conecte-se conosco


TCE MT

Alunos de computação da UFMT e da UFR fazem visita técnica ao TCE

Publicado

 VISITA TÉCNICA
 Acadêmicos do curso de Tecnologia da Computação e Sistemas de Informação da UFMT foram recebidos pelo secretário de T.I, Gilson Gregorio

Alunos dos cursos de Tecnologia da Computação e Sistemas de Informação da Universidade Federal de Mato Grosso, campi de Cuiabá e Várzea Grande, e da Universidade Federal de Rondonópolis, participaram da segunda visita técnica à Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT).

A visita técnica atende ao convênio firmado entre o TCE-MT, a Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT e sua Fundação de Apoio e Desenvolvimento – Uniselva. O grupo, formado por cerca de 60 alunos do sétimo e oitavo semestres e professores dos três campi universitários, foi recebido pelo secretário geral da STI, Gilson Gregório.

Durante as palestras, os universitários receberam informações sobre diversos produtos desenvolvidos pela STI, suas áreas de atuação e as tecnologias empregadas nas atividades do Tribunal. Também puderam conhecer a infraestrutura disponível, os projetos de desenvolvimento de sistemas, como se processa o atendimento aos usuários, a gestão de informações, a governança de TI do TCE-MT, considerado no país como uma referência em qualidade e avanços na área de automação de processos.

O objetivo das visitas técnicas é proporcionar aos alunos que estão na reta final dos seus estudos contato direito com a aplicação prática em uma grande instituição dos recursos da TI e das Ciências da Computação.
Para o estudante Caio Meirelles, a visita técnica à STI/TCE-MT foi uma oportunidade para ver de que forma as teorias aprendidas em sala de aula são aplicadas na realidade em uma instituição pública como o Tribunal. “Aqui a gente pode ter uma visão mais concreta de como nossos conhecimentos científicos serão úteis no dia a dia, em quais áreas de atividade da TI poderemos aplicar nossas habilidades. Foi muito interessante e enriquecedor”, afirmou o universitário.

Leia Também:  Conselheiro Guilherme Antonio Maluf é nomeado membro da 1ª Câmara de Julgamentos
              Caio Meirelles, aluno da UFMT

Aqui a gente pode ter uma visão mais concreta de como nossos conhecimentos científicos serão úteis no dia a dia, em quais áreas de atividade da TI poderemos aplicar nossas habilidades. Foi muito interessante e enriquecedor”

Já Daniel Lira Carvalho, aluno da Universidade Federal de Rondonópolis, conhecer a STI/TCE-MT foi importante para que os estudantes pudessem ampliar sua janela de oportunidades para desenvolvimento profissional. “A gente chega ao fim do curso ainda meio perdido sobre como atuar no mercado. Esta visita técnica é interessante porque, em contato com o pessoal mais experiente da área, a gente percebe que há muitas alternativas e oportunidades para nossa profissão, que há muitas áreas além da programação e desenvolvimento de softwares, redes e sistemas computacionais. Gostei muito do que vi e aprendi muito também”, sintetizou o jovem.

              Daniel Lira Carvalho, aluno da UFR

A gente chega ao fim do curso ainda meio perdido sobre como atuar no mercado. Esta visita técnica é interessante porque, em contato com o pessoal mais experiente da área, a gente percebe que há muitas alternativas e oportunidades para nossa profissão

A professora Vanice Canuto Cunha, do Instituto de Computação da UFMT, campus de Cuiabá, destacou que o convênio TCE/UFMT-Uniselva é um instrumento fundamental na complementação da formação acadêmica para os alunos de TI. As visitas técnicas e os estágios proporcionados pelo convênio enriquecem o currículo e abrem novas perspectivas sobre o caminho a seguir após a conclusão do curso.

 Professora Mara Andrea Dota, da Universidade Federal de Rondonópolis

Segundo a também professora Mara Andrea Dota, da UFR, a visita técnica dos alunos de Sistema de Informação ao TCE-MT tem muitos aspectos positivos, principalmente por acrescentar a experiência da troca de conhecimentos por meio da vivência prática daquilo que eles veem nas salas de aula e laboratórios. “Em Rondonópolis não temos grandes instituições que utilizam tão fortemente recursos de computação e gestão de informação em suas atividades. Já o TCE tem a TI como um dos alicerces de suas atividades fins e de gestão. Aqui, nossos alunos podem aprender muito com o know-how da equipe da STI. É muito interessante tudo o que vem sendo desenvolvido pela instituição e esta troca é estimulante para nós, professores e alunos”, disse.

O convênio vem proporcionando ganhos mútuos para as instituições envolvidas, pois melhora o ensino superior, as relações com a sociedade, reforça a pesquisa e a extensão e repassa ao TCE-MT conhecimentos científicos, know-how e qualidade em todas as áreas de sua abrangência.

Fonte: TCE MT
Leia Também:  Embargos se prestam a sanar obscuridade, omissão ou contradição em Acórdão
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

TCE MT

Presidente do TCE pede união e harmonia aos servidores em Culto Ecumênico

Publicado

 CERIMÔNIA
 Culto ecumênico é celebrado na recepção do edifício Marechal Rondon, sede do TCE-MT e marca inicio do primeiro semestre na instituição

Os servidores do Tribunal de Contas de Mato Grosso participaram de um Culto Ecumênico promovido pela Presidência com objetivo de dar boas vindas aos servidores e incentivar a união, a harmonia e amor no ambiente de trabalho. O presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf lembrou que para alcançar bons resultados no Controle Externo é necessário aliança e conciliação entre todos e “que teremos acertos e falhas por isso é necessário ter humildade. É com esse espírito que lhes asseguro uma gestão próxima dos servidores, ouvindo as sugestões e críticas porque somos humanos e portanto passíveis de erros”, frisou.

O culto teve a participação do arcebispo Giulio Boff da Paroquia São Gonçalo (Porto)

O Culto Ecumênico que marca o início da nova gestão no TCE-MT teve a participação do pároco da Paroquia São Gonçalo (Porto), Giulio Boff e do pastor Joci Soares. O padre Giulio pediu a todos que refletissem sobre a fé e sobre onde está Deus na vida de cada um. “O que nos diferencia dos robôs no trabalho é o espírito que permite acertarmos com coerência, justiça e isonomia. Aqueles que tem fé num mundo melhor agem sempre pelo bem de todos, com respeito e compaixão. Por isso vejo que o TCE-MT está no caminho certo quando busca mais orientar do que punir. O órgão fiscalizador não pode ser visto mais como inimigo”, disse o pároco.

Leia Também:  Conselheiro Guilherme Antonio Maluf é nomeado membro da 1ª Câmara de Julgamentos

Para o pastor Joci Soares, a atuação pedagógica do TCE só foi alcançada após momentos de queda e ” após passarem por situações difíceis chegou-se ao momento de redenção e de valorizar as ações positivas e promover a orientação para que se tenha mais acertos do que erros”, disse. O pastor comentou que é preciso fazer tudo pela glória de Deus, “cumprindo suas obrigações como se fossem um culto a Deus”. Enfatizou.


O que nos diferencia dos robôs no trabalho é o espírito que permite acertarmos com coerência, justiça e isonomia. Aqueles que tem fé num mundo melhor agem sempre pelo bem de todos, com respeito e compaixão. Por isso vejo que o TCE-MT está no caminho certo quando busca mais orientar do que punir. O órgão fiscalizador não pode ser visto mais como inimigo”
Giulio Boff, arcebispo da Paróquia São Gonçalo

O pastor Joci Soares também celebrou o culto ecumênico na recepção do TCE-MT

O presidente do Tribunal de Contas agradeceu a participação de todos e reafirmou a necessidade da presença de Deus nos relacionamentos de trabalho, garantindo harmonia e dedicação. “O que se vê hoje na humanidade é um distanciamento de Deus. Mato Grosso é um dos estados onde acorrem mais suicídios e de casos de depressão. Isso se dá muito pela falta de Deus na vida das pessoas por isso peço a todos que façam o trabalho, corram atrás das metas mas sempre com amor a Deus que seguramente vamos produzir mais com alegria”, finalizou.

Leia Também:  Pauta da sessão plenária do TCE desta terça-feira (10/9) conta com 60 processos

A conselheira interina Jaqueline Jacobsen parabenizou o conselheiro Guilherme Maluf pela realização do Culto Ecumênico trazendo a palavra de Deus como marco da nova gestão. “Fazer as coisas sempre pela glória de Deus é um grande passo a realização do Controle Externo e de toda a sociedade”, finalizou.

Fonte: TCE MT
Continue lendo

TCE MT

Tapurah renova participação no PDI

Publicado

 ADESÃO AO PDI
 Prefeito de Tapurah, Irado Ebertz, Volmir Manhabosco, a secretária da SAI, Cassyra Vuolo e assessores da Prefeitura Municipal de Tapurah

O prefeito municipal de Tapurah, Irado Ebertz, foi o primeiro do ano a renovar junto ao Tribunal de Contas de Mato Grosso, o Termo de Adesão ao Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI desenvolvido pelo TCE-MT desde 2012. O município participa do programa desde 2015 e nos últimos anos tem apresentado bons resultados na execução das metas previstas no Planejamento Estratégico como também em ações que potencializam a gestão de políticas públicas como educação e saúde. Atualmente participam do PDI 23 municípios mato-grossenses.


Os conselhos municipais de políticas públicas em Mato Grosso: mapeamento, desempenho e perspectivas

Este livro traz o diagnóstico da atuação dos Conselhos Municipais de Políticas Públicas, realizado em parceria com TCE-MT e a Universidade Federal de Mato Grosso. A pesquisa, aplicada aos conselheiros de políticas públicas dos 40 maiores municípios mato-grossenses.

ACESSE O LIVRO VIRTUAL

O PDI foi instituído pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso com o objetivo de contribuir com a gestão pública, melhorando a prestação de serviços, com um modelo de administração orientada para os resultados à sociedade. O foco do programa é o desenvolvimento integrado e permanente do TCE-MT e de todas as instituições públicas fiscalizadas, a partir da transferência de conhecimento, tecnologias e boas práticas de gestão.

Nos últimos quatro anos, Tapurah vem apresentando excelente resultados mantendo-se todos os anos com desempenho estratégico sempre acima de 70% das metas alcançadas. Segundo avaliação técnica da equipe do PDI no TCE-MT o PDI forneceu a administração municipal de Tapurah um planejamento estratégico das ações, aumentado a eficiência operacional em todas as áreas. No ano passado o município alcançou o segundo lugar em gestão de frotas do Estado, gerando economia de 14,93% nos gastos com pneus, diminuição do consumo de combustíveis em 5.263 litros em média por mês, aumento na eficiência da frota com o aprimoramento nos processos de manutenção preventiva e corretiva.

Leia Também:  Pleno do Tribunal de Contas se reúne na terça-feira, 03, para julgar 44 processos
Equipe do PDI prepara ciclo de visitas aos municípios adesos ao programa institucional

Outro ponto em destaque foi a diminuição de 40, 62% no consumo de material de expediente, com a implantação dos processos digitais, planejamento das compras e unificação do estoque no almoxarifado central. Na área de Educação, foi criada a avaliação diagnóstica nas escolas atingindo 100% dos estudantes, elevando de 52,30% para 78,85% em portuquês e de 52,80% para 84,21% em matematica os percentuais de alunos com aprendizado adequado. Ainda na Educação, houve a economia de 10% nos custos da merenda escolar mesmo com a inclusão do café da manha.

Conforme Volmir, “Tapurah é uma cidade em constante crescimento. Acompanhamos mensalmente as metas e objetivos de casa secretaria, proporcionando segurança na execução dos projetos e um melhor desempenho”.

Tapurah é uma cidade em constante crescimento. Acompanhamos mensalmente as metas e objetivos de casa secretaria, proporcionando segurança na execução dos projetos e um melhor desempenho”
_____
VOLMIR MANHABOSCO, Assessor da SAI/TCE-MT

Estes resultados fortalecem o compromisso de administrarmos a nossa cidade pautada na ética e na transparência. Com o PDI podemos observar muitos avanços, no embelezamento da cidade, asfalto, na educação, saúde”
_____
IRALDO EBERTZ, Prefeito do município de Tapurah

Para o Prefeito Iraldo Ebertz, os Resultados obtidos em 2018 refletem a boa situação que se encontra a administração Pública de Tapurah. “Estes resultados fortalecem o compromisso de administrarmos a nossa cidade pautada na ética e na transparência. Com o PDI podemos observar muitos avanços, no embelezamento da cidade, asfalto, na educação, saúde”, finalizou o prefeito.

Leia Também:  TCEstudantil recebe alunos da Escola Estadual “Irmãos do Caminho”

Os municípios que participam do PDI recebem gratuitamente do TCE- MT vários produtos e sistemas tais como o Diário Oficial de Contas, Plenário Virtual, do Protocolo Virtual, do Portal de Serviços, dos sistemas GPE Cidadão, GeoObras, Radar de Controle Público entre outros. Todas as atividades do PDI são executadas pela Secretaria de Apoio às Unidades Gestoras – SAUG.

São adesos ao PDI os seguintes municípios: Alta Floresta, Sinop, Água Boa, Querência, Cáceres, Diamantino, Cuiabá, Campo Verde, Várzea Grande, Confresa, São Félix do Araguaia, Tangará da Serra, Nortelândia, Tapurah, Lucas do Rio Verde, Sapezal, Primavera do Leste, Juscimeira, Jaciara, São José dos Quatro Marcos, Juína, Itiquira e Rondonópolis.

Fonte: TCE MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana