conecte-se conosco


Policial

Acolhimento de vítimas e atendimento humanizado são foco do trabalho no novo espaço da Delegacia de Lucas do Rio Verde

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso inaugurou nesta quarta-feira (15.09), em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá), o Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e Mulher, visando oferecer atendimento diferenciado e acolher para as vítimas. O novo espaço criado na Delegacia de Polícia faz parte do projeto desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

O Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e Mulher tem duas investigadoras de polícia, três estagiários, mais uma servidora cedida pela Prefeitura, além de uma profissional da área de saúde (psicóloga). Com a nova instalação, a Polícia Civil prestará um atendimento exclusivo e diferenciado para as mulheres vítimas de violência doméstica, criança, adolescente e idosos.

Os boletins de ocorrência serão registrados em uma sala separada, privativas e decoradas no padrão feminino, bem como serão atendidas exclusivamente por servidoras mulheres. Dos vários detalhes da estrutura, o principal é que a vítima não estará no mesmo ambiente do agressor, que ficarão em outro espaço da delegacia. Razão pela qual esse ambiente proporcionará mais segurança, além de ser acolhedor e confortável.

No local também será feito o requerimento de medidas protetivas, o acompanhamento específico de cada caso, entre outras providências de urgência.

WhatsApp%20Image%202021-09-13%20at%2016_

Conforme o delegado titular do município, Marcello Henrique Maidame, as vítimas de violência doméstica e de crimes sexuais, na maioria das vezes, estão fragilizadas emocionalmente. Então, a partir de agora a Polícia Civil de Lucas do Rio Verde terá um espaço adequado para melhor acolher esse tipo de público. Maidame explicou que desde o primeiro contato que se inicia com o registro da ocorrência, será feito exclusivamente por mulheres, capacitadas para realizar um  especializado. O Núcleo irá também receber outros segmentos de vítimas, como crianças, adolescentes e idosos.

“Ter um espaço exclusivo de atendimento a essas vítimas de agressões físicas e psicológicas é de extrema importância. A equipe profissional é composta por mulheres, fazendo com que todas elas se sintam mais acolhidas e protegidas. O objetivo é também dar apoio psicológico e orientações através de psicóloga que atuará no local núcleo. Com essa criação buscamos ao final encorajar as vítimas para que denuncie as agressões, solicitem as medidas protetivas, evitando assim a impunidade dos crimes desta modalidade”, finalizou o delegado.

Durante a cerimônia de inauguração a primeira-dama de Lucas do Rio Verde e secretária de Assistência Social do município, Janice Vaz Ribeiro, falou do momento muito importante para o município e da importância dessa parceria com o Poder Executivo e toda a Rede de Enfrentamento, pois sozinho ninguém faz nada.

“A gente percebe que todo mundo está engajado e querendo fazer mais e mais. Não tenho dúvida que essa inauguração é uma pequena sementinha e vai trazer muitos e muitos frutos para a sociedade. Confiamos muito no trabalho da Delegacia de Lucas do Rio Verde e temos a certeza que farão um excelente trabalho em prol ao combate da violência contra a mulher, criança, adolescente e idosos de nosso município”, disse Janice.

O delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval, agradeceu a parceria para a concretização do projeto tão relevante para Lucas do Rio Verde, que é um município que se desenvolve ano a ano com o crescimento populacional, estrutural e as necessidades de um maior amparo às mulheres vítimas de violência doméstica, cada vez mostram necessários.

A criação desse Núcleo de Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica é uma prioridade da atual gestão da instituição, principalmente em unidades policiais de médio e grande porte, e que ainda não possuem as Delegacias Especializadas instaladas. “A Polícia Civil implantará um kit de escuta humanizada que trará ainda mais tecnologia e garantia às vítimas (mulheres, crianças, adolescente e idosos) de violência, de que a prova obtida do crime em tese cometido pelo agressor, sejam, cada vez mais bem aplicáveis no processo”, pontuou o gestor. 

Dermeval agradeceu o empenho da sociedade de Lucas do Rio Verde e da primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes, que colaborou com o projeto da Polícia Civil, e hoje Lucas do Rio Verde um dos projetos mais bem estruturados de Mato Grosso.

WhatsApp%20Image%202021-09-13%20at%2016_

Também participaram da inauguração, o diretor do Interior, Walfrido do Nascimento, o prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz Ribeiro, o secretário adjunto de Direitos Humanos da Setasc, Kennedy Dias, além de juízes de Direito, promotores, vereadores, delegados, escrivães, investigadores de polícia, e outros convidados.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil prende autor de tortura e cárcere privado contra funcionário de empresa na região Oeste de MT

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Policiais civis cumpriram nesta quarta-feira (20.10), em uma fazenda no município de Vale do São Domingos, na região Oeste do estado, o mandado de prisão contra um homem de 37 anos, investigado pelos crimes de tortura, sequestro e cárcere privado, que envolvem grilagem de terras na região.

Contra o alvo da prisão foi cumprido também mandado de busca, que resultou na apreensão de quatro armas de fogo, duas delas de pressão, mas adaptadas, além de luneta, munições. As ordens judiciais foram executadas por equipes das Delegacias de Pontes e Lacerda e de Jauru.

Outro funcionário da fazenda foi preso por posse ilegal de arma de fogo e contra ele foi constatado um mandado de prisão preventiva oriundo da Comarca de Ji-Paraná (RO).

Crime

Conforme a apuração realizada pela equipe de investigação da Delegacia de Pontes e Lacerda, no dia 09 de setembro deste ano, a vítima, de 44 anos, voltava por uma estrada rural quando foi abordada por duas pessoas. Armados com uma carabina e um revólver, os suspeitos realizaram disparos contra o veículo e próximo da vítima, a obrigando a parar e fazendo ameaças, de que estavam há tempos procurando pela vítima.

Em seguida, os suspeitos mandaram a vítima deitar no chão e lhe amarraram os braços, a conduzindo em seguida para a fazenda onde foram cumpridas as buscas nesta quarta-feira.

Na propriedade, a vítima permaneceu amarrada pelos braços e pernas a noite toda e a todo momento, os suspeitos apontavam uma arma de fogo e faziam ameaças de morte.

Posteriormente, a vítima foi levada até outro local, onde havia sinal de celular, e os suspeitos fizeram contato com outra pessoa. Depois, fizeram dois disparos próximos à cabeça da vítima que, em seguida, sofreu novas ameaças de morte e tortura, inclusive contra sua família.

No dia seguinte, por volta das 15 horas, a vítima foi liberada do cárcere privado e procurou a Polícia Civil, informando que trabalha há vários anos na região e não havia passado anteriormente por nenhuma situação semelhante.

A partir das informações coletadas, o delegado Marlon Luz representou pelas medidas judiciais, necessárias para coletar novos elementos que vão subsidiar o inquérito sobre  prática dos crimes de tortura, sequestro e cárcere privado, além do possível envolvimento de outras pessoas. 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícias Civis de MT e AC prendem integrante de organização criminosa voltada para estelionato pela internet

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de integrar uma organização criminosa voltada para golpes cometidos pela internet foi preso em flagrante em ação conjunta da Polícia Civil de Mato Grosso, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá e Polícia Civil do Acre.

O suspeito de 21 anos foi encontrado com grande quantidade de dinheiro e itens adquiridos com o dinheiro do golpe e foi atuado em flagrante pelo crime de estelionato.

As investigações iniciaram após a equipe da Derf Cuiabá receber informações sobre duas vítimas da de Rio Branco (AC) que foram lesadas em mais de R$ 17 mil, através do golpe conhecido como “Golpe da OLX”, em que o estelionatário mantém conversa como anunciante/vítima que publica a venda de um veículo no site, demonstrando interesse no bem e pedindo que retire o anúncio.

Posteriormente, o suspeito anuncia o mesmo veículo em outro perfil, conseguindo um comprador interessado (neste caso a segunda vítima) e mediante artifício ardiloso, promove o encontro das vítimas, sendo que o comprador analisa o veículo e depois fecha negócio com os fraudadores, que indicam conta de terceiros para o depósito dos valores.

A vítima, moradora do estado do Acre, efetuou transferência para três agências e correntistas diferentes de agências bancárias localizados em Cuiabá. Com base nas informações passadas pela Polícia Civil de Rio Branco, os policiais da Derf conseguiram identificar o suspeito que foi preso em flagrante com mais de R$ 12 mil em espécie e compras recém-efetuadas com o dinheiro do golpe.

O suspeito, morador do bairro Novo Paraíso 2, não possui ocupação lícita porém possui cinco contas em bancos diferentes somente para recebimento de valores provenientes dos golpes. Questionado, ele confessou a participação nos golpes e revelou que fica com 20% dos valores depositados pelas vítimas.

O delegado responsável pelas investigações, André Monteiro, representou pelo bloqueio das contas bancárias e disse que diante dos elementos colhidos, ficou evidenciado que o suspeito é membro de uma organização criminosa interestadual, estruturada pela divisão de tarefas de seus componentes com a finalidade de aplicar crimes reiterados de estelionato qualificado pela fraude eletrônica.

“Os criminosos se organizam de forma pulverizada, com seus membros atuando em tarefas distintas, residindo em estados diferentes, assim como as vítimas e operam com transferências bancárias em várias contas, para facilitar saques e outras transferências principalmente para dificultar a investigação policial”, explicou o delegado.

O preso foi encaminhado para audiência de custódia, ficando a disposição da Justiça. As investigações seguem em andamento para identificar e prender outros envolvidos nos crimes.

“A ação e prisão do suspeito ocorreu graças a parceria das Polícias Civis dos estados do Acre e Mato Grosso, outras atuações com policiais de cidades do interior e de outros estados é cada vez mais necessária e estão dando certo no combate aos crimes de estelionato”, finalizou o delegado.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana