampliou a vantagem do Leão na vice-liderança. O time pernambucano agora tem 52 pontos, cinco atrás do líder Bragantino, que tem um jogo a menos, e quatro a mais que o 3º colocado goiano. O Sport também abriu provisoriamente 11 pontos em relação ao América-MG, primeira equipe fora do G4 e que ainda joga na rodada, se consolidando no grupo de acesso à primeira divisão.

Já o time visitante, que recentemente trocou de treinador, ficou definitivamente longe da disputa pelo G4, se aproximando cada vez mais da luta contra a degola. O Dourado, que ainda tem um jogo a menos, soma 36 pontos na 12ª colocação e ainda pode ser ultrapassado provisoriamente pelo Oeste na tabela. A equipe está a sete pontos do grupo de acesso e a seis do Z4. O Oeste joga nesta quinta-feira com o líder Bragantino e, se ganhar, supera o Dourado.

Leia Também:  Vasco entregará cheque de R$ 73 mil às vítimas de enchentes no Rio de Janeiro

O time da casa abriu o placar logo no início, ainda aos 12 minutos com Sander. Após bola em profundidade de Charles, Hernane se antecipou e fez o corta-luz para a passada de Sander. O lateral invadiu a área, bateu cruzado e contou com falha do goleiro, que aceitou chute embaixo das pernas, para abrir o placar.

Eduardo Henrique comandou o Dourado no jogo do Arrudão, nesta  2ª

Na segunda etapa, os mandantes aproveitaram um rápido contra-ataque para matar o jogo. Aos dez minutos, Hernane conduziu pelo centro e abriu na direita para Marquinho invadir a área e bater cruzado. Matheus Nogueira espalmou e a bola sobrou livre para Pedro Carmona empurrar para as redes.

FICHA TÉCNICA

SPORT 2X0 CUIABÁ

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Data: 14 de outubro de 2019 (segunda-feira)

Horário: 20h (de Brasília)

Arbitragem: Diego Pombo Lopez (BA)

Auxiliares: Edevan de Oliveira Pereira e Luanderson Lima dos Santos (BA)

Cartões Amarelos: Toty, Marino, Alê e Jean Patrick (Cuiabá)

Gols: Sander, aos 12 minutos do 1º tempo, e Pedro Carmona, aos 10 minutos do 2º tempo, para o Sport

Leia Também:  D’Alessandro vai processar jogadores do Grêmio por provocações nas redes sociais

—-

SPORT: Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; João Igor, Charles e Pedro Carmona (Yago); Marquinho (Hyuri), Guilherme e Hernane Brocador (Elton).

Técnico: Guto Ferreira

CUIABÁ: Matheus Nogueira; Toty, Ednei, Anderson Conceição e Paulinho; Marino, Jean Patrick (Alex Ruan); Lucas Braga e Alê; Felipe Marques (Mateus Anderson) e Gilmar (Jefinho).

Técnico: Eduardo Henrique

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana