conecte-se conosco


Carros e Motos

Aceleramos o SUV Tesla Model X P100D, verdadeiro pesadelo dos supercarros

Publicado


source
Tesla Model X P100D: SUV que anda mais que supercarro e leva até sete pessoas dentro com conforto
Guilherme Menezes/ iG Carros

Tesla Model X P100D: SUV que anda mais que supercarro e leva até sete pessoas dentro com conforto

Ferrari F8 Tributo, Lamborghini Aventador S, McLaren 720 S, Pagani Huayra… sabe me dizer o que esses jatos sobre quatro rodas têm em comum? Se a resposta for que são fenomenais, está correto.

Mas se disser que nenhum deles acelera mais do que um SUV de família, com sete assentos individuais, a resposta é espantosa, mas também será correta. O que seria? É o Tesla Model X P100D , que aceleramos no autódromo do Haras Tuiuti (SP), com exclusividade.

São vários os pomtos curiosos sobre esse carro. Os pouquíssimos anunciados nos classificados podem ser encontrados por R$ 900 mil. Quanto custam aqueles puro-sangue que citamos acima? R$ 2 milhões… R$ 4 milhões… R$ 6 milhões… Será que esse SUV elétrico tem bom custo-benefício? Com absoluta certeza que sim.

Além disso, conta com o modo de condução semi-autônomo mais completo — e polêmico — do mundo. Vários casos de motoristas dormindo ao volante foram registrados. Um deles, inclusive, aqui no Brasil . Como se não bastasse, o carro traz uma série de “truques”.

Entre os quais, há configurações aplicadas aos assentos que simulam sons e um modo que inicia uma verdadeira performance artística do carro, que começa a tocar música alta, piscar as luzes e movimentar as portas. É ou não é de outro mundo mesmo?

As linhas do carro e os demais equipamentos seguem o mesmo padrão. Tem visual futurista , com cortes afilados e linhas suaves, jogo de luz e sombra na carroceria, entradas de ar (falsas) que conferem uma agressividade mais minimalista e portas do tipo asa de gaivota na traseira.

Por dentro, um visual digno de caça militar. Tem vidros bipartidos, pára brisa que encobre pelo menos ⅓ do teto, central multimídia de 17 polegadas , cluster multifuncional de 12,3 polegadas, assentos individuais com desenho semi-concha para todos os ocupantes, entre outros.

Vale lembrar que absolutamente tudo do carro é personalizável pela central multimídia. Luzes, suspensão, modos de condução , entre outros itens. Absolutamente tudo. Quando fui procurar algum defeito no carro, dentro da pouquíssima disponibilidade que tivemos para avaliá-lo, torci o nariz para o ultrapassado seletor das marchas , que é idêntico ao que equipava carros da Mercedes até meados de 2018. Mas apenas isso.

Pancada nas costas

Cheio de tecnologias e recursos lúdicos, o SUV elétrico tem seu lado agressivo na
Divulgação

Cheio de tecnologias e recursos lúdicos, o SUV elétrico tem seu lado agressivo na “manga”

Ao volante, você pode ser o que quiser. Graças à infinidade de possibilidades de configuração e de modos de condução, o carro pode ser alto ou baixo de altura de suspensão, dócil como o SUV familiar , arrojado e violento como o super-SUV, bem como lúdico e descolado, tal como a maioria dos felizardos que o procuram para poderem chamar de seu.

Como estávamos em uma pista fechada, “sentamos o pé” de uma vez para ver como é a sensação de 2,4 toneladas acelerando até 100 km/h em exatos 3 segundos. Graças aos seus dois motores que trabalham de maneira combinada, você obtém 680 cv e 98,6 kgfm enviados às quatro rodas, tanto ao sair parado, quanto ao chegar na sua velocidade final de 250 km/h (limitada eletronicamente).

Além da certeza de que, um dia, partiremos desta para uma melhor, outra certeza da vida, quando pisamos no acelerador do Tesla de uma vez, é a de que iremos “colar” no encosto. Isso independentemente da velocidade inicial. E não adianta querer tentar impedir.

Ao mesmo tempo, o Tesla Model X — SUV da fabricante com US$ 1 trilhão de valor de mercado — executa tudo de maneira previsível e controlada. Sua suspensão do tipo bolsas de ar se regulam conforme o jogo de carroceria, a demanda do acelerador e as condições de aderência do asfalto. E mesmo que faça curvas de forma tão veloz, permanece um carro confortável. Se você optar pela autonomia, pode rodar até 542 km antes da recarga completa.

Leia Também

Esse seria o futuro? Apesar de tudo indicar que sim, ainda não sabemos ao certo. Entretanto, de fato, o Tesla Model X P100D e os demais modelos da fabricante norte-americana serviram, servem e servirão de exemplo para tudo o que nós conhecemos da seara dos elétricos, da inteligência artificial e da mobilidade. Não me pergunte o que mais a Tesla poderá desenvolver, porque sou apenas alguém do Planeta Terra.

Leia Também

Ficha técnica: Tesla Model X P100D

Peso: 2441 kg

Motor: Dois motores elétricos que geram 680 cv e 98,6 kgfm (combinados)

Desempenho: 0-100 km/h em 3,1 segundos e máxima de 250 km/h (limitados eletronicamente)

Transmissão: Tração direta nas quatro rodas de apenas uma marcha mais a ré

Autonomia: 542 km

Comprimento: 5,04 m

Distância entre-eixos: 2,97 m

Largura: 2,27 m

Altura: 1,63 m

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

BMW revela duas unidades da R18 customizadas em feira na Itália

Publicado


source


BMW R18 M customizada recebe a letra M da divisão de modelos preparados da marca alemã
Divulgação

BMW R18 M customizada recebe a letra M da divisão de modelos preparados da marca alemã

A BMW Motorrad, divisão de motor do BMW Group , anuncia a apresentação que está fazendo durante um dos maiores eventos da Itália voltado para o motociclismo, o Verona Motor Bike Expo, que acontece entre os dias 13 e 17 de janeiro.

O modelo em questão é o R18 que ganhou a nomenclatura M . Foram duas unidades preparadas pela revista italiana LowRide e pela American Dreams , empresa especializada em customização de motos.

O objetivo era dar uma aparência mais esportiva e aerodinâmica, com um esquema de pintura vermelho, azul e roxo que adorna a motocicleta. Ela também possui uma tampa de cabeçote, dutos de admissão e outras peças produzidas em fibra de carbono.

A American Dreams também equipou a moto com novos tubos de escape com eixos niquelados. Várias mudanças foram feitas no chassi, na suspensão e na carroceria do R18 , enquanto o assento é revestido de couro novo e macio.

Leia Também

Outra moto apresentada pela BMW foi a R18 Aurora . Foi customizada pelo Garage 221 que transformou o R18 em uma cruiser tradicional com para-lamas envolventes.

A empresa usou o assento de uma BMW 1200 C de 2005 e também criou os suportes ‘Batwing’ dos piscas de uma R 100 de 1982 e parte do quadro traseiro de uma K 75 de 1991.

Quanto à parte de pintura, a customizadora optou pelo tom de vermelho que também foi emprestado de um RT 100 de 1983 e muitas das peças principais, segundo a empresa foram feitas inteiramente à mão.

A Garage 221 trabalhou com Leo Vince para criar um sistema de escapamento personalizado para a moto e também a equipou com uma grade do radiador de óleo inspirada em vários carros BMW da década de 1960.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Projeções revelam como deverá ficar a versão cupê do Chevrolet Tracker

Publicado


source
Chevrolet Tracker cupê: nova versão do modelo aposta no apelo dos SUV e no arrojo para chamar atenção
Projeção: Kleber Silva

Chevrolet Tracker cupê: nova versão do modelo aposta no apelo dos SUV e no arrojo para chamar atenção

A GM precisa de mais SUVs para aumentar suas vendas no conturbado mercado brasileiro e tudo indica que a versão cupê do Tracker está a caminho.

As vendas de utilitários esportivos atingiram 42,9% em 2021, conforme a Fenabrave, ante 32,7% em 2020, um aumento de quase 10 pontos percentuais. Portanto, o segmento nunca esteve tão em alta e as fabricantes trabalham para oferecer mais novidades.

Bastante prejudicada pela falta de semicondutores na indústria, a GM vai tentar uma recuperação no mercado brasileiro em 2022 com uma série de novidades, algumas delas que eram para ter chegado no ano passado, como o Bolt e as versões RS de Cruze Sport e Equinox . Porém, além disso, também aposta na nova geração da picape Montana e em um SUV com ares de cupê para brigar com o Fiat Fastback.

O carro foi flagado pelo site coreano  Burlappcar e deverá chegar ao Brasil até o ano que vem, provavelmente fabricado na Argentina, sobre a mesma plataforma GEM do Tracker convencional, fabricado em São Caetano do Sul (SP). Entre as principais diferenças da versão cupê ficará por conta do desenho, cujas linhas foram antecipadas pelas projeções do designer Kleber Silva .

Leia Também

Chevrolet Tracker cupê deverá um discreto defletor de ar na traseira para reforçar a imagem de esportividade do carro
Projeções/ Kleber Silva

Chevrolet Tracker cupê deverá um discreto defletor de ar na traseira para reforçar a imagem de esportividade do carro

Pelas imagens, é possível notar, além do perfil em formato de gota, os vincos profundos nas laterais para dar uma ideia de maior robustez e esportividade ao SUV da GM que terá em torno de 4,30 metros de comprimento, um pouco maior que o Tracker convencional, que conta com 4,27 m por 1,79 m de largura e 1,63 m de altura.

Na parte mecânica, a GM não deverá fugir do que já está disponível hoje em dia para os modelos da plataforma GEM, o que significa que o Tracker cupê poderá vir com motor 1.0 ou 1.2 turbo e câmbio automático de seis marchas com tração apenas dianteira. Mais detalhes devem aparecer numa data mais próxima do lançamento, em 2023.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana