conecte-se conosco


Várzea Grande

Alunos concluem cursos e expõem produtos criados com carne suína

Publicado


Com o certificado de conclusão do curso de Embutidos e Defumados de Carne Suína em mãos, a dona de casa Cristiane Aparecida de Campos, disse que vai empreender no setor e que os moradores da região do São Mateus, ainda irão comer vários produtos produzidos por ela. “Não tinha noção da quantidade de artigos criados a partir da carne suína e do valor que cada produto representa no mercado comercial. Estou muito feliz com essa capacitação e tenho certeza que vai mudar a minha vida”.

A motivação de Cristine Campos é compartilhada por todos os alunos que participaram – durante toda a semana – do Curso de Embutidos e Defumados de Carne Suína, resultado da parceria de serviços entre a Prefeitura Municipal de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Assistência Social, do Sindicato Patronal Rural de Nossa Senhora do Livramento e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT).

“Além de aprender como produzir a matéria prima e beneficiá-la, o curso também abre perspectivas para que o aluno possa aumentar a renda familiar, produzindo e vendendo os produtos, bem como se inserindo no mercado de trabalho. Essa parceria com o Senar é de uma importância inquestionável porque proporciona essa oportunidade de capacitação e dignidade, principalmente, para mulheres chefes de família”, destacou a secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira.

A gestora garantiu que essas ações irão continuar, com mais cursos de capacitação e com a abrangência em vários bairros de Várzea Grande. “O prefeito Kalil Baracat e a primeira-dama Kika Dorilêo tem essa preocupação, a de levar conhecimento e oportunidades de melhoria de vida, àquelas famílias que verdadeiramente necessitam, e nada melhor que as preparar para o mercado de trabalho, que é também uma forma de contribuir para a geração de emprego e renda e com mão de obra capacitada”.

Presente na solenidade, o secretário de Governo, Benedito Gonçalo de Figueiredo, disse que depois de uma pandemia a vida está voltando ao novo normal, e com todos os protocolos de segurança, os cursos profissionalizantes estão aos poucos sendo retomados, e isso graças ao envolvimento e toda a gestão municipal. “Agradeço a parceria com o Senar e o Sindicato Rural de Nossa Senhora do Livramento, pela disposição em ajudar, em especial, essa comunidade, a buscar alternativas de renda para melhorar a sua vida.  Essa parceria de serviços é importante e precisamos aprofundar”.

O instrutor de curso do Senar, Bruno Castro disse que o objetivo é proporcionar a essas pessoas a oportunidade de aprenderem a agregar o valor ao produto, uma vez que da carne suína pode ser fabricado diversos itens. “Durante toda a semana os alunos aprenderam a produzir linguiças, salames, bacon entre outros produtos, e posso garantir que todos estão capacitados. Além do curso de Embutidos e Defumados de Carne Suína, o Senar tem mais de 200 cursos à disposição dos municípios. Espero que essa parceria com a Secretaria de Assistência Social continue e que possamos estar juntos outra vez”.

O vereador Emerson Cezar de Campos Magalhães, disse que acompanha o serviço realizado pelo Senar em todo o Estado de Mato Grosso, e agora está ampliando cursos de capacitação no município de Várzea Grande. “Espero que essa parceria se fortaleça e que mais pessoas possam ter essa oportunidade de aprender e se empreender. A Câmara Municipal é também parceira desta ação. Todos os vereadores estamos juntos com o prefeito Kalil Baracat, ajudando o secretariado e estamos trabalhando todos juntos e unidos em prol da nossa população, para que a nossa cidade tenha emprego e oportunidade para todos”.

MAIS OPORTUNIDADE: O presidente do Sindicato Patronal Rural de Nossa Senhora do Livramento, Benedito Almeida, disse que vários cursos estão em andamento no município, e que a parceria de serviço será ampliada no próximo ano. “Para 2022, a nossa meta é realizar 280 cursos, que irão beneficiar cerca de 2.800 pessoas. E essa projeção pode aumentar ainda mais, uma vez que a economia está se recuperando e que está havendo a abertura de novas empresas, o que vai aumentar a contratação de mão-de-obra especializada. Aqueles que estiverem mais preparados, terão maior oportunidade”, concluiu Benedito de Almeida.

ENTIDADE: O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar –  atende, gratuitamente, milhares de brasileiros do meio rural, todos os anos, contribuindo para sua profissionalização, sua integração na sociedade, melhoria da sua qualidade de vida e para o pleno exercício da cidadania.

Criado pela Lei nº 8.315, de 23/12/91, é uma entidade de direito privado, paraestatal, mantida pela classe patronal rural, vinculada à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA e administrada por um Conselho Deliberativo tripartite. Integrante do chamado Sistema S, tem como função cumprir a missão estabelecida pelo seu Conselho Deliberativo, composto por representantes do governo federal e das classes trabalhadora e patronal rural. As 27 administrações regionais promovem cursos e capacitações para desenvolver competência profissionais e sociais em aproximadamente 300 profissões do meio rural.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Bazar do Bem desperta solidariedade na ajuda ao Lar dos Idosos “São Vicente de Paulo”

Publicado


Centenas de pessoas foram conferir – neste primeiro dia de ação – o Bazar do Bem idealizado pela primeira-dama de Várzea Grande, Promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, por meio do Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras – GAAT, cuja renda será revertida para o Lar “São Vicente de Paulo” que abriga 66 idosos. Esta ação foi abraçada por empresários, políticos, classe empresarial e sociedade em geral, que fizeram suas doações, contribuindo para essa corrente do bem.

A causa humanitária superou as expectativas da primeira-dama, que viu a participação da sociedade em atender ao chamado em prol da instituição mantida pelos Vicentinos, movimento católico de leigos que se dedica, sob o influxo da justiça e da caridade.

A primeira-dama, Kika Dorilêo disse que esse evento foi uma grata surpresa porque a sociedade varzeagrandense aderiu a esse projeto e abraçou essa causa. “Quando divulgamos a primeira etapa do bazar que era para a doação e arrecadação dos itens, na primeira semana recebemos mais de mil peças, e isso me mostrou que a população tem um coração generoso, e que quando é para apoiar uma instituição que tem credibilidade, e que há anos funciona e muito bem, a sociedade responde prontamente. Fechamos ontem com mais de 6 mil peças e só temos que agradecer”.

O prefeito Kalil Baracat elogiou o envolvimento da primeira-dama nesta primeira ação realizada pelo Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras. “Um evento desse reveste de uma grande importância na cidade de Várzea Grande, aonde a gente aproxima da sociedade e o benefício disso é voltado ao social, a exemplo do lar dos vicentinos, que presta um serviço relevante no cuidado dos idosos. A Kika além de ser uma excelente servidora pública, tem esse olhar carinhoso e todo especial as causas sociais, até pela profissão que exerce, que sempre foi trabalhar pelo coletivo. Por tudo isso, esse evento é um sucesso”.

O diretor do Lar dos Idosos, João Cacin disse que vê com louvou a iniciativa da primeira-dama em escolher a instituição para receber essa doação através desse bazar. “Que eventos como esse possa sempre acontecer em prol dos idosos, para que possamos dar continuidade ao nosso trabalho e o melhor para aqueles que lá residem”.

Elizangela Ribeiro, esposa do presidente da Câmara Municipal, Fábio Tardin, prestigiou o evento e disse que o local surpreendeu pela qualidade das roupas e da quantidade de produtos e a preços acessíveis. “A primeira-dama está de parabéns pela iniciativa e esse olhar especial ao lar dos idosos”.

A vereadora Gisele Barros também foi conferir as peças expostas no bazar e disse que gostou muito do que encontrou no local. “Um evento esperado por todos e com recorde de público. Viemos participar, trazer o nosso apoio e contribuir com essa causa social. A primeira-dama esta de parabéns pela realização desse evento” completou.

CONCEITO: O produtor de moda, Edson Guilherme disse que o bazar no mundo é um conceito de moda super moderno, são peças conceituais e de grifes. “Hoje em dia as pessoas do mundo inteiro estão fazendo uma segunda proposta de moda, porque se você tiver muito dinheiro você compras marcas bacana e que você pode encontrar num bazar, além de um mix de produtos aonde o cliente vai adquirir, pagando preço justo. A moda hoje é você ter muito mais criatividade do que muitas peças no seu guarda roupa”, avaliou.

Quanto à iniciativa da primeira-dama, Edson Guilherme disse que ela vai finalizar o ano de 2021 em grande estilo. “Tudo que faz bem para nós faz bem para as pessoas. A Kika Dorilêo acertou em cheio com essa iniciativa. O final do ano é sempre uma época em que em todo mundo esta comprando, e se for por uma causa social, melhor ainda. Eu acredito que esse bazar vai ser uma agenda anual da primeira-dama, e antes mesmo da abertura do evento já estava sendo um sucesso”.

Durante o evento foi realizado um desfile de modas com as peças disponíveis no bazar.  As modelos apresentaram várias propostas que chamaram a atenção do público presente.                                                                                                                                                                                       

Continue lendo

Várzea Grande

Iniciativa ganha importância em VG e se torna opção de geração de renda e fomento ao empreendedorismo

Publicado


Mais do que fortalecer a agricultura familiar de Várzea Grande, a feira promovida pela prefeitura municipal, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, está criando um mercado cativo de consumo e estimulando o empreendedorismo entre pequenos produtores rurais e microempreendores. A ‘Feirinha’ como é conhecida, está sendo realizada todas as quartas-feiras, das 8h às 17h, no Paço Municipal. No mix de produtos estão frutas, verduras e hortifrutis produzidos e colhidos pelos próprios produtores, que ofertam produtos frescos e sem intermediários.

Além do colorido típico da feira promovido pelas frutas e verduras, o espaço abre oportunidade para a comercialização de produtos artesanais, em parceria com a Casa de Artes, e ainda para produção caseira de bolos, pães, biscoitos, doces e chocolates. A feirinha está promovendo o empreendedorismo e estimulando os participantes a ampliar sua gama de produtos por meio de novos conhecimentos e investimentos.

Como destaca a primeira-dama de Várzea Grande, a Promotora de Justiça, Kika Dorileo Baracat, nesse momento em que os alimentos ficam mais caros a cada ida ao supermercado, a feira surge como uma importante aliada do orçamento doméstico ao trazer para perto do consumidor opções com qualidade e preços mais acessíveis, direto de quem produz. “Para além desse ganho, há outro impacto positivo nessa concepção de negócios. Vemos muitas mulheres comercializando seus produtos artesanais, mostrando a força do empreendedorismo feminino e como ele pode melhorar a vida das famílias”.

Estudo do Sebrae/MT aponta que 30% dos pequemos negócios criados no Estado são abertos por mulheres.

A concepção da primeira-dama se confirma na história de Neide Nantes, do bairro Centro-Sul, que deixou a corretagem e a representação comercial para se dedicar somente à produção de biscoitos e doces artesanais. “Nesse pouco tempo que passei a integrar a feira, aumentei a clientela, estou com bastante encomenda e a minha projeção financeira de vendas aqui foi superada”. Além de despertar o empreendedorismo, Neide diz com orgulho que foi em busca de conhecimento e criou uma exclusividade: o casadinho de banana.

A ‘Feirinha’ será realizada até a última quarta-feira antes do Natal, ou seja, até o dia 22 de dezembro, quando dá uma pausa em razão das festividades de final de ano e retoma na segunda quarta-feira de janeiro de 2022.

QUALIDADE – Como explica o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Célio Santos, todos os produtos comercializados na Feira da Agricultura Familiar de Várzea Grande são cultivados com uso mínimo de defensivos agrícolas e oriundos diretamente das comunidades rurais de Várzea Grande que integram a cooperativa de comercialização, a Coopeveg.

“No local temos à disposição frutas, legumes, raízes e folheosas orgânicas, 100% naturais colhidas e transportadas de maneira adequada por nossa equipe técnica. A ação tem a meta de estimular o protagonismo desses produtores em seus negócios, oferecendo à população segurança alimentar e nutricional”.

A promoção da ‘Feirinha’ é apenas uma ação, entre várias realizadas pela Pasta para o fortalecimento de políticas públicas voltadas à comercialização, fomento e incentivo à agricultura familiar e à economia solidária dos pequenos produtores domiciliados nas áreas rurais de Várzea Grande e Baixada Cuiabana.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana