conecte-se conosco


Internacional

África: países afetados pela tempestade Ana totalizam 86 mortos

Publicado


source
Tempestade Ana deixa quase 90 mortos no sul da África
Reprodução/redes sociais

Tempestade Ana deixa quase 90 mortos no sul da África

A tempestade tropical Ana, de intensidade moderada, deixou pelo menos 86 mortos em sua passagem por Madagascar, Moçambique e Malawi, além de desalojar milhares de pessoas, causar a falta de energia elétrica e provocar danos significativos, segundo balanço atualizado nesta sexta-feira (28).

Desde a semana passada, fortes chuvas atingiram vários países da região sul do continente africano, deixando um rastro de destruição pelos territórios.

De acordo com as autoridades dos três países, equipes de resgate estão enfrentando dificuldades para acessar as regiões afetadas, onde estradas e pontes foram literalmente destruídas.

No Malawi, onde morreram 20 pessoas, o Departamento de Gestão de Desastres disse que, devido às estradas intransitáveis, muitas famílias tiveram que transportar a pé os corpos de seus familiares para o enterro.

O presidente Lazarus Chakwera declarou estado de emergência no país, onde diversas cidades ainda permanecem sem energia elétrica.

Leia Também

A tempestade tropical causou chuvas torrenciais, que perderam a intensidade hoje. Ana passou por Madagascar na última segunda-feira, antes de chegar a Moçambique e Malawi.

Em Madagascar, onde ao menos 48 pessoas foram mortas por deslizamentos de terra, a tempestade se juntou a chuvas que já vinham atingindo a região em 22 de janeiro. Ao todo, 72 mil pessoas perderam suas casas.

Já em Moçambique, 18 mortes foram registradas, de acordo com o balanço mais recente. A Unicef informou que 10,5 mil casas foram danificadas, além de 12 unidades de saúde e 137 escolas.

A tempestade também afetou Zimbábue, mas não há registros de mortes até o momento.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Suspeito de matar homem em igreja é acusado de assassinato em 1° grau

Publicado

source
Tiroteio em igreja na Califórnia deixa uma pessoa morta
Reprodução/Twitter TERIBLE1BIKER57

Tiroteio em igreja na Califórnia deixa uma pessoa morta

O homem suspeito de matar um médico e ferir outras cinco pessoas em um ataque a tiros em uma igreja na Califórnia no domingo foi acusado nesta terça-feira de assassinato em primeiro grau — quando o ato é premeditado e intencional — e de cinco tentativas de assassinato.

“Aquele suspeito estava pronto para matar todos naquela igreja”, disse à CNN Todd Spitzer, promotor distrital do Condado de Orange. “Acredito que ele mataria todo mundo e depois explodiria a igreja.”

Spitzer também anunciou que o acusado, David Chou, de 68 anos, enfrenta agravantes por “ficar a espreita” e usar uma arma de fogo, além de quatro acusações de posse de dispositivos destrutivos com intenção de matar ou ferir.

“Normalmente pensamos na pessoa que se esconde nos arbustos”, disse Spitzer. “Este caso é sobre a pessoa se escondendo à vista de todos.”

Spitzer afirmou que, se as acusações forem aceitas e o júri também considerar os agravantes, Chou enfrentaria uma sentença de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional ou a pena de morte.

“Embora haja evidências muito fortes no momento de que isso foi motivado por ódio, queremos ter certeza de que reunimos todas as evidências que confirmam essa teoria no caso”, disse Spitzer, quando perguntado se ele apresentaria uma acusação de crime de ódio.

Chou deve ir ao tribunal e ouvir as acusações ainda nesta terça, segundo a AP. Spitzer disse que defensores públicos devem ser nomeados para representar o suspeito.

Chou, que estava detido na Cadeia Central do Condado de Orange sob fiança de US$ 1 milhão, dirigiu 483 quilômetros no sábado de Las Vegas ao Sul da Califórnia, fortemente armado com duas armas semiautomáticas e quatro dispositivos incendiários, disse a polícia.

Ele participou de um almoço na igreja que uma congregação presbiteriana de Taiwan estava realizando na Igreja Presbiteriana de Genebra em Laguna Woods, antes de abrir fogo.

Um funcionário do Escritório Econômico e Cultural de Taipei em Los Angeles, o escritório do governo de Taiwan na região, disse à Reuters que Chou nasceu em Taiwan em 1953, ainda tinha um passaporte taiwanês ativo e havia prestado serviço militar para Taiwan. 

Os promotores, porém, afirmam que ele odiava Taiwan e tinha notas escritas em mandarim em seu carro indicando que ele estava zangado com as atuais tensões entre a nação insular e a China continental.

Documentos do estado de Nevada mostram que Chou era autorizado para trabalhar como segurança e portando uma arma, segundo a Reuters informou nesta terça

Ele trabalhou para três empresas de segurança diferentes de Las Vegas desde 2018, segundo registros vistos pela agência de notícias, e foi licenciado para portar uma arma em seu trabalho até outubro de 2022.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

*Com informações de agências internacionais

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Polícia apreende US$ 25 milhões em drogas com donos de ‘narcotúnel’

Publicado

source
Polícia descobre 'narcotúnel' de 300 metros que ligava os EUA ao México
Reprodução

Polícia descobre ‘narcotúnel’ de 300 metros que ligava os EUA ao México

Autoridades americanas informaram nesta segunda-feira que seis pessoas foram presas em San Diego, na Califórnia, por ligação com um “narcotúnel” que ligava a cidade americana à Tijuana, no México. A passagem subterrânea era usada para o tráfico de drogas. Ao todo, foram apreendidos US$ 25 milhões em entorpecentes com os suspeitos.

O túnel tinha uma saída do lado americano, em um armazém no bairro de Otay Mesa, em San Diego. O estabelecimento fica a poucos metros do muro que separa os EUA do México. Com os suspeitos presos havia 800 quilos de cocaína, 74 quilos de metanfetamina e 1,5 quilos de heroína.

A passagem subterrânea servia para grupos criminosos transportarem drogas, armas e dinheiro entre os dois países. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, as autoridades americanas explicaram que a descoberta do narcotúnel e a apreensão dos entorpecentes sinalizam uma mudança em relação ao tráfico na fronteira.

Com a legalização da maconha para uso recreativo na Califórnia, em 2019, os traficantes passaram a investir nas drogas pesadas, como heroína, metanfetamina e fentanil.

As autoridades não vincularam o narcotúnel e as drogas a nenhum cartel específico. Mas ao serem questionados por jornalistas, eles admitiram que investigam o uso da estrutura para outras atividades ilícitas, como o tráfico de pessoas, sem dar detalhes.

A outra saída do túnel ficava dentro de uma casa no bairro Nueva Tijuana, na cidade mexicana. A residência está situada nas proximidades do muro que separa dos EUA do México, a poucos metros do posto fronteiriço de Otay.

O narcotúnel tinha 300 metros de comprimento, mais de 10 metros de profundidade, e era totalmente iluminado e reforçado com vigas metálicas.

O embaixador dos Estados Unidos no México, Ken Salazar, informou que existem mais de 200 túneis na fronteira entre os dois países que são usados pelos narcotraficantes para o transporte de drogas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana