conecte-se conosco


Turismo

África com crianças: como planejar um safári em família?

Publicado

O contato com a natureza tem incentivado muitos turistas a saírem de sua zona de conforto e buscar destinos diferentes, entre eles o safári. A África é um dos países símbolo para quem quer se aproximar da vida selvagem nesse tipo de percurso.

Leia também: Cenários de “Rei Leão” – 6 lugares na África para turismo de vida selvagem

girafa arrow-options
Arquivo pessoal

Nathália Gomes, do kids2gether, viajou com a família para o Quênia para fazer safári

Os safáris são locais de observação de animais geralmente de grande porte, na selva ou na savana africana. É um passeio que faz muito sucesso por conta do chamado ‘Big Five’, um grupo de cinco mamíferos de grande porte que encantam os turistas: leão, elefante africano, búfalo-africano, leopardo e rinoceronte.

Mas será que é possível/ acessível levar crianças para fazer safári na África? A psicóloga e empreendedora Nathália Gomes, do site kids2gether , fez essa viagem com seus três filhos: os gêmeos Matheus e Gabriel, de 10 anos, e João Miguel, 3 anos, e conta ao iG Turismo sua experiência.

“A ideia de buscar lugares inusitados foi o que nos fez escolher a África . Queríamos algo que fosse diferente e que pudesse mostrar a parte social para as crianças, de como as pessoas vivem, a cultura e etc.”, diz Nathália.

A África do Sul é um dos destinos mais procurados quando a assunto é safári, porém não é o único país do continente a oferecer o passeio. A família de Nathália escolheu o Quênia para a sua viagem. “Queríamos um safári incomum, o da África do Sul ficou turístico demais. Sempre buscamos inovação e novidade, fazendo programas turísticos diferentes e inovadores”, explica.

Para organizar um safári com crianças pequenas é importante muita pesquisa. A família Gomes teve ajuda de agência de viagem para fechar todos os passeios. “Eu leio muito sobre as viagens que faço. Foram meses de pesquisa e procurei uma agência para saber qual a melhor conexão, como fazer e tudo mais”, comenta.

Leia também: Como planejar uma viagem com crianças gastando pouco?

O diretor da agência Labadee Tour, João Guilherme Rebellato, conversou com o iG Turismo sobre os documentos necessários para uma viagem até a África. Confira abaixo:

  • Certidão de nascimento da criança;
  • Passaporte;
  • Autorização de viagem (se um dos pais estiver viajando sozinho com a criança);
  • Certificado internacional de vacinação contra febre amarela.

É claro que entrar no território de grandes animais selvagens exige alguns cuidados. “Ao visitar os parques nacionais da África , entramos em contato com a vida selvagem – algo bem diferente de ir ao zoológico. Ainda que as chances de ver os cinco animais mais perigosos da savana sejam enormes, lidar com a natureza é jogar com a sorte. E você precisa se adaptar ao ritmo da natureza, pois o contrário não vai acontecer”, conta João Guilherme.

“Tenha em conta que a rotina em um lodge de safári começa antes do amanhecer e envolve muitas horas de passeio, o que pode ser cansativo para certas pessoas”, explica o executivo. Na visão de Nathália, quando o assunto é crianças o recomendado é levar os pequenos acima de 7 anos para uma viagem desse modelo.

4 roteiros pela África para quem quer conhecer um safári

safári arrow-options
Divulgação

Um safári na África pode ser pesado para crianças muito jovens ou pessoas com difícil locomoção

A pedido do iG Turismo , a agência Labadee Tour montou 4 roteiros diferenciados para quem pensa em fazer um safári com a família no continente africano. Países como África do Sul, Quênia e Tanzânia entram na lista.

Leia também: Inspire-se na viagem de Glória Maria para a África do Sul

Johannesburg, Kapama e Cape Town

1º Dia – Johannesburg
Chegada a Johannesburg. Recepção com um representante falando espanhol. Shuttle de cortesía para o hotel. Check-in no hotel apenas a partir das 14hs.

2º Dia – Johannesburg – Kapama
Café da manhã. Encontro no hotel para traslado ao aeroporto para embarque com destino a Hoedspruit (passagem aérea não incluída). Chegada e traslado ao lodge. Almoço no lodge e saída para safari no fim da tarde em veículo 4 x 4, na reserva de Kapama em busca dos “Big 5”. Hospedagem com pensão completa.

3º Dia – Kapama
Safari de manhã em veículo 4 x 4 na reserva de Kapama.  Volta ao lodge para café da manhã e almoço. Safari ao final da tarde em veículo 4 x 4.  Volta ao lodge onde será servido um requintado jantar.

4º Dia – Kapama – Cape Town
Safari de manhã em veículo 4 x 4 na reserva de Kapama.  Volta ao lodge para café da manhã.
Encontro no hotel,  traslado até o aeroporto para embarque com destino a Cape Town (passagem aérea não incluída). Chegada e traslado ao hotel.

5º Dia – Cape Town
Café da manhã e dia livre. Sugerimos passeio opcional por Cape Town e pelas Vinícolas (apenas às sextas-feiras). 

6º Dia – Cape Town
Café da manhã e dia livre. Sugerimos passeio opcional a  Península do Cabo (apenas aos sábados).

7º Dia – Cape Town
Café da manhã e check-out do hotel até às 11hs. Encontro no hotel para traslado ao aeroporto (passagem aérea não incluída).

Johannesburg, Kruger Park e Cape Town

1º Dia – Johannesburg
Café da manhã. Chegada a Johannesburg. Recepção com representante falando espanhol. Shuttle de cortesia ao hotel. Check-in no hotel apenas a partir das 14h. Hospedagem.

2º Dia – Johannesburg – Kruger National Park
Café da manhã. Encontro no hotel para traslado ao aeroporto para embarque com destino a Kruger Mpumalanga International Airport (passagem aérea não incluída). Chegada e traslado (2 horas e 30 min aprox). Check-in no lodge e almoço. Seguidamente, safari ao final da tarde em veículo 4 x 4, na reserva de Shishangeni em busca do “Big 5”. Hospedagem com pensão completa.

3º Dia – Kruger National Park
Safári pela manhã em veículo 4 x 4. Volta ao lodge para café da manhã e almoço. Safári ao final da tarde em veículo 4 x 4 . Volta ao lodge onde será servido um requintado jantar. Hospedagem.

4º Dia – Kruger National Park – Cape Town 
Safári pela manhã em veículo 4 x 4 na reserva de Shishangeni. Volta ao lodge para café da manhã. Encontro no hotel, traslado até o Kruger Mpumalanga International Airport para embarque para Cape Town (passagem aérea não incluída).  Chegada na Cidade do Cabo, traslado até o hotel. Check-in no hotel. Hospedagem.

5º Dia – Cape Town 
Café da manhã e dia livre. Sugerimos passeio opcional por Cape Town e pelas Vinícolas (apenas às sextas-feiras). 

6º Dia – Cape Town
Café da manhã e dia livre. Sugerimos passeio opcional a Península do Cabo (apenas aos sábados).

7º Dia – Cape Town
Café da manhã. Check out até as 11h. Encontro no hotel para traslado até o aeroporto (passagem aérea não incluída). 

Johannesburg, Sabi Sands e Cape Town

1º Dia – Johannesburg
Chegada a Johannesburg. Recepção com um representante falando espanhol. Shuttle de cortesía para o hotel. Check-in no hotel apenas a partir das 14hs.

2º Dia – Johannesburg – Sabi Sands
Café da manhã. Encontro no hotel para traslado ao aeroporto para embarque com destino a Mpumalanga (passagem aérea não incluída). Chegada e traslado ao lodge. Almoço no lodge e saída para safari no fim da tarde em veículo 4 x 4, na reserva de Sabi Sabi em busca dos “Big 5”. Hospedagem com pensão completa.

3º Dia – Sabi Sands
Safari de manhã em veículo 4 x 4 na reserva de Sabi Sands.  Volta ao lodge para café da manhã e almoço. Safari ao final da tarde em veículo 4 x 4.  Volta ao lodge onde será servido um requintado jantar.

4º Dia – Sabi Sands – Cape Town
Safari de manhã em veículo 4 x 4 na reserva de Sabi Sabi.  Volta ao lodge para café da manhã.
Encontro no hotel,  traslado até o aeroporto para embarque com destino a Cape Town (passagem aérea não incluída). Chegada e traslado ao hotel.

5º Dia – Cape Town
Café da manhã e dia livre. Sugerimos passeio opcional por Cape Town e pelas Vinícolas (apenas as sextas-feiras). 

6º Dia – Cape Town
Café da manhã e dia livre. Sugerimos passeio opcional a  Península do Cabo (apenas aos sábados).

7º Dia – Cape Town
Café da manhã e check-out do hotel até às 11hs. Encontro no hotel para traslado ao aeroporto (assagem aérea não incluída).

Quênia e Tanzânia

1º Dia – Nairobi
Chegada ao aeroporto internacional e traslado ao hotel.
A entrada no apartamento não está garantida antes do meio dia. Restante do dia livre. Saída as 19h para jantar no restaurante Carnivore. Hospedagem.

2º Dia – Nairobi – Samburu/Shaba
Café da manhã e saída par a Reserva Nacional de Samburu/Shaba via Karatina e cruzando o equador em Nanyuki. Almoço no lodge. A tarde saída para safári pelo parque. Jantar e hospedagem.

3º Dia – Samburu/Shaba – Montes Aberdare
Safári ao amanhecer. Café da manhã e saída para os Montes Aberdare. Almoço no hotel Outspan. A tarde saída para o Parque Nacional de Aberdare Al Treetops. Jantar e hospedagem.

4º Dia – Montes Aberdare – Lago Nakuru/Lago Naivasha
Traslado ao hotel Oustpan para o café da manhã.
Saída para o Parque Nacional do Lago Nakuru para almoço no Lodge. Safári a tarde. Jantar e hospedagem.

5º Dia – Lago Nakuru/Lago Naivasha – Maasai Mara
Café da manhã. Saída para a Reserva Nacional de Maasai Mara, via Narok, para almoço. Safári a tarde. Jantar e hospedagem.

6º Dia – Maasai Mara
Um safári pela manhã e outro safári a tarde. Hospedagem com café da manhã, almoço e jantar.

7º Dia – Maasai Mara – Nairobi
Após o café da manhã saída para Nairobi. Chegada por volta de meio dia. Restante do dia livre para atividades opcionais. Almoço e jantar não inclusos.

8º Dia – Nairobi – Amboseli
Café da manhã no hotel e saída pela manhã para o Parque Nacional de Amboseli via Namanga/Emali. Almoço no lodge. Safári a tarde. Jantar e hospedagem.

9º Dia – Amboseli
Saída para safári pela manhã e safári a tarde. Café da manhã, almoço e jantar no Lodge.

10º Dia – Amboseli – Namanga – Arusha – Cratera de Ngorongoro
Café da manhã e saída até Namanga, localizada na fronteira Quênia/Tanzânia. Trâmites de fronteira, troca de veículos e continuação até Arusha. Almoço em restaurante em Arusha. As 14h00 saída até a região de Conservação de Ngorongoro, via Lago Manyara e Karatu. Jantar e hospedagem.

11º Dia – Cratera de Ngorongoro
Café da manhã e saída para visita de meio dia a Cratera. Restante do dia livre para atividades opcionais na região. Almoço, jantar e hospedagem.

12º Dia – Cratera de Ngorongoro – Lago Manyara
Após o café da manhã, saída até o Lago Manyara.
A tarde saída para safári no Parque Nacional do Lago Manyara. Almoço, jantar e hospedagem.

13º Dia – Lago Manyara – Arusha – Brasil
Após o café da manhã, retorno a Arusha.
Almoço em restaurante em Arusha. Em horário combinado, traslado ao aeroporto para embarque com destino ao Brasil.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Museu Pelé terá entrada grátis até dezembro; nova exposição traz fotos raras

Publicado


source
Estátua em tamanho real do craque com o uniforme da seleção
Divulgação

Estátua em tamanho real do craque com o uniforme da seleção


No Dia Mundial do Turismo, comemorado nesta segunda-feira (27), a Prefeitura de Santos, no litoral paulista, anunciou que as entradas para o Museu Pelé serão gratuitas até o fim do ano de 2021. Além de acervo histórico habitual, a instituição inaugura a exposição fotográfica “O início da Lenda – Pelé sob olhar do fotógrafo José Dias Herrera”.

A nova exposição conta a história dos primeiros dias de Pelé no Santos, onde a carreira começou. São mais de 500 fotos em exibição, sendo que nove estão em paineis, 21 enquadradas e 488 são digitais. Alguns dos registros são raros e foram cedidos pela família do fotógrafo.

O museu abriga a história do craque Edison Arantes do Nascimento e foi inaugurado em 2014 como um dos eventos paralelos à Copa do Mundo sediada no Brasil.

O Museu Pelé esstá localizado no Lardo Marquês de Monte Alegre, dentro dos antigos Casarões do Valongo. O local possui mais de 4 mil metros quadrados e é repleto de itens do acervo pessoal do jogador de futebol, que é considerado o “Atleta do Século 20”.

O público pode ver de perto itens usados por Pelé em quadra, como bolas, chueitas e camisas; além de exibir ao público as conquistas, como condecorações, medalhas e troféus. O acervo pessoal do craque também está exposto e conta com uma série de documentos históricos. Filmes, áudios, fotos e textos ajudam a contar a história.

O Museu Pelé ainda dispõe de uma camisa autografada pelo Rei, uma calada da fama com as pegadas do jogador, uma estátua em tamanho real e um mural de 200 metros quadrados pintado pelo artista e cartunista Seri, que homenageia os 50 anos do milésimo gol de Pelé.

A entrada franca ao Museu do Pelé já está valendo. O museu funciona de terça a domingo, das 10h às 18h.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; conheça cada um

Publicado


source
“007: Sem Tempo Para Morrer” chega aos cinemas na próxima quinta-feira (30), exibindo belas locações, que vão do sul da Itália à Jamaica
Divulgação

“007: Sem Tempo Para Morrer” chega aos cinemas na próxima quinta-feira (30), exibindo belas locações, que vão do sul da Itália à Jamaica


O novo longa do agente secreto James Bond estreia na próxima quinta-feira (30). “007: Sem Tempo Para Morrer” é o quinto filme da franquia estrelada por Daniel Craig, que deve contar a história a partir do momento que James Bond retorna à ação após se aposentar. 

Assim como os filmes anteriores, o filme promete prender o público com cenas de adrenalina, localizadas em cenários surpreendentes. Desse modo, mesmo se o viajante não estiver no Serviço Secreto, pode visitar as cidades percorridas pelo espião. 

Sul da Itália

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los
Unsplash

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los


“Sem Tempo Para Morrer” utiliza vários locais ao redor do sul ensolarado da Itália. A região italiana também é conhecida como Itália Meridional, Baixa Itália, ou apenas Sul. Entre os locais que integram essa porção do país estão: Abruzzo, Basilicata, Calabria, Molise e Puglia.

O Sul da Itália apresenta belas montanhas, uma vista infinita do mar e construções históricas, que se misturam com as construções da Itália, formando um panorama de tirar o fôlego.

Jamaica

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los
Unsplash

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los


Destino agitado e tropical, a Jamaica tem sido uma presença regular nos filmes de Bond. Nesta última aparição, a ilha caribenha hospeda uma cabana temporária à beira-mar na qual encontramos Bond aposentado, além de cenas envolvendo o velho amigo da CIA, Felix. 

A Jamaica é um país insular no Caribe. Colorido, vibrante e com uma cultura envolvente, também reúne paisagens naturais exuberantes. Entre montanhas, florestas tropicais e praias com recifes, o visitante irá conhecer um belo destino. 

Terras Altas da Escócia

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los
Unsplash

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los


A localização da mansão da família em ruínas de Bond em Skyfall aparece novamente no 25º filme da franquia 007. É o cenário para mais uma perseguição de carro, desta vez ao longo das margens do Ardverikie Estate, mansão nos aredores do Parque Nacional Cairngorms. 

Ilhas Faroe

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los
Unsplash

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los


O desfecho de “Sem Tempo Para Morrer” apresentará as Ilhas Faroe, um pequeno arquipélago autônomo supervisionado pela Dinamarca. A esbelta ilha de Kalsoy, ao norte, também foi utilizada como cenário.

Com onze quilômetros de extensão, contando com quatro aldeias e cerca de 75 habitantes, é um lugar especialmente dramático. É possível conhecer estradas que percorrem vales profundos, além de picos pontiagudos, situados em praias selvagens povoadas por papagaios-do-mar.

Noruega

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los
Unsplash

Novo filme do 007 apresenta cenários deslumbrantes; saiba como visitá-los


Segundo o veículo britânico Metro, a Noruega supostamente teria pagado mais de £ 4 milhões (cerca de R$ 25 milhões) para que o diretor Cary Joji Fukunaga filmasse em locações do país escandinavo.

Pagas ou não, as filmagens no país realmente aconteceram. No filme, o público irá presenciar o vilão mascarado Safin de Rami Malek caminhar pelo lago Langvann congelado, cercado por uma floresta ao norte da capital Oslo, perto da vila de Hakadal. 

Em outro momento, uma outra perseguição de carro, envolvendo James Bond em um Aston Martin, segue a lendária estrada Atlantic Ocean Road. Pulando entre ilhotas vazias por viadutos, calçadas ou pontes ao sul de Trondheim, a viagem de cinco milhas está entre as mais belas do mundo. 

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana