conecte-se conosco


Entretenimento

‘A Fazenda 13’: “Não vou me calar”, diz Liziane Gutierrez

Publicado


source
Liziane Gutierrez irá processar participantes
Reprodução/Record

Liziane Gutierrez irá processar participantes

Liziane Gutierrez usou as redes sociais nesta segunda-feira (27) para fazer um desabafo sobre o que sentiu dentro do confinamento de ‘A Fazenda 13’. A primeira eliminada do reality rural da Record prometeu entrar na Justiça contra dois peões: Nego do Borel e Erasmo.

“Sim, sofri pressão psicológica e exclusão dentro do confinamento. Ouvi palavras duras, fui tratada com grosseria e frieza diversas vezes. Queriam me fazer sentir culpada por erros que não eram meus e mais uma vez inferiorizando a voz da mulher ou diminuindo nossa força”, contou.

“Não vou me calar, já estou cansada! Vamos enfrentar essa misoginia e machismo estrutural. Como já sabem estou entrando com uma ação judicial contra o funkeiro Nego do Borel, por ter feito bullying e ferido minha integridade moral no reality”, começou a influenciadora sobre ter sido chamada de ‘coringa’.

Liziane contou também o motivo de processar Erasmo “Já me reuni com os advogados e também estamos com todos os vídeos e provas do que o Erasmo Viana cometeu comigo, todo o abuso psicológico que eu passei no programa. Caso exista a vitória, vou doar o valor para instituições e ONGs que apoiam mulheres vítimas da violência psicológica, material, sexual ou física. Não fiquem em silêncio, vamos nos unir porque juntas somos mais fortes”. Veja em vídeo:


Fonte: IG GENTE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Sônia Braga: “Gilberto foi um dos autores mais revolucionários da TV”

Publicado


source
Sônia Braga, atriz e roteirista
Divulgação

Sônia Braga, atriz e roteirista

Poucos anos após estrelar a adaptação de “Gabriela” (1975), Sônia Braga viveria uma das personagens mais famosas de sua carreira na TV, a Julia Mattos de “Dancin’ Days”, marcando também o primeiro grande sucesso de Gilberto Braga como novelista.

A atriz de 71 lembrou o amigo, que morreu nesta terça-feira (26), aos 75 anos, após enfrentar uma infecção sistêmica a partir de perfuração de esófago, sem conseguir resistir as complicações. Ele estava nternado no Hospital Copa Star, Zona Sul do Rio.

Leia Também

“Em 1978, Daniel Filho me chamou para uma novela e fiz um teste para a personagem com (a querida) Glorinha Pires. E ali nasceu o que seria um dos papéis mais importantes da minha vida, a Julia Mattos de ‘Dancin’ Days’. Como falar de alguém que nos deu esse presente tão importante, que foi dividido com o Brasil inteiro? Gilberto foi um dos autores mais revolucionários da tevê brasileira. A sua fina ironia e a imensa capacidade de radiografar a sociedade brasileira em histórias marcantes e bem engendradas farão falta”, iniciou ela.

“Mas sentirei ainda mais falta do amigo. Gilberto passou a fazer parte de mim, da minha vida, da minha história. As nossas conversas eram ótimas e divertidas. Gostávamos de filmes de época, dos dramas e romances. Amávamos o amar. Voltamos a nos ver em ‘A força de um desejo’, um breve mas lindo reencontro. É triste saber que Gilberto partiu. Segue aqui todo o meu carinho para o Edgard, seu marido e companheiro por tantas décadas, e para toda a sua família”, completou a atriz.

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Entretenimento

Irmã de Gilberto Braga lamenta morte do autor: “Ele escrevia o que sentia”

Publicado


source
Rosa Maria Araujo e Gilberto Braga
Reprodução/Divulgação

Rosa Maria Araujo e Gilberto Braga

Historiadora e diretora do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Rosa Maria Araujo lembra da relação com o irmão Gilberto Braga e da força de sua obra. O novelista morreu na terça-feira (26), aos 75 anos, após enfrentar uma infecção sistêmica a partir de perfuração de esôfago , sem conseguir resistir as complicações. Ele estava internado no Hospital Copa Star, Zona Sul do Rio.

“O Gilberto era o sonho de consumo de irmão. Porque ele era muito ligado à família, gostava muito de tradições. Ele era o irmão mais velho, nós somos três. Sempre foi muito estudioso, muito curioso, muito inteligente e apaixonado por cinema, por música, por cultura, por televisão. Era muito original, foi aluno do Colégio Pedro II, foi professor da Aliança Francesa, foi crítico de teatro e depois um escritor de televisão. Ele escrevia o que ele sentia, o que ele pensava, o que ele pesquisava. Foi um discípulo de Janete Clair, muito brilhante e muito verdadeiro. Nós éramos muito companheiros. E o Edgar, seu marido, vai continuar sendo o líder dessa relação familiar tão bonita do Gilberto com todos nós, irmão, sobrinhos e amigos muito queridos”.

Leia Também

Autor de novelas que marcaram época na TV, como “Vale Tudo”, Gilberto foi um dos maiores sucessos da Globo na década de 80. Há algum tempo, o carioca sofria de Alzheimer. Além da irmã, ele deixou o decorador Edgar Moura Brasil, com quem era casado.

Fonte:

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana