conecte-se conosco


Agro News

AgroNordeste vai ajudar a reduzir as diferenças regionais na agricultura, diz ministra

Publicado

Em cerimônia de lançamento do AgroNordeste, nesta terça-feira (1º), no Palácio do Planalto, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) destacou que o Plano vai ajudar a diminuir as diferenças regionais que existem hoje na agricultura. “O Nordeste produz hoje mais que o Centro-Oeste e o Sudeste e vai produzir cada vez mais e melhor, com tecnologia e apoio para o pequeno, que precisa de políticas públicas, e elas virão”, disse.

Segundo a ministra, o AgroNordeste não é um programa apenas do Ministério da Agricultura, mas sim de todo governo do presidente Jair Bolsonaro, que pediu especial atenção para a região. “A agricultura tem tempo para acontecer, tem o dia de plantar, o dia de chover e o dia de colher. Hoje estamos plantando esse projeto, que tenho certeza será exitoso, porque fará com que o produtor do Nordeste recebe na veia, e não através de projetos onde os recursos a ele destinados ficavam no meio do caminho”, destacou Tereza Cristina.

O assessor especial do Mapa, Danilo Forte, que coordena o AgroNordeste, destacou a necessidade de buscar eficiência dos recursos públicos. Segundo ele, com o programa será possível adequar as cadeias produtivas à nova realidade tecnológica.  “A gente quer valorizar o que produzimos, fazer a interação com o campo por meio de uma política pública eficiente. O nordestino não quer esmola, quer oportunidade”, disse Forte.

Leia Também:  Ministério da Agricultura lança AgroNordeste nesta terça-feira (1º)

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, disse que com o Plano, o Nordeste terá uma política diferenciada e um tratamento diferenciado.

AgroNordeste

O programa será implantado no biênio 2019/2020 em 230 municípios dos nove estados do Nordeste, além de Minas Gerais, divididos em 12 territórios, com uma população rural de 1,7 milhão de pessoas.

O AgroNordeste é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem.

Liderado pelo Mapa, o AgroNordeste será desenvolvido em parceria com órgãos vinculados à pasta e instituições como Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar),  o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Banco do Nordeste (BNB) e o Banco do Brasil.

O programa foi elaborado a partir do estudo das cadeias produtivas que têm relevância socioeconômica e potencial de crescimento na região, identificando os entraves para o seu desenvolvimento e as soluções possíveis. Os territórios foram definidos com base nessas cadeias produtivas e no nível de vulnerabilidade da área. Até 2021, o programa deverá chegar a 30 territórios.

Informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Leia Também:  Brasil assina acordos sanitários para exportação de carne termoprocessada e farelo de algodão para a China
publicidade
2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Irene Delne Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Irene Delne
Visitante
Irene Delne

#SUCESSO

trackback

[…] Em cerimônia de lançamento do AgroNordeste, nesta terça-feira (1º), no Palácio do Planalto, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) destacou que o Plano vai ajudar a diminuir as diferenças regionais que existem hoje na agricultura. “O Nordeste produz hoje mais que o Centro-Oeste e o Sudeste e vai produzir cada vez mais e melhor, com tecnologia e apoio para o pequeno, que precisa de políticas públicas, e elas virão”, disse. LEIA MAIS […]

Agro News

CAFÉ/CEPEA: Forte alta nos preços eleva poder de compra

Publicado

Cepea, 04/12/2019 – As cotações do café estão subindo de forma expressiva no mercado brasileiro, o que tem aumentado o poder de compra de produtores, de acordo com informações do Cepea. Especificamente para o arábica, em novembro, a média do Indicador CEPEA/ESALQ do café tipo 6 foi de R$ 475,13/saca de 60 kg, aumentos de 12,7% frente à de outubro e de 2,9% na comparação com novembro/18, em termos reais (valores deflacionados pelo IGP-DI de out/19). Essa recuperação no caixa e o retorno das chuvas nas regiões produtoras têm feito com que cafeicultores voltem suas atenções aos tratos das lavouras para a temporada 2020/21. Até então, com os preços baixos, que limitavam o poder de compra de produtores, muitos estavam preocupados com a manutenção dos tratos culturais nesta safra. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Diárias de Mercado
Leia Também:  Ministra participa do Diálogo Brasil-Japão e faz palestra na Câmara Árabe-Brasileira na próxima segunda-feira
Continue lendo

Agro News

ARROZ/CEPEA: Preços sobem com força e ultrapassam R$ 47,00/sc

Publicado

Cepea, 04/12/2019 – Os valores do arroz em casca estão acima dos R$ 47,00/sc, patamar que não era visto desde março de 2017, em termos nominais, segundo informações do Cepea. Esse cenário se deve à demanda aquecida – vale ressaltar que, para efetivar novas aquisições, boa parte dos compradores aumentou as ofertas. Além disso, o movimento de alta tem se intensificado pela retração de produtores, visto que deram preferência por adiantar o semeio do arroz. O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada para o estado do Rio Grande do Sul) registrou avanço de 1,64% entre 26 de novembro e 3 de dezembro, fechando a R$ 47,53/sc de 50 kg, na terça-feira, 3. Em novembro, a elevação foi de 1,48%. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Diárias de Mercado
Leia Também:  Mapa fará trabalho integrado com estados do NE para erradicar doenças como a peste suína clássica
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana