conecte-se conosco


Política MT

ALMT entrega 2,5 toneladas de alimentos, divididas para 9 entidades filantrópicas

Publicado

Foto: KAREN MALAGOLI / ALMT

Foto: KAREN MALAGOLI / ALMT

Foto: KAREN MALAGOLI / ALMT

A Assembleia Social (braço social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso) entregou nessa quarta-feira (11), 2,5 toneladas de alimentos não perecíveis, sendo 500 caixas de leite longa vida, distribuídos entre nove entidades filantrópicas de Cuiabá e região, conforme demanda. Os donativos repassados são arrecadados pelo ingresso social – acesso aos espetáculos do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros.

Foram atendidas as organizações não-governamentais (ong) Missão Emanuel e Autoestima, a Associação Paz e Bem, a Casa Irmã Dulce, o Projeto Aos Olhos do Pai, a Loja Maçônica Aprendizes de um Novo tempo, a Paróquia Franciscana, a Igreja Evangélica Filadélfia e a Escola Estadual Raio de Sol. Todas elas estão arrecadando alimentos para projetos voltados para o Natal.

A Associação Paz e Bem tem por objetivo arrecadar recursos por meio da reciclagem para aquisição e distribuição de cadeiras de rodas, com foco na consciência ambiental e no socorro a quem precisa. Em algumas ocasiões, como no Natal, promove ações diferenciadas. Neste mês de dezembro, está recolhendo alimentos para elaborar cestas básicas a 150 famílias. “Isso irá atender por alguns dias. Sabemos que não é algo duradouro, mas pelo menos permitirá uma boa ceia de Natal”, vislumbra o presidente da associação, Fábio Pacheco.

A voluntária da Casa Irmã Dulce, Maria Nascimento, também recebera frequentemente apoio da Assembleia Social para os projetos desenvolvidos pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (SUD), conhecida como igreja dos mórmons, e agradece a parceria. “Nós queremos agradecer à [antiga] Sala da Mulher, que vem nos ajudando a fazer voluntariado independentemente de religião. Ela nos ajuda a dar amor ao próximo”, conta, emocionada.

A diretora da Assembleia Social, que também gere o Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, enalteceu o trabalho dos voluntários e reforçou que o departamento da ALMT está para dar suporte às iniciativas das instituições solidárias. “Isto aqui é muito simbólico, mas é de coração. Queremos agradecer é um lindo trabalho desenvolvido por vocês e, claro, ao público generoso que vem ao nosso teatro e doa, através do ingresso social”, acolhe.

O secretário de Finanças da Assembleia Legislativa, Ricardo Adriane de Oliveira, esteve na singela cerimônia, representante a presidência da Casa de Leis e os demais deputados. Na oportunidade, Ricardo destaca o fortalecimento da Assembleia Social e garante mais ações como essa para 2020. “Quero também agradecer à Mesa Diretora, que não tem medido esforços para que a antiga Sala da Mulher se torne, de fato, Assembleia Social”, declara.

O braço social da ALMT já entregou, em 2019, em torno de 40 toneladas de alimentos e está se organizando para atender mais pedidos, ainda este ano, com foco nas ações natalinas.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Avalone lamenta desidratação tucana e critica ausência nas eleições a prefeito de Cuiabá, após nove disputas

Publicado

O deputado estadual Carlos Avalone (PSDB), presidente do partido em Mato Grosso, disse que ficou frustrado com o fato de os tucanos não terem uma candidatura própria na sucessão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), em Cuiabá. “Tentamos até o último momento. Não sendo possível, os vereadores entenderam que o caminho do PSDB era o prefeito Emanuel Pinheiro”, disse.

“Fico frustrado por não ter candidatura própria, não com o apoio ao Emanuel. A frustração é que o partido que fez seis prefeitos em Cuiabá, em nove candidaturas, não ter um prefeito para disputar, perde o protagonismo”, acrescentou.

“Mas isso não foi possível. Neste momento aqui o Diretório Municipal entendeu que o caminho correto é apoiar Emanuel Pinheiro, e a tendência é essa, é acompanhar essa decisão. Com certeza, quem trabalha partido fica triste não ter candidato em Cuiabá”, resumiu.

O presidente do PSDB de Mato Grosso descartou qualquer possibilidade de retaliação do deputado Wilson Santos, por conta de participar como marqueteiro da campanha do prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio. “O Diretório de Rondonópolis estava chateado porque o Wilson comunicou que iria trabalhar na questão do marketing. Começar uma nova função pensando no encerramento da carreira política, parece que ele quer disputar mais uma eleição”, disse.

Conforme Avalone, “o PSDB não teve candidatura própria em Rondonópolis. Esse assunto está superado. É muito importante a permanência do Wilson, é um deputado muito importante para nós”, declarou.

No caso da sucessão da prefeita Lucimar Campos (DEM), de Várzea Grande, Avalone adiantou que o partido vai apoiar a candidatura do ex-vereador Kalil Baracat, do MDB. “Nós vamos com o Kalil Baracat. O partido está unido, coeso com a candidatura dele. Teve apenas um problema com o Tião da Zaeli que queria apoiar o Flávio Vargas e decidiu deixar o partido”

Continue lendo

Política MT

Líder comunitária há 30 anos e técnica da Educação, candidata insiste no voto feminino para Câmara

Publicado

Uga com o candidato a vice-prefeitoe presidente do PV, José Roberto Stopa

DA REDAÇÃO

Dividindo suas expectativas e projetos como líder comunitária e técnica da Educação, a candidata a vereadora Uga Cruz, ou apenas Uga (PV) já foi aclamada candidata pela convenção do partido e já iniciou uma série de visitas e contatos a fim de convencer, principalmente, as mulheres sobre a importância da eleição de representantes femininas na Câmara Municipal no ano que vem.

-“Temos um grande potencial em ideias e projetos, somos a maior parte do eleitorado, entretanto temos um parlamento predominantemente masculino. Nada contra a eleições dos homens, mas precisamos tomar parte desse espaço”, observa ela.

Presidente do bairro Novo Colorado há três mandatos e com três décadas de militância comunitária, Uga crê em um trabalho consistente para ajudar as comunidades. “ É essa mensagem que estamos levando para as pessoas”, diz. Com apoio de  muitos colegas de profissão nas escolas e creches, além do apoio fechado da família e amigos dos bairros, ela quer romper uma barreira histórica de participação das mulheres na política.

-“Os homens, muitos deles, têm seu valor, mas precisamos de vozes femininas porque muitos temas são relacionados às mães, às vítimas de violência e às desigualdades, e, por isso, que trabalho para que haja mulheres eleitas, como eu, para que possamos cuidar dessa pautas com a sensibilidade que esses assuntos merecem”, finaliza.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana