conecte-se conosco


Saúde

Ação judicial derruba o aplicativo ‘kit covid’ de Bolsonaro e Pazuello

Publicado


source
Ministro da Saúde Eduardo Pazuello
Agência Brasil

Ministro da Saúde Eduardo Pazuello

O presidente Jair Bolsonaro e seu ministro da saúde, Eduardo Pazuello , tiveram mais uma derrota em suas medidas ao enfrentamento da proliferação no novo coronavírus . Na quarta-feira (20), o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL), entrou com uma ação na Justiça pedindo o retiramento do aplicativo ‘TrateCov’, do Ministério da Saúde. As informações foram apuradas pelo Brasil 247. 

Tal aplicativo receitava ‘tratamentos precoces’ contra a covid-19 sem qualquer recomendação de autoridades ou órgãos de saúde. Após o pedido, a Justiça retirou o aplicativo ‘TrateCov’ do ar, seguindo o pedido protocolado do deputado Freixo

Tratamento com hidroxicloroquina era uma das dicas que constava no aplicativo agora, desativado. Porém, o site ‘TrateCov’ ainda permanece acessível na internet.  

“Pazuello tem que responder por crime contra a saúde pública”, disse Freixo, ontem (20), em postagem em sua rede social.  

Fonte: IG SAÚDE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19: Brasil tem segundo dia com mais mortes confirmadas

Publicado


O Brasil teve o segundo  dia com mais novas mortes confirmadas desde o início da pandemia de covid-19. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram mais 1.800 óbitos. Esse resultado só ficou abaixo do recorde, também nesta semana, de 1.910 vidas perdidas, notificadas no balanço de quarta-feira (3).

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil. Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil.

Boletim 05 março covid-19, por Divulgação/Ministério da Saúde

As mortes registradas nesta sexta-feira (5) superaram as de ontem (4), quando o balanço diário sobre a pandemia marcou 1.699 falecimentos. No total, 262.770 pessoas já perderam a vida para a covid-19 desde o início da pandemia.

O Brasil também registrou hoje o recorde de mortes por semana. O número foi divulgado pelo Ministério da Saúde no mais novo boletim epidemiológico sobre a pandemia do novo coronavírus.

Ainda há 2.892 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

As informações foram divulgadas na atualização diária do Ministério da Saúde de hoje. O balanço é elaborado a partir das informações levantadas pelas autoridades estaduais e locais de saúde sobre casos e mortes provocados pela covid-19.

O balanço de hoje também marcou o segundo dia com mais novos casos registrados, com mais 75.495 diagnósticos confirmados. A soma foi menor apenas do que a do dia 7 de janeiro, quando foram acrescidos às estatísticas mais 87.843 pessoas infectadas. Ontem, os novos casos totalizaram 75.102.

Com os diagnósticos positivos registrados na atualização, a soma de pessoas infectadas desde o início da pandemia alcançou 10.869.227. Ontem o total estava em 10.793.732.

O número de pacientes recuperados alcançou 9.671.410 e o de pessoas com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 935.047.

Estados

A lista de estados com mais mortes pela covid-19 é liderada por São Paulo, com 61.064 óbitos. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (33.607); Minas Gerais (19.204); Rio Grande do Sul (13.188) e Bahia (12.353).

Já as unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.047); Amapá (1.156); Roraima (1.160); Tocantins (1.565) e Sergipe (3.003).

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Saúde

Pazuello visita SC e diz que “não tem mágica” para criar mil leitos em um dia

Publicado


source
Ministro de Saúde, general Eduardo Pazuello
Isac Nóbrega/PR

Ministro de Saúde, general Eduardo Pazuello

O ministro da Saúde , general Eduardo Pazuello , visitou nesta sexta-feira (5) a Chapecó, em Santa Catarina , e disse que “não tem mágica” para criar mil leitos em um dia para atender pacientes contaminados com o novo coronavírus (Sars-CoV-2). A declaração do chefe da pasta foi dada durante entrevista coletiva em um centro de eventos que abriga pacientes com a Covid-19 .

“O olhar das pessoas que estão trabalhando pareceram muito motivadas. Isso demonstra por si só qual é a sensação da resposta [de atendimento aos pacientes]. Não tem mágica, você não faz mil leitos em um dia. Vai subindo, faz 60, 70, até termos capacidade de atender todo mundo, o mais rápido possível”, disse o ministro.

A situação da pandemia se agravou em Santa Catarina, principalmente a partir de fevereiro, e há falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). De acordo com boletim divulgado nesta sexta-feira (5) pelo governo estadual, 291 pessoas estavam na lista para transferência para um leito de UTI-Covid em Santa Catarina, a maior parte na região Oeste.

Hoje a cidade de Chapecó é a quarta com mais pacientes confirmados com Covid-19 desde o início da pandemia e a quinta com mais mortes. São 27.057 casos confirmados e 325 óbitos.

Pazuello também se encontrou com o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) e o secretário de Estado da Saúde André Motta.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana