conecte-se conosco


Política MT

ALMT realiza ação para cadastrar doadores de medula óssea

Publicado

Foto: DEMÓSTENES MILHOMEN

Para incentivar a doação de medula óssea a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio da supervisão de Qualidade de Vida (Qualivida), promove hoje (5) uma ação para realizar o cadastro de voluntários no banco de dados do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). A inciativa é uma parceria com o hemocentro do Estado de Mato Grosso que montou um posto de registro de dados e coletas de amostras. O atendimento, que começou às 9h, segue até às 16h, no ambulatório da Casa é aberto para servidores, familiares e visitantes da casa.

A iniciativa faz parte das atividades alusivas a Semana Estadual de Conscientização da Importância da Doação de Medula Óssea, instituída por meio da Lei 9.807/2012, para sensibilizar a população sobre o cadastro de doadores e visa conscientizar o público sobre a importância de se tornar voluntario na doação de medula. “O grande desafio do transplante de medula é compatibilidade, que acontece de 1 para 100 mil pessoas. Ou seja é muito difícil encontrar doador compatível. Por isso quanto mais gente cadastrada, maiores são  as chances de conseguir uma doação”, explica a responsável pelo banco de medulas ósseas em MT Adriana Penha Oliveira.

Leia Também:  Secretário impõe prêmio-saúde para si próprio e vereadores de oposição vão ao TCE

“Essas ações são importantes para captação de doadores voluntários conscientes de que a sua amostra pode salvar uma vida em qualquer lugar do mundo”, alerta. Adriana explica que é muito comum pessoas se cadastrarem quando acontecem casos próximos, mas quando são chamados para doar eles desistem por se tratarem de situações distantes. “Então é preciso saber que sua amostra pode ser a única esperança de alguém que espera na fila de transplante”, destaca.

“A campanha foi motivada pela necessidade da ALMT participar mais no projeto de ampliar o cadastro de doadores, pelo impacto que esse gesto  tem na vida de milhões de pessoas, em todo o mundo que aguardam na fila de transplante”, destaca o médico responsável pela Qualivida Dr. Arlan Azevedo. Ele explica realizar essa ação numa instituição de representação estadual que recebe milhares de visitantes contribui para difundir a importância desse ato simples e pouco indolor, para informar e incentivar a população a se voluntariar.

A artesã Katia Lysenko, ficou sabendo da campanha durante a visita a Casa e participou da atividade para fazer o registro no Redome. “Já faz um tempo que desejava me tornar doadora e a oportunidade acabou chegando até mim aqui. O que posso dizer é que é mais fácil do que imaginava e já me sinto realizando mais uma coisa boa”, comemorou.

Leia Também:  Assembleia Social entrega kits de crochê ao projeto “Crochetando Esperança”, que oferece trabalho a 10 detentos do CRC

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Tribunal de Justiça atende pedido do presidente da Câmara Municipal e volta a suspender investigação contra prefeito

Publicado

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro

A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), determinou a suspensão da decisão que havia obrigado a retomada dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). A decisão foi tomada nesta quarta-feira (16) e atende pedido formulado pelo presidente da Câmara Municipal, Misael Galvão (PSB).

A CPI foi criada em 2017, porém teve o seu trabalho suspenso alguns meses depois. Em agosto, por decisão do juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, os trabalhos foram retomados. Porém, Misael Galvão, recorreu da decisão, alegando que não foi respeitada a “observância do regimento interno” do Legislativo Municipal quando foi requerida a investigação contra o prefeito.

A desembargadora do TJMT, Helena Maria Bezerra Ramos

Ao atender o pedido de Misael, a desembargadora apontou os riscos que o cumprimento imediato da decisão do mandado de segurança atendido por Wladys Amaral poderia trazer à Câmara de Cuiabá, pois,  caso haja uma decisão barrando a CPI em definitivo, eventuais atos já praticados não poderão ser desfeitos. “Tendo em vista que a situação abarca a atuação dos Poderes Legislativo e Executivo Municipais e que a execução imediata da sentença pode trazer risco de dano grave ou de difícil reparação, restou demonstrado que a concessão do efeito suspensivo ao Apelo é medida que se impõe”, afirma a magistrada.

Leia Também:  Estado endurece regras para concessão de licença-prêmio; servidor não poderá acumular benefício

Após a decisão do juiz Wladys Roberto determinando a retomada da CPI, foram indicados como seus membros os vereadores de situação Toninho de Souza (PSDB) e sargento Joelson (PSC) como relator e membro da comissão, respectivamente. A presidência continuou com o vereador oposicionista Marcelo Bussiki (PSB).

Continue lendo

Política MT

TCE nega recurso e mantém multa a ex-secretário de Fazenda por rombo de R$ 36 milhões

Publicado


O ex-secretário Seneri Paludo, multado por irregularidades na Conta Única do Estado

O Tribunal de Contas de Mato Grosso manteve a punição do ex-secretário estadual de Fazenda, Seneri Kernbeis Paludo, multado em 6 UPFs por pagamentos feitos com recursos da Conta Única do Tesouro Estadual utilizando meios não eletrônicos, em desacordo com os princípios do interesse público e da isonomia. Isso porque foram negados Recursos Ordinários interpostos por Seneri Kernbeis Paludo, Wellington João Geraldes, Nelson Corrêa Viana e Cynthia Cândida Correa, mantendo-se inalterados os termos do Acórdão 96/2018-PC. A decisão, referente ao processo nº 21.472-8/2016 foi relatada pela conselheira interina Jaqueline Jacobsen na sessão plenária extraordinária do desta quarta-feira (16).

Na Auditoria de Conformidade (Processo nº 223719/2016) foram inspecionadas as movimentações financeiras ocorridas na Conta Única do Tesouro do Estado de Mato Grosso, bem como em outras 16 contas de arrecadação e 10 contas especiais no mês de setembro de 2016. Nessas contas, foram verificadas diferenças entre o saldo bancário e o saldo contábil na ordem de R$ 36.061.779,03.

Leia Também:  Governador se reúne com Fórum Sindical e apresenta agenda para pagamento de salários; RGA segue indefinido

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana