conecte-se conosco


TCE MT

Alunos de computação da UFMT e da UFR fazem visita técnica ao TCE

Publicado

 VISITA TÉCNICA
 Acadêmicos do curso de Tecnologia da Computação e Sistemas de Informação da UFMT foram recebidos pelo secretário de T.I, Gilson Gregorio

Alunos dos cursos de Tecnologia da Computação e Sistemas de Informação da Universidade Federal de Mato Grosso, campi de Cuiabá e Várzea Grande, e da Universidade Federal de Rondonópolis, participaram da segunda visita técnica à Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT).

A visita técnica atende ao convênio firmado entre o TCE-MT, a Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT e sua Fundação de Apoio e Desenvolvimento – Uniselva. O grupo, formado por cerca de 60 alunos do sétimo e oitavo semestres e professores dos três campi universitários, foi recebido pelo secretário geral da STI, Gilson Gregório.

Durante as palestras, os universitários receberam informações sobre diversos produtos desenvolvidos pela STI, suas áreas de atuação e as tecnologias empregadas nas atividades do Tribunal. Também puderam conhecer a infraestrutura disponível, os projetos de desenvolvimento de sistemas, como se processa o atendimento aos usuários, a gestão de informações, a governança de TI do TCE-MT, considerado no país como uma referência em qualidade e avanços na área de automação de processos.

O objetivo das visitas técnicas é proporcionar aos alunos que estão na reta final dos seus estudos contato direito com a aplicação prática em uma grande instituição dos recursos da TI e das Ciências da Computação.
Para o estudante Caio Meirelles, a visita técnica à STI/TCE-MT foi uma oportunidade para ver de que forma as teorias aprendidas em sala de aula são aplicadas na realidade em uma instituição pública como o Tribunal. “Aqui a gente pode ter uma visão mais concreta de como nossos conhecimentos científicos serão úteis no dia a dia, em quais áreas de atividade da TI poderemos aplicar nossas habilidades. Foi muito interessante e enriquecedor”, afirmou o universitário.

Leia Também:  Sem crédito constituído, processo de preterição em pagamento é arquivado
              Caio Meirelles, aluno da UFMT

Aqui a gente pode ter uma visão mais concreta de como nossos conhecimentos científicos serão úteis no dia a dia, em quais áreas de atividade da TI poderemos aplicar nossas habilidades. Foi muito interessante e enriquecedor”

Já Daniel Lira Carvalho, aluno da Universidade Federal de Rondonópolis, conhecer a STI/TCE-MT foi importante para que os estudantes pudessem ampliar sua janela de oportunidades para desenvolvimento profissional. “A gente chega ao fim do curso ainda meio perdido sobre como atuar no mercado. Esta visita técnica é interessante porque, em contato com o pessoal mais experiente da área, a gente percebe que há muitas alternativas e oportunidades para nossa profissão, que há muitas áreas além da programação e desenvolvimento de softwares, redes e sistemas computacionais. Gostei muito do que vi e aprendi muito também”, sintetizou o jovem.

              Daniel Lira Carvalho, aluno da UFR

A gente chega ao fim do curso ainda meio perdido sobre como atuar no mercado. Esta visita técnica é interessante porque, em contato com o pessoal mais experiente da área, a gente percebe que há muitas alternativas e oportunidades para nossa profissão

A professora Vanice Canuto Cunha, do Instituto de Computação da UFMT, campus de Cuiabá, destacou que o convênio TCE/UFMT-Uniselva é um instrumento fundamental na complementação da formação acadêmica para os alunos de TI. As visitas técnicas e os estágios proporcionados pelo convênio enriquecem o currículo e abrem novas perspectivas sobre o caminho a seguir após a conclusão do curso.

 Professora Mara Andrea Dota, da Universidade Federal de Rondonópolis

Segundo a também professora Mara Andrea Dota, da UFR, a visita técnica dos alunos de Sistema de Informação ao TCE-MT tem muitos aspectos positivos, principalmente por acrescentar a experiência da troca de conhecimentos por meio da vivência prática daquilo que eles veem nas salas de aula e laboratórios. “Em Rondonópolis não temos grandes instituições que utilizam tão fortemente recursos de computação e gestão de informação em suas atividades. Já o TCE tem a TI como um dos alicerces de suas atividades fins e de gestão. Aqui, nossos alunos podem aprender muito com o know-how da equipe da STI. É muito interessante tudo o que vem sendo desenvolvido pela instituição e esta troca é estimulante para nós, professores e alunos”, disse.

O convênio vem proporcionando ganhos mútuos para as instituições envolvidas, pois melhora o ensino superior, as relações com a sociedade, reforça a pesquisa e a extensão e repassa ao TCE-MT conhecimentos científicos, know-how e qualidade em todas as áreas de sua abrangência.

Fonte: TCE MT
Leia Também:  Mantida multa de 30 UPFs a ex-secretário de Planejamento de Poconé
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

TCE MT

Resultados de projeto da UFMT sobre o TCE será apresentado na Áustria

Publicado

Os resultados do projeto “Aperfeiçoamento do Controle Interno do TCE-MT e MPC-MT (Ministério Público de Contas), por meio de Processos de Educação Mediada por Tecnologias da Informação e Comunicação e Métodos Inovadores em Gestão Pública”, da Universidade Federal de Mato Grosso e  Fundação Uniselva, serão apresentados na 8ª Conferência Internacional sobre Governo Eletrônico e a Perspectiva dos Sistemas de Informação – Egovis 2019. O evento será realizado entre os dias 26 e 29 de agosto deste ano na cidade de Linz, na Áustria.

Os professores Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva, e Paulo Augusto Ramalho de Souza, da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC), farão a apresentação dos resultados do trabalho realizado com o Tribunal de Contas de Mato Grosso desde o final de agosto de 2017.

Os resultados do projeto foram a base para a elaboração do artigo científico “Indicators of Municipal Public Management: Study of multiple Performance Measurement Systems” (Indicadores da Gestão Pública Municipal: estudo de múltiplos Sistemas de Medição de Desempenho, em tradução livre), que também será apresentado na Egovis 2019.

Leia Também:  Sem crédito constituído, processo de preterição em pagamento é arquivado
Professore Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da
UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva.

O projeto da Uniselva com o TCE-MT desenvolve atividades referentes ao Projeto 1 do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI, que trata de medir o desempenho das ações dos municípios em relação aos Planejamentos Estratégicos. A pesquisa faz uma análise dos planos estratégicos desenvolvidos pelos municípios que aderiram ao PDI, por meio de um estudo qualitativo e quantitativo dos 498 indicadores circunscritos ao Sistema de Monitoramento de Indicadores.

Para isso, os autores desenvolveram um arcabouço metodológico para a análise dos indicadores utilizados na avaliação, monitoramento e controle do planejamento estratégico dos municípios. Realizaram uma pesquisa bibliográfica sobre gestão pública e, em seguida, desenvolveram um arcabouço técnico conceitual, que permitiu a exploração dos 1.094 indicadores presentes no Sistema de Monitoramento para alcançar uma padronização de 498 indicadores que foram, posteriormente, utilizados nas análises. Por fim, foi proposto um conjunto de indicadores padronizados para a gestão municipal.

Leia Também:  TCE manda suspender pagamento de imóvel locado para Secretaria dos 300 anos

O trabalho ainda tem como autores: Marcus Wilian Pedrotti de Oliveira, Renato Neder, Alexandre Martins dos Anjos e Débora Pedrotti Mansilla, da UFMT, e Naíse Godoy de Campos Silva Freire, José Marcelo de Almeida Peres e Cassyra Vuolo, do TCE-MT.

Os autores voltaram-se para o Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI), instituído em 2012 pelo TCE-MT com o objetivo de contribuir para a melhoria da eficiência dos serviços públicos, fomentando a adoção de um modelo de administração pública orientada para os resultados para a sociedade. O programa é constituído por seis projetos e contou com a adesão de 24 dos 141 municípios mato-grossenses.

O tema da Egovis 2019 é “Inovação Tecnológica para Democracia, Governo e Governança”. É organizada pela DEXA Society e, a cada ano, reúne especialistas de universidades, da administração pública e da indústria para discutir sistemas de informação e de governo eletrônico a partir de diferentes perspectivas e disciplinas.

Fonte: TCE MT
Continue lendo

TCE MT

Projeto com TCE-MT leva UFMT e Uniselva para conferência na Áustria

Publicado

O projeto “Aperfeiçoamento do Controle Interno do TCE-MT e MPC-MT (Ministério Público de Contas), por meio de Processos de Educação Mediada por Tecnologias da Informação e Comunicação e Métodos Inovadores em Gestão Pública”, levou a Universidade Federal de Mato Grosso e a Fundação Uniselva a participarem da 8ª Conferência Internacional sobre Governo Eletrônico e a Perspectiva dos Sistemas de Informação – Egovis 2019. O evento será realizado entre os dias 26 e 29 de agosto deste ano na cidade de Linz, na Áustria.

Os professores Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva, e Paulo Augusto Ramalho de Souza, da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC), farão a apresentação dos resultados do trabalho realizado com o Tribunal de Contas de Mato Grosso desde o final de agosto de 2017.

Os resultados do projeto resultaram no artigo científico “Indicators of Municipal Public Management: Study of multiple Performance Measurement Systems” (Indicadores da Gestão Pública Municipal: estudo de múltiplos Sistemas de Medição de Desempenho, em tradução livre), que também será apresentado na Egovis 2019.

Leia Também:  Produtor não presta contas e fica inadimplente junto à SEC e ao Fundo de Cultura
Professore Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da
UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva.

O projeto da Uniselva com o TCE-MT desenvolve atividades referentes ao Projeto 1 do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI, que trata de medir o desempenho das ações dos municípios em relação aos Planejamentos Estratégicos. A pesquisa faz uma análise dos planos estratégicos desenvolvidos pelos municípios que aderiram ao PDI, por meio de um estudo qualitativo e quantitativo dos 498 indicadores circunscritos ao Sistema de Monitoramento de Indicadores.

Para isso, os autores desenvolveram um arcabouço metodológico para a análise dos indicadores utilizados na avaliação, monitoramento e controle do planejamento estratégico dos municípios. Realizaram uma pesquisa bibliográfica sobre gestão pública e, em seguida, desenvolveram um arcabouço técnico conceitual, que permitiu a exploração dos 1.094 indicadores presentes no Sistema de Monitoramento para alcançar uma padronização de 498 indicadores que foram, posteriormente, utilizados nas análises. Por fim, foi proposto um conjunto de indicadores padronizados para a gestão municipal.

Leia Também:  Despesa sem comprovação de serviço em Rondolândia será apurada

O trabalho ainda tem como autores: Marcus Wilian Pedrotti de Oliveira, Renato Neder, Alexandre Martins dos Anjos e Débora Pedrotti Mansilla, da UFMT, e Naíse Godoy de Campos Silva Freire, José Marcelo de Almeida Peres e Cassyra Vuolo, do TCE-MT.

Os autores voltaram-se para o Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI), instituído em 2012 pelo TCE-MT com o objetivo de contribuir para a melhoria da eficiência dos serviços públicos, fomentando a adoção de um modelo de administração pública orientada para os resultados para a sociedade. O programa é constituído por seis projetos e contou com a adesão de 24 dos 141 municípios mato-grossenses.

O tema da Egovis 2019 é “Inovação Tecnológica para Democracia, Governo e Governança”. É organizada pela DEXA Society e, a cada ano, reúne especialistas de universidades, da administração pública e da indústria para discutir sistemas de informação e de governo eletrônico a partir de diferentes perspectivas e disciplinas.

Fonte: TCE MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana