conecte-se conosco


Opinião

ALFREDO DA MOTA MENEZES – Mudanças em Brasília e no Brasil

Publicado

Estão acontecendo coisas em Brasília que, se concretizadas, pode provocar uma revolução na politica e na economia nacional. A maneira de atuar de Bolsonaro provocou um distanciamento do Congresso com o Executivo. Fatos seguidos mostram isso.  O último foi a nomeação de um General para, em lugar da Casa Civil, ser o interlocutor com a classe politica.

O Congresso vem reagindo. Numa tramitação rápida, como exemplo, aprovou a emenda de bancada impositiva. Não precisam mais pedir essa liberação ao Executivo. Desde 2015 a emenda parlamentar individual já é impositiva.

Se fala, como outro exemplo, que o Congresso vai apresentar uma pauta econômica, independente do Executivo, no segundo semestre deste ano. Bolsonaro disse que não vai ser rainha da Inglaterra.

Será que o Congresso, depois de décadas de subordinação, tentaria se libertar do Executivo? O Congresso voltaria a ser o Congresso?  O Congresso brasileiro desde muito perdera sua principal função que é fiscalizar o Executivo. Este faz o que quer em troca de favores e migalhas do poder.

Esse exemplo negativo de Brasília se espalhou pelos estados. Depois de se formar a base de apoio ao governador a tal bancada deixa o barco correr para onde quer o Executivo. O mesmo se pode dizer para a relação entre Câmara de Vereadores e prefeitos pelo Brasil afora. Emendas, nomeações e otras cositas distorceu a democracia representativa.

Nomeação para cargos, liberar emendas parlamentares e formação da tal bancada de apoio está, no momento, caminhando para uma alteração? Tem algo vindo de Brasília e se espera que seja verdadeiro e se espalhe pelo Brasil inteiro.

Tem mais coisas ainda. Já foi aprovada a Reforma Trabalhista, a da Previdência sairá em julho e a Tributária também este ano. E ainda a votação para a independência do Banco Central.

Mais um dado. Na eleição de 2020 para vereadores e culminando com a de deputados em 2022 não haverá mais coligações. Partidos sozinhos terão dificuldades para eleger deputados. Associado à cláusula de barreira, cerca de 20 partidos podem desaparecer.

Outro. Logo depois da Reforma da Previdência, segundo Paulo Guedes, começa a privatização nas 138 empresas estatais federais. Tirando Caixa Econômica, Petrobras, Banco do Brasil, Furnas e mais uma ou outra vai haver um limpa nessa área. E com aval recente de decisão do STF.

Se incluirmos a esse momento o acordo do Mercosul com a União Europeia, abrindo o comércio e o mercado do Brasil de vez para a competição exterior, pode-se dizer que se está diante de uma caminhada para o liberalismo econômico.

Dizer também que partido de esquerda, ao voltar ao poder em eleições futuras, não poderia mais desfazer esse caminho traçado agora. Vai reprivatizar ou anular reformas feitas? Anular a independência do Banco Central? Onde arranjar dois terços dos votos no Congresso?

Seria ou não uma revolução na politica e na economia o que se anuncia desde Brasília?

ALFREDO DA MOTA MENEZES é articulista político.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Opinião

LUIZ PÔSSAS DE CARVALHO – Profissionais da saúde: Cuiabá conta com vocês!

Publicado

Caros servidores da saúde,

Estamos vivendo um momento sem precedentes nesta geração. O COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, infelizmente é uma realidade que temos visto se espalhando pelo mundo inteiro. Mas ele não é invencível. Cuiabá está aprendendo com as falhas de cidades europeias e se adiantou para não ser pega de surpresa. Realizamos capacitações, estamos fazendo mudanças na rede de assistência em saúde, estamos nos equipando para minimizarmos ao máximo a curva da epidemia na nossa capital.

A nossa batalha está apenas começando, mas estamos preparados. Neste momento conclamo todos os médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para que venham com força total enfrentar essa guerra. Essa é a hora de honrar o juramento que fizeram ao se graduar. A população cuiabana espera de vocês comprometimento para ajudar no tratamento e na cura das pessoas que forem infectadas pelo vírus.

Não recuem, não tirem licença neste momento tão delicado. Eu faço parte do grupo de risco, tenho mais de 60 anos e sou hipertenso, mas como secretário de saúde desta capital tenho como obrigação estar à frente nesta batalha e não vou recuar. Estou com vocês para auxiliá-los no que for necessário e conto com todos os profissionais da ponta para ganharmos esta guerra. Por vocês, por suas famílias e por toda a população cuiabana.

Luiz Antônio Pôssas de Carvalho – Secretário Municipal de Saúde de Cuiabá

Continue lendo

Opinião

BENEDITO FIGUEIREDO – Cirurgia plástica não impede que o corpo envelheça

Publicado

Como a lei natural da vida é que o corpo vá envelhecendo,  perdendo a elasticidade e o colágeno com o passar dos anos, a cirurgia plástica aparece como alternativa para retocar pequenos detalhes que garantam uma aparência mais jovem.

Contudo é importante ter a  consciência que o efeito da cirurgia plástica não  vai durar para sempre do mesmo jeito que fez.  A  cirurgia plástica pode precisar de revisões ou nova cirurgia ao logo dos anos visto que ela não garante que você vá deixar de envelhecer. O peito com o tempo vai cair, a flacidez aparece e o paciente deve estar ciente disso para não se decepcionar.

Algumas criam uma expectativa que não é a real que não vão envelhecer e querem algo  não combina com seu biótipo, ou seja, forma corporal herdada geneticamente. Mesmo assim querem que seja feito do jeito que imaginam que vão passar uma transformação física e parecer com aquela atriz famosa ou com aquela amiga e quando vem o resultado não ficam satisfeitas, independente da orientação do cirurgião plástico que é aperfeiçoar e ressaltar o que o corpo e o rosto têm de bonitos, a decisão é da paciente. E o resultado ainda depende do pós-cirúrgico.

Por isso é importante para se evitar uma  insatisfação futura conversar abertamente com o seu cirurgião plástico. Somente ele poderá tirar todas as suas dúvidas e esclarecer todas as possibilidades do procedimento, colaborando consideravelmente para minimizar suas ansiedades e receios.

Algumas pacientes, porém, insistem em argumentar contra o médico usando informações da internet ou de amigas.

Outro alerta são os supostos simuladores virtuais, antiéticos e proibidos pelo CFM, uma vez que é impossível prever o resultado final com precisão. Isso gerará apenas frustração e falsas expectativas. A satisfação com o resultado, na verdade, irá depender da transparência de comunicação entre paciente e cirurgião. E é importantíssimo que o paciente confie no seu cirurgião, que cheque com outras pessoas que fizeram cirurgia com ele e se  tem registro no Conselho Regional de Medicina( CRM), Registro de Qualificação de Especialização(RQE) e ainda se faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Vale lembrar que a cirurgia plástica pode precisar de retoques ao logo dos anos visto que ela não garante que você vai deixar de envelhecer. Como já disse antes, o peito com o tempo vai cair, a flacidez aparece e o paciente deve estar ciente disso para não se decepcionar.

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplastic. CRM 4385 e RQE 1266. Email: [email protected]

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana