conecte-se conosco


Policial

Adolescente que assassinou Isabele é condena a pena máxima de 3 anos; pai apresenta filha a Deddica

Publicado

Conforme a decisão, a adolescente responderá por ato infracional análogo ao crime de homicídio doloso e qualificado (reprodução)

Por decisão da juíza Cristiane Padim da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, a adolescente que atirou e matou Isabele Ramos Guimarães, 14 anos, terá que ser internada em regime socioeducativo. A menor pegou a pena máxima de 3 anos de reclusão, podendo ser revista e atualizada a cada seis meses.

Após a decisão, publicada nesta terça-feira (19), a garota foi apresentada na Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), da Polícia Judiciária Civil. O pai dela, o empresário Marcelo Cestari, que também responde pela morte de Isabele, foi quem a levou até a unidade.

“Conveniente ressaltar que ceifar dolosamente a vida de uma pessoa é ato infracional violento; ceifar a vida de uma pessoa tida como melhor amiga no banheiro do closet do quarto da própria casa é muito mais violento em razão da vítima, por certo, não esperar tal atitude”, destacou a magistrada.

Entenda

Isabele Ramos foi morta na noite de 12 de julho na residência da família Cestari, no condomínio Alphaville em Cuiabá. A princípio, o caso era tratado como disparo acidental. Porém, com o decorrer das investigações, os policiais chegaram a conclusão que a pistola que matou a adolescente foi acionada de forma proposital pela adolescente, considerada a melhor amiga da vítima. A Politec apontou que a adolescente estava com a arma apontada para o rosto da vítima, entre 20 a 30 centímetros de distância, e a 1,44 m de altura.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil prende autor de furtos em comércios recupera objetos em Juína

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois furtos ocorridos durante a madrugada em estabelecimentos comerciais do município de Juína (735 km a nordeste de Cuiabá) foram rapidamente esclarecidos pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (05.03), com a prisão do autore dos crimes e recuperação dos objetos subtraídos cerca de uma hora após ser comunicada fatos.

O primeiro furto ocorreu no cartório do 1º Oficio da cidade, onde o criminoso arrombou a fechadura e subtraiu três folhas de cheques de clientes. Em seguido, o suspeito invadiu uma loja de cosméticos no bairro Módulo 05, de onde furtou vários objetos como esmaltes, perfumes e dinheiro.

A Polícia Civil foi comunicada dos fatos por volta das 09 horas iniciando imediatamente as diligências para identificar e prender o autor do crime. Em análise das câmeras de segurança dos estabelecimentos, os policiais conseguiram identificar o autor dos furtos, que foi preso logo em seguida.

Segundo o delegado de Juína, Marco Bortolotto Remuzzi, o suspeito é portador de tornozeleira eletrônica, com passagens criminais anteriores, sendo também identificado como autor de outro furto, ocorrido na semana passada em mais um estabelecimento comercial da cidade.

“Foi um trabalho ágil e eficiente por parte da equipe de policiais, que identificaram o suspeito e o prenderam em um curto espaço de tempo em posse dos cheques e cosméticos subtraídos. O suspeito é conhecido da Polícia e foi autuado em flagrante pelo crime de furto qualificado e por descumprimento do decreto estadual do artigo 268 do Código Penal”, disse o delegado.

Após os procedimentos de praxe, o suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória na cidade de Juína.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil de MT localiza mulher desaparecida no estado do Ceará em Nova Mutum

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma mulher que estava desaparecida no estado do Ceará desde dezembro de 2020 foi localizada pela Polícia Civil de Mato Grosso, na quinta-feira (04.03), em ação realizada pelo Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) com apoio da Delegacia de Nova Mutum (254 km ao norte de Cuiabá).

A mulher de 28 anos foi localizada em uma casa no município de Nova Mutum, onde disse estar vivendo por vontade própria. Ela estava desaparecida desde o dia 16 de dezembro, quando saiu da residência da sua mãe na cidade de Itaitinga (CE) para resolver um problema no banco e não retornou mais para casa.

Na ocasião, a vítima emprestou o cartão de crédito do padrasto para supostamente comprar uma sandália. Estranhando o fato da filha não retornar para casa, a mãe tentou entrar em contato por telefone, porém o aparelho somente dava sinal de desligado.

Diante dos fatos, a mãe entrou em contato com a operadora do cartão que informou sobre uma compra em uma empresa de passagens aéreas realizada no mesmo dia do desaparecimento da vítima.

Com informações de que a desaparecida teria vindo para o estado de Mato Grosso, a Polícia Civil do Ceará, através da 12ª Delegacia de Homicídios do estado entrou em contato, com a equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP para dar apoio na localização da vítima.

O cartaz de desaparecimento da vítima foi registrado no banco de dados de pessoas desaparecidas de Mato Grosso e divulgado no site e rede social do Núcleo de Desaparecidos que passou a receber denúncias de que a mulher estava vivendo em um sítio na zona rural de Nova Mutum.

As informações foram passadas para a equipe da Polícia Civil do município, que diligenciou até o distrito Rachão, onde supostamente a vítima estava morando, porém não conseguiram localizá-la. Em continuidade as diligências, a mulher foi localizada em uma casa no bairro Jardim Europa, no município.

Questionada, ela disse que estava bem e que estava na cidade por vontade própria. Os policiais orientaram que ela procurasse a família para dar informações sobre o seu paradeiro.

Depois de verificada as boas condições de saúde e ausência de risco para a procurada, os policiais do Núcleo de Desaparecidos comunicaram a Polícia Civil do Ceará sobre a localização da procurada.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana