conecte-se conosco


AMM

Alterada data e hora da audiência sobre a Ferrovia Integração do Centro-Oeste (Fico)

Publicado

O deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, requerente da audiência pública para debater as obras de infraestrutura das rodovias federais e estaduais do trecho de 383 Km da Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico), comunica que a data e horário da audiência sofreu alteração e será realizada no dia 14 de junho (sexta-feira) às 16 horas (horário de Brasília), na Universidade Aberta de Água Boa (UAB), Rua 01, nº 2301, bairro Tropical.

A audiência conta com a organização da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), apoio do Senado Federal, por meio do senador Wellington Fagundes, com a presença confirmada do ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes, governador do estado Mauro Mendes (DEM), deputados estaduais e federais, Tribunal de Contas da União, DNIT, Valec, prefeitos e vereadores da região do Araguaia e de Goiás, sindicatos rurais, dentre outros.

De acordo com o deputado Nininho, a audiência foi requerida pelo prefeito de Água Boa, Mauro Rosa (PSD) -o Maurão, e pela câmara de vereadores por intermédio do presidente, Luís Cesar de Lara (PR), o Cesinha.

 

Leia Também:  Conquista: Comitê da Dívida Previdenciária é criado com representantes dos municípios

Fonte: AMM
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

AMM

Projeto institui ginástica laboral em todos os órgãos públicos

Publicado

União, estados, Distrito Federal e municípios deverão implantar, nos três Poderes, atividades de ginástica laboral diária para servidores, funcionários terceirizados e estagiários. É o que estabelece projeto do senador Nelsinho Trad (PSD-MS) que tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), onde aguarda designação do relator.

A ginástica laboral prevista no PL 3.273/2019 terá uma duração mínima de quinze minutos por dia e será desenvolvida por profissionais de educação física; em caso de trabalho a distância, os funcionários reverão receber orientações de atividades pela internet. A adesão aos programas de ginástica é facultativa e os trabalhadores que não optarem não sofrerão qualquer espécie de sanção.

Ao justificar sua proposição, Nelsinho Trad chama atenção para o “crescimento exponencial” das doenças profissionais, com destaque para a lesão por esforço repetitivo (LER) e os distúrbios osteomoleculares relacionados ao trabalho (Dort), situação que o parlamentar associa à incorporação de novas tecnologias e estratégias gerenciais. Ele sublinhou que a ginástica laboral ajuda a prevenir e tratar inúmeras enfermidades ocupacionais e “promover a manutenção do equilíbrio físico e mental do trabalhador”.

Leia Também:  MP da Liberdade Econômica: CNM orienta municípios com nota técnica

“Com o sistema osteomuscular fortalecido, o colaborador tende a manter uma postura adequada, evita as lesões por esforços repetitivos e ainda adquire mais equilíbrio e preparo físico. Além disso, a ginástica laboral previne o sedentarismo e aumenta a consciência corporal, pois melhora a flexibilidade, a coordenação e a resistência física nos seus praticantes”, justifica o senador.

Nelsinho acrescenta que a ginástica laboral aumentará a qualidade de vida no serviço público e reduzirá os índices de afastamento do trabalho por motivo de doença. Depois de apreciado pela CAS, o projeto seguirá para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), cuja decisão é terminativa: se aprovado na CCJ e não houver recurso para análise da decisão pelo Plenário, o texto poderá seguir diretamente para a Câmara dos Deputados.

Fonte: AMM
Continue lendo

AMM

Mato Grosso está entre os estados que terão mais investimentos do governo federal

Publicado

Mato Grosso está entre os estados do país que mais receberão investimentos do governo federal na área de infraestrutura, contemplando ampliação da malha ferroviária e melhorias em rodovias. A afirmação partiu do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que, ao lado do governador do Estado, Mauro Mendes, visitou o Terminal Ferroviário de Cargas, em Rondonópolis (a 217 km de Cuiabá).

A vistoria, ocorrida na sexta-feira (14.06), contou com a presença do secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, além de parlamentares. “Mato Grosso é uma prioridade do presidente Jair Bolsonaro devido ao seu potencial. Temos investimentos direto no Estado e outros que beneficiarão de forma indireta”, garantiu o ministro.

A visita ao terminal ferroviário de Rondonópolis faz parte de uma extensa agenda do ministro em Mato Grosso, que incluiu também passagem pelas obras de duplicação da rodovia BR-364 e Travessia Urbana em Rondonópolis, e a participação nesta sexta-feira, no município Água Boa (a 740 km da capital), da audiência pública que vai discutir a construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) e obras de Infraestrutura em rodovias federais e estaduais no Estado.

Entre as ações para melhoria da infraestrutura e logística que vão garantir um avanço no processo de escoamento de grãos do Estado, o ministro afirmou que o governo federal trabalha para assinar, ainda este ano, o contrato para construção da Ferrovia Centro-Oeste, com previsão de início das obras já em 2020.

A Fico terá quase 400 quilômetros e deverá ligar Água Boa (MT) ao município de Campinorte, em Goiás.

Além da Fico, o ministro anunciou ainda para este ano a concessão da Ferrogrão, ferrovia que vai ligar a cidade de Sinop, no norte de Mato Grosso, a Miritituba, no Pará. A Ferrogrão e a Fico estão entre os mais importantes projetos ferroviários para o escoamento de commodities do Brasil.

Rodovias

Em relação a rodovias federais, o governo prometeu investimentos para pavimentação da BR-174, no Nortão de Mato Grosso, e o estudo de uma saída para concessão da BR-163. “A pavimentação da BR-163 no Pará também vai favorecer o escoamento de Mato Grosso. O planejamento da concessão da ferrovia de Sinop a Mirituba, também estamos pensando no Estado, além da construção das pontes na BR-158 em direção a Marabá (PA), não é diferente”, pontuou o ministro.

Tarcísio de Freitas complementou ainda que até o fim de junho o governo federal vai enviar ao Tribunal de Contas da União a prorrogação das concessões da empresa Vale e isso vai beneficiar indiretamente Mato Grosso. “As outorgas geradas por essas prorrogações vão ser investidas aqui no Estado e em Goiás”, garantiu ele.

O governador Mauro Mendes se disse muito satisfeito com o olhar que o ministro da Infraestrutura tem para Mato Grosso e para o potencial de desenvolvimento da região. “O ministro tem grande conhecimento dos problemas de infraestrutura do nosso Estado e é um importante interlocutor nesse sentido. Ele tem mostrado muita compreensão do que Mato Grosso pode contribuir para o crescimento da nação brasileira”, ponderou o governador.

Fonte: AMM
Leia Também:  Conquista: Comitê da Dívida Previdenciária é criado com representantes dos municípios
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana