conecte-se conosco


Mato Grosso

Agricultores recebem duas mil mudas de limão e orientação técnica para cultivo

Publicado

O cultivo do limão Taiti é uma nova opção de renda para agricultores familiares do município de Tabaporã (643 km a Médio-Norte), que receberam no mês de março duas mil mudas melhoradas geneticamente. O técnico em agropecuária da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Antônio Sérgio Faustino da Silva, esclarece que as mudas foram repassadas para 12 produtores rurais e a expectativa é de produzir em apenas um hectare mais de 14 toneladas de limão por ano.

Com uma produção mensal de 320 quilos, o produtor rural Paulo Camporezzi possui em sua propriedade 30 pés de limão e já adquiriu mais 120 mudas. O produtor cultiva também maracujá, acerola e banana, e está impressionado com a alta qualidade das mudas oferecidas pelo programa. O produtor Valdir Lúcio de Freitas, do distrito de Nova Fronteira, cultiva também acerola e melancia, e plantou 100 mudas de limão. “Eu aposto na diversificação da produção com a fruticultura para obter renda o ano todo”, enfatiza Valdir.

As condições climáticas e o solo fértil favorecem a cadeia produtiva da citricultura na região, o que pode garantir produção durante o ano todo quando os frutos são irrigados. O técnico Antônio fala que o pesquisador do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e consultor técnico do programa, Eduardo Firmino Carlos, tem orientado os produtores sobre a correta calagem, adubação, preparo do solo, porta enxerto e clone do Taiti, que é o IAC-5, enxertado em porta enxerto de Citrumelo Swingle, tolerante a gomose, principal problema do Taiti na região. “Ele trouxe informações e tecnologia para o cultivo”, esclarece Antônio.

Leia Também:  Politec identifica paciente internado na UTI do Pronto-Socorro de Cuiabá

No terceiro ano de cultivo uma planta chega a produzir 25 quilos de limão.

O município faz parte do Pró-Limão, programa estadual executado pela Secretaria de Agricultura Familiar (Seaf), que visa fomentar e fortalecer a cadeia produtiva do limão como alternativa sustentável de geração de renda. O objetivo é dar sustentabilidade ao cultivo da citricultura com informações técnicas e orientações sobre mudas, cultivo e outros. Os coordenadores do Pró-Limão, os engenheiros agrônomos da Seaf, Leonardo da Silva Ribeiro e Luciano Gomes, têm proferido palestras sobre o tema e auxiliado os produtores na condução da lavoura.

Conforme as orientações fornecidas, a cultura do limão no segundo ano de cultivo produz em média 10 quilos de limão por planta, e no terceiro ano pode produzir 25 quilos por árvore. Em um hectare de limão, o produtor poderá plantar 300 mudas e produzir mais de 14 toneladas do fruto na época da safra. Para os produtores o limão taiti na safra é comercializado por R$ 1,50 e na entressafra pode chegar até a R$ 3,00 o quilo.

Leia Também:  Mais da metade da produção se concentra em 40 municípios

No distrito de Nova Fronteira, o engenheiro agrônomo da Empaer, Thiago Martins Teixeira, atende os produtores rurais do Assentamento Mercedes Benz I e II que estão interessados na cultura do limão. Conforme Thiago, foi iniciado na região um trabalho de divulgação e esclarecimento do programa, com palestras e reuniões. “Estão repassando aos produtores aspectos técnicos da cultura de forma segura, com expectativas realistas de renda e preconizando a necessidade da organização para o sucesso do empreendimento”, ressalta Teixeira.

Fruta tipo exportação

Os municípios da região Norte do Estado, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Matupá e Terra Nova do Norte, possuem uma área plantada de 40 hectares de limão Taiti. O engenheiro agrônomo da Empaer, Clovis Luiz de Moraes Manica, fala que os municípios, juntos, vão produzir até o ano de 2021 em torno de 200 toneladas de limão por ano. Atualmente produzem 70 toneladas de limão ao ano com uma área de produção de 15 hectares. “A fruta é comercializada nas cidades vizinhas e no futuro, será um produto para exportação”, salienta Clóvis.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Onça é capturada em residência de Cáceres e solta novamente na mata

Publicado

Uma onça parda que foi retirada de dentro de uma residência, no bairro Cavalhada, em Cáceres, foi capturada sem ferimentos e solta em uma região de mata. A ação ocorreu de forma conjunta entre Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), por meio da Diretoria de Unidade Desconcentrada de Cáceres, Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, Juizado Volante Ambiental (Juvam) ,Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Prefeitura de Cáceres.

Toda a ação foi acompanhada pelos médicos veterinários Ederson Viaro e Reginaldo Bicudo, que auxiliaram na retirada do animal. Eles realizaram o procedimento de captura por meio de dardos anestésicos para longas distâncias.

“Após 20 minutos o animal estava sedado e foi acondicionado em uma jaula para ser solto novamente na natureza. É um macho entre 45 e 50 kg e com idade entre 18 e 24 meses. Ele estava em perfeito estado de saúde, sem escoriações ou lesões aparentes, bem hidratado, sem febre, sem ectoparasitos”, explicou Ederson Viaro, que se deslocou de Lambari D’ Oeste para ajudar na operação.

Leia Também:  Sesp e Sema deflagram operação ‘Abafa Amazônia’ na Região Norte

De acordo com Ederson, moradores locais relataram que, apesar de ser uma área urbana, situa-se nas proximidades de um córrego e do Rio Paraguai e que o local tem presença frequente de capivaras. “Desta forma, um dos prováveis motivos foi que a onça, em perseguição a um animal, se assustou com a presença de cães ou pessoas e adentrou na residência para se proteger”, pontuou o médico veterinário.

O diretor da Regional de Cáceres, Luiz Sérgio Garcia, explicou que a operação de captura ocorreu a partir de uma denúncia pelo 190 e a comunicação aos órgãos ambientais. A participação da Sema e Polícia Militar Ambiental se justificou pelo fato do animal se encontrar cativo dentro de uma residência. Em casos de animais silvestres que aparecem em ruas de vilas ou bairros a responsabilidade é do Ibama e ICMbio, que fazem o Manejo de Fauna em Vida Livre.

Após a avaliação clínica, Sema, Polícia Militar Ambiental e os médicos veterinários decidiram realocar o animal nas proximidades de onde se encontrava, na BR-174, em um ambiente semelhante ao habitat que vivia.

Leia Também:  Ministério de Minas e Energia acompanha rompimento de barragem em Livramento

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Cedca realiza processo de escolha dos membros representantes da Sociedade Civil

Publicado

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (Cedca-MT), vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), convoca as instituições da sociedade civil organizada, de âmbito estadual e intermunicipal, para o processo de escolha dos membros representantes da Sociedade Civil, para o biênio de 2020/2021.

A Assembleia Geral será realizada no dia 15 de outubro, às 14h, na sala da Escola de Conselhos “Rosarinha Bastos” localizada na Rua General Valle, 567, Bairro Bandeirantes, em Cuiabá. Poderão participar do processo eleitoral somente as entidades da sociedade civil organizada de âmbito estadual e intermunicipal.

Serão eleitas 18 instituições: nove ocuparão as vagas para titulares e nove as de suplentes, representando diversos segmentos de promoção, proteção e defesa, conforme o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

Entre as instituições que devem participar estão: a Associação de Amigos da Criança com Câncer (AACC-MT), Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação de Primeira-Damas dos Municípios do Estado de Mato Grosso (APDM), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Comitê Pró-Infância, Conselho Regional de Serviço Social (Cress), Fundação Fé e Alegria, Federação Espírita (Feemt),Conselho Regional de Psicologia (CRP), entre outros.

Leia Também:  Após reuniões com setores produtivos, 90% do texto torna-se consenso

Para mais informações  entrar em contato por e-mail : [email protected] ou por telefone : (65) 3624-5796.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana