conecte-se conosco


Policial

Acusado de matar esposa no Paraná é preso pela Polícia Civil em Salto do Céu

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem condenado pela Justiça do Estado de Paraná, pelo crime de homicídio qualificado cometido contra sua esposa, foi preso pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, na sexta-feira (06.09), em uma comunidade no município de Salto do Céu (371 km a Oeste).

José Teófilo, 57, estava com mandado de prisão por condenação à pena definitiva de 18 anos de reclusão em aberto, e foi preso pelos policiais civis da Delegacia de Polícia de Rio Branco, após informações repassadas pela Polícia Civil do Paraná.

Além do cumprimento da ordem de prisão, o foragido também foi autuado em flagrante por falsidade ideológica e falsificação de documento público, em razão de tentar fraudar o Sistema de Previdência Social.

Conforme investigação da Polícia Civil do Paraná, por meio da Delegacia de Polícia de Mamborê, local onde o homicídio ocorreu, José Teófilo assassinou sua esposa a golpes de faca. Depois do crime, ele foragiu da cidade. Pela autoria dos fatos, o suspeito foi condenado a pena de 18 anos de reclusão.

No decorrer das diligências, foi apurado que José Teófilo estava residindo na região do município de Salto do Céu, localidade em que possuía parentes, bem como vinha usando nome falso.

Diante das informações, a equipe da Delegacia de Rio Branco passou a diligenciar com objetivo de levantar o paradeiro do procurado, o qual acabou descoberto na comunidade rural denominada Salto das Nuvens. Também foi identificado que o fugitivo apresentava-se como o nome de José Bento da Silva, usando inclusive documento de identidade.

Com base nos fatos e de posse do mandado de prisão decretado pelo Estado PA, os policiais civis deslocaram-se até o endereço do suspeito. Ao ser abordado, ele entregou os documentos se identificando como nome falso de José Bento da Silva.

Entretanto na ocasião, foi constatado se tratar de documento falso, e dado cumprimento ao mandado de prisão pelo crime de homicídio qualificado.

O suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia de Rio Branco, interrogado e autuado em flagrante por falsidade ideológica e falsificação de documento público (por tentar driblar o Sistema de Previdência Social, uma vez, que requereu em março de 2018, o benefício de aposentadoria junto ao INSS, no nome de José Bento da Silva).

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Pedreiro é denunciado por três crimes contra menina de cinco anos

Publicado

O pedreiro e catador de reciclados Antônio Ramos Escobar foi denunciado nesta segunda-feira (28) pela 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Sorriso (a 420km de Cuiabá), por estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver da menina S.V.F.P.. O crime aconteceu em 2010, quando a vítima tinha cinco anos de idade.

Conforme o promotor de Justiça Luiz Fernando Rossi Pipino, as qualificadoras do homicídio são emprego de meio cruel, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima, e visando assegurar a ocultação e impunidade de outro crime (estupro, no caso). O denunciado, que recentemente confessou o crime, está preso preventivamente no Centro de Ressocialização de Sorriso.

De acordo com as investigações, no dia 1º de junho de 2010, por volta das 15h30m, nas dependências de uma construção, Antônio Ramos Escobar, após ter praticado atos libidinosos com a criança, matou a menina asfixiada e ocultou o seu cadáver. “No dia dos fatos, Antônio Ramos Escobar, após avistar e abordar S.V.F.P. na via pública (nas proximidades do Estádio Municipal ‘Egídio José Preima’), transportou a criança/vítima até uma construção em que trabalhava”, consta na denúncia.

Nas dependências da edificação, ele se aproveitou da ausência de vigilância e da vulnerabilidade e fragilidade da vítima para violentá-la. “No desdobramento dos fatos, Antônio Ramos Escobar, consciente e imbuído de animus necandi (vontade de matar), aproveitando-se da compleição física avantajada em relação à criança/vítima e também do local desabitado em que se encontravam àquela ocasião (recurso que dificultou e/ou tornou impossível a defesa), esganou a criança S.V.F.P., provocando-lhe, pois, a sua morte (por asfixia), tudo como forma de assegurar a ocultação e a impunidade do crime sexual anteriormente praticado”, narra Luiz Fernando Rossi Pipino.

De acordo com o promotor de Justiça, o denunciado, na sequência, ensacou o corpo da vítima e ocultou o seu cadáver em local ainda não apurado pelos agentes policiais.

 

Continue lendo

Policial

Investigado por violência domestica contra ex-companheira é preso preventivamente

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Várzea Grande (Dedmci) cumpriram na tarde desta segunda-feira (28.09) a prisão preventiva de um homem investigado por crime de violência doméstica contra a ex-companheira.

O mandado judicial foi cumprido no local de trabalho do investigado, em um fábrica de bebidas na região metropolitana de Cuiabá.

No dia 7 de setembro, o suspeito agrediu a ex-companheira na frente dos filhos. Após ferir a ex-mulher, ele fugiu do local.

Em inquérito aberto na unidade especializada pra investigar o crime, a delegada Mariel Antonini representou pela prisão preventiva do suspeito.

Após o cumprimento do mandado judicial, ele será encaminhado à unidade prisional do Capão Grande, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana