conecte-se conosco


Economia

Airbnb agora aluga castelos medievais, ilhas paradisíacas e vilas inteiras

Publicado

IstoÉ Dinheiro

Chateau d'Estoublon
Divulgação/Airbnb

Chateau d’Estoublon, Fontvieille, França: disponível no Airbnb Luxe, castelo tem dez quartos e acomoda até 20 hóspedes

O Airbnb revolucionou o mercado hoteleiro ao facilitar o aluguel de quartos para viajantes de todo o mundo a preços acessíveis. Agora, a rede criada em 2008 dá um passo além e começa a oferecer hospedagem em castelos medievais na Europa, ilhas paradisíacas no Caribe, uma vila medieval inteira no interior da Itália, entre outros imóveis de elevadíssimo padrão.

Leia também: Sites de aluguel de imóveis podem ser denunciados por incidentes com hóspedes

Esta é a proposta do Airbnb Luxe , com opções que chegam à casa do US$ 1 milhão. Segundo a empresa, o novo serviço oferece mais de dois mil imóveis, entre casas, castelos, apartamentos e afins, aprovadas em critérios com mais de 300 itens.

Apesar de manter em catálogo uma vila medieval inteira em Buonconvento, na Itália, por US$ 23.140 a noite, ou uma casa na praia mexicana de Punta Mita por US$ 60.410, o Airbnb Luxe tem uma base mais acessível, com média de US$ 2 mil por dia. Atualmente a listagem inclui espaços de alto padrão em todo o mundo, como Londres, Los Angeles e Sydney.

“Com o Airbnb Luxe estamos aplicando a mesma abordagem que usamos desde que lançamos o Airbnb há mais de 11 anos – criando momentos de viagem locais, autênticos e mágicos agora em lugares incríveis para ficar – para reimaginar o modo como as pessoas pensam e vivenciam viagens de luxo”, afirmou o co-fundador e CEO do Airbnb, Brian Chesky.

Esta é a primeira investida do Airbnb no mercado de alto padrão desde a aquisição do site de viagens de luxo Retreats Luxury, em 2017. Segundo a empresa, a procura por espaços com diárias acima de US$ 1 mil cresceu 60% no último ano, impulsionando a criação de um site exclusivo para este seleto grupo de clientes.

Leia também: Família de brasileiros é encontrada morta em apartamento no Chile

O movimento parece estar em sintonia com o mercado: de acordo com um relatório publicado em fevereiro pela Analytical Research Cognizance, o mercado global de viagens de luxo deverá passar dos US$ 5,2 bilhões neste ano para somar quase US$ 8,5 bilhões até 2024.

Confira algumas das acomodações disponíveis no Airbnb Luxe :

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Caixa antecipa saque do auxílio emergencial do terceiro lote

Publicado


.

A Caixa antecipou o calendário de saque em dinheiro aos beneficiários com direito a receber a primeira parcela do auxílio emergencial por terem sido aprovados no início do mês de junho. Essas pessoas, que pertencem ao terceiro lote que a Caixa recebeu da Dataprev, teriam originalmente a liberação do saque em espécie concluída em 18 de julho.

Os beneficiários nascidos entre julho e setembro poderão sacar a partir da próxima segunda-feira (13). Já os nascidos entre outubro e dezembro poderão sacar de terça-feira (14) em diante.

Entre 27 de junho e 4 de julho, os valores de R$ 600 e R$ 1.200 (no caso de mães solteiras) já haviam sido depositados para esse público na conta poupança social digital da Caixa, de maneira escalonada conforme a data de aniversário do beneficiário.

O calendário de saque em dinheiro teve início no dia 6 de julho, também de forma escalonada pelo mês de nascimento. Contudo, a previsão inicial era que se estendesse até o dia 18 de julho, quando os nascidos em dezembro poderão sacar.

Nas datas disponíveis para saque, havendo eventual saldo existente, o valor será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da Caixa ou conta em outro banco.

Cartão de débito virtual

A Caixa informou que o beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo Caixa Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone. Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em diversas lojas físicas.

O banco explica que para utilizar o cartão virtual, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o Caixa Tem. Depois, entrar no aplicativo e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do Caixa Tem. Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível. O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código.

QR Code

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o Caixa Tem também oferece a opção “pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados. É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas maquininhas dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Quando o cliente seleciona a opção Pague na maquininha, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o celular para leitura do QR Code gerado na “maquininha” do estabelecimento.

Ouça na Rádio Nacional:

Edição: Fernando Fraga

Continue lendo

Economia

Confiança da indústria mantém recuperação, revela CNI

Publicado


.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) voltou a se recuperar em julho, após atingir seu menor patamar em abril, quando a crise da pandemia do novo coronavírus mostrou-se mais aguda, informou hoje (10) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

O indicador teve a terceira alta seguida e chegou aos 47,6 pontos, 6,4 pontos acima do registrado em junho. Ainda assim, o indicador situa-se abaixo de 50 pontos, refletindo falta de confiança. O Icei varia de 0 a 100 e valores abaixo de 50 denotam falta de confiança.

Segundo a CNI, o Icei se recuperou principalmente devido às expectativas para os próximos seis meses. O Índice de Expectativas, componente do Icei, subiu 6,2 pontos e alcançou 54,1 pontos, ou seja acima dos 50 pontos, o que divide expectativas pessimistas e otimistas. 

Situação da economia

Já a situação econômica atual, segundo a percepção dos empresários industriais, continua pior que a dos últimos seis meses, o que já era esperado. O Índice de Condições Atuais chegou a 34,5 pontos. A alta de 6,8 pontos ante a última pesquisa mostra uma percepção menos negativa com o cenário atual dos negócios.

“O início da reabertura das atividades econômicas na maioria das cidades brasileiras alimenta as expectativas de recuperação da economia, embora a atividade industrial continue desacelerada”, disse o gerente-executivo de Economia da CNI, Renato da Fonseca.

Edição: Kleber Sampaio

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana