conecte-se conosco


Mulher

7 tipos de pincéis fundamentais para a maquiagem

Publicado

source
7 tipos de pincéis fundamentais para a maquiagem
Redação EdiCase

7 tipos de pincéis fundamentais para a maquiagem

Conheça as características de cada um deles e saiba como utilizá-los

Quando começamos a desbravar o imenso mundo da maquiagem, descobrimos que existem modelos de pincéis diferentes para cada aplicação de produto. Além disso, a escolha correta dessa ferramenta pode ajudar no efeito final da make.  

Por exemplo, para esfumar o olho não adianta ter uma sombra linda, mas não ter um pincel para sombra. Você até conseguirá aplicar o produto nas pálpebras dos olhos, mas o resultado não ficará tão legal.  

Por isso, perguntamos para Brunno Valentino, cabeleireiro e maquiador, quais são os pincéis fundamentais para fazer uma boa maquiagem. Confira os tipos indicados por ele! 

1. Pincel para base

O pincel de base convencional, com corte na diagonal, é mais fácil de encontrar, funciona tanto com bases líquidas quanto com cremosas, promove cobertura de média à alta e possui cerdas firmes.

> 5 dicas para ter sobrancelhas incríveis

2. Pincel para corretivo

Pincel de cerdas sintéticas, achatado e pequeno, como se fosse uma versão mini e magrinha do pincel de base convencional. Este pincel de corretivo é clássico. Eficaz na aplicação de corretivos líquidos e cremosos, ideal para cobrir pequenas manchas, como marcas de espinhas, e para depositar o produto sobre as olheiras. 

3. Pincel para lábios

Esse pincel é indispensável! Pequeno, levemente fino e achatado, com ponta arredondada e cerdas sintéticas. Possibilita o preenchimento dos sulcos labiais, fato que, por consequência, aumenta a duração do batom, além de homogeneizar a cor e possibilitar o delineado correto dos lábios. 

4. Pincel para pó

O pincel destinado à aplicação de pó (seja compacto, solto, translúcido ou com cor) deve ser grande, cheio, fofo, com formato arredondado e composto por cerdas naturais, que não irão arranhar a base previamente aplicada.

Vários outros tipos de pincéis, com diferentes tamanhos e formatos, também podem ser utilizados para aplicação do pó. Contudo, um pincel com as características citadas acima irá executar com eficiência e sta etapa da maquiagem com praticamente todos os tipos de pós.

Entenda como o uso maquiagem vencida aumenta as chances de problemas na pele

5. Pincel para esfumar

Pequeno, composto por cerdas naturais, com formato arredondado e gordinho. Ideal para marcar o côncavo e esfumar as cores.

alt
Pincel para delinear os olhos (Imagem: Shutterstock)

6. Pincel para delinear

Este pincel é multifuncional. Serve para contornar os olhos nas pálpebras superior e inferior, delinear a linha d’água, preencher sobrancelhas e aplicar delineadores em gel. Pequeno, bem fino, com cerdas firmes e topo chanfrado (em corte diagonal).

4 tipos de delineados para valorizar a maquiagem

7. Pincel para sombras

Pequeno, feito com cerdas naturais e no formato achatado. Quanto mais firmes forem as cerdas, maior será a precisão, o potencial de construção e a intensificação dos pigmentos na maquiagem. 

Veja mais dicas de maquiagem na revista Maquiagem com Estilo

Fonte: IG Mulher

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mulher

Novo estudo identifica três tipos de orgasmo feminino

Publicado

Os orgasmos receberam o nome de
Ana Melo

Os orgasmos receberam o nome de “onda”, “avalanche” e “vulcão”

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Charles em Praga, na República Tcheca, e do Centro de Saúde Genital e Educação, identificou três tipos de orgasmo feminino: “onda”, “avalanche” e “vulcão”. A descoberta foi publicada na revista científica Journal of Sexual Medicine.

Os nomes se referem à maneira como os movimentos do assoalho pélvico ocorreram durante a preparação para o orgasmo e a liberação da tensão no orgasmo.

Os cientistas caracterizaram como “onda” quando o assoalho pélvico apresenta ondulações ou contrações sucessivas de tensão e liberação no orgasmo. Já a “avalanche” ocorre quando há uma tensão mais elevada do assoalho pélvico com contrações que diminuem a tensão durante o orgasmo. Já o “vulcão” é caracterizado pelo assoalho pélvico permanecendo em uma tensão mais baixa antes de aumentar drasticamente no clímax.

Para o estudo, 54 mulheres usaram um vibrador conectado por Bluetooth, chamado Lioness, detecta a força das contrações do assoalho pélvico em dois sensores laterais, para que esses padrões possam ser analisados.

As mulheres, que realizavam as tarefas em casa, foram instruídas a se masturbarem até chegarem ao orgasmo e desligar o aparelho dois minutos após alcançarem o clímax. As voluntárias repetiram as ações por vários dias. Elas também foram solicitadas a realizar um teste de controle, no qual inseriam o vibrador, mas não se estimularam.

Os resultados apontaram que quase 50% das mulheres (26) tiveram orgasmos de “onda”, enquanto 17 tiveram “avalanches” e 11 tiveram “vulcões”.

Uma descoberta importante foi que cada mulher experimentou consistentemente apenas um dos três tipos. Alguém que tem um padrão de orgasmo provavelmente não será capaz de experimentar nenhum dos outros, embora não tenha sido estabelecido se isso é ou não possível ter outros movimentos do assoalho pélvico ou se isso é apenas menos comum.

“Estamos fazendo um estudo de longo prazo de mulheres usando o Lioness para ver como esses diferentes padrões de orgamos são experimentados, quais são os níveis de prazer e de onde vem a estimulação que os induz”, disse James Pfaus, professor de neurociência da Universidade Charles e principal autor do estudo, em comunicado.

Entre no canal do iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Empresária transforma experiência com depressão em negócio lucrativo

Publicado

Tatiana Pimenta usou sua experiência com a depressão para criar a Vittude
Divulgação

Tatiana Pimenta usou sua experiência com a depressão para criar a Vittude

Foi de sua experiência pessoal com a depressão que a engenheira civil Tatiana Pimenta tirou a ideia de construir um negócio até então inédito no mercado: uma healthtech para unir psicólogos a pacientes. A Vittude, fundada em parceria com Everton Höpner (COO), está completando 6 anos com números expressivos. São mais de 500 mil consultas realizadas em sua plataforma, que somam 30 milhões de minutos de terapia.

A Vittude gerou mais de R$32 milhões de renda a cerca de 2900 psicólogos ao longo da sua história. Com clientes como Grupo Boticário, Banco do Brasil, SAP e Telhanorte Tumelero em seu portfólio, ao todo são mais de 170 empresas que confiam na Vittude para levar saúde mental aos seus colaboradores.

Entre no  canal do iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais! 

“Eu tive uma experiência péssima quando sofri de depressão, a gente não quer falar do assunto, não tem vontade de levantar, quando decidi buscar ajuda tentei o plano de saúde, mas foram vivências muito ruins. Decidi criar algo que pudesse facilitar o acesso a um profissional de saúde mental”, lembra a empresária.

A plataforma chegou oferecendo suporte aos psicólogos, com agenda online, consultório virtual, prontuário eletrônico, serviços pelos quais eles pagam para usar. Na outra ponta, vieram as empresas, com as demandas de seus funcionários.

“A pandamia chegou em março de 2020 e a gente tinha sete clientes. A necessidade de cuidar da saúde mental surgiu, ganhou urgência, as pessoas estavam morrendo, muitos em trabalho remoto e isolamento social, convivendo com a ansiedade, cansaço, exaustão. A demanda explodiu. De 7 passamos para 170 clientes. As coisas aconteciam em uma velocidade muito rápida, foi um furacão”, lembra. Sair para captar recursos foi um percurso natural e ela conseguiu uma injeção de grana.

Durante sua trajetória, a Vittude teve grandes marcos de reconhecimento como os aportes recebidos pela Redpoint eventures, pelo Scale Up Ventures da Endeavor e também pela Crescera Capital que, juntos, somam mais de R$ 40 milhões.

Acompanhe também perfil geral do Portal iG no Telegram !

“A Vittude foi pioneira no segmento de psicologia online no Brasil e uma das grandes articuladoras da regulamentação do serviço em 2018, dois anos antes da pandemia. Construir uma empresa em um setor rodeado de estigma é desafiador, mas ao mesmo tempo gratificante, especialmente para uma pessoa que já conviveu com um quadro de depressão”, explica.

Pimenta esclarece que o trabalho sempre foi pautado na curadoria dos profissionais de psicologia, de modo a garantir à população uma experiência diferenciada e positiva no momento da consulta. “A mente humana é sofisticada, demanda conhecimento especializado e competência técnica para seu manejo. Por essa razão, sempre investimos em ter profissionais experientes e muito bem capacitados junto conosco”, afirma.

tatiana pimenta vittue
Divulgação

Tatiana Pimenta é a CEO da Vittude

Para as empresas, passou a oferecer soluções corporativas para os interessados em investir na saúde mental de seus funcionários. Pimenta garante que esse movimento vai explodir quando entrar em vigor a determinação da OMS (Organização Mundial de Saúde) que classifica o bornout como uma doença ocupacional. A Vittude faz todo um diagnóstico da situação e avaliação de segurança psicológica.

“É mais barato subsidiar a sessão de terapia do funcionário do que arcar com os danos de um problema de saúde mental. A gente monta um projeto e há empresas que subsidiam integralmente o atendimento aos colaboradores, com 4 consultas por mês (como faz o Banco do Brasil, por exemplo). O sinistro médico reduz, a empresa economiza”, explica a empresária. 

“Queremos nos consolidar como a empresa parceira dos nossos clientes no âmbito de saúde mental, que oferece suporte e serviços de alta qualidade para empresas e seus funcionários”, conclui Tatiana Pimenta.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana