conecte-se conosco


Economia

60% reprova política de combate ao desemprego de Bolsonaro, diz Ibope

Publicado


source

Brasil Econômico

clt
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL

Pesquisa revela que mais da metade da amostra está insatisfeita com a reação do governo ao desemprego; 2 mil pessoas foram entrevistadas

Nesta quinta-feira (24), foi divulgado o resultado da pesquisa de Avaliação do Governo, realizada pelo Ibope em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento mostra que 60% dos brasileiros desaprovam as políticas públicas de combate ao desemprego do  governo de Jair Bolsonaro.

Na pesquisa, 2 mil brasileiros foram entrevistados. Do grupo, apenas 37% disseram ter satisfação com a reação do governo ao desemprego no país. Uma parte menor, de 3%, afirmou não saber ou preferiram não responder.

Outro tema de grande insatifação foi o dos impostos, com 67% dos entrevistados respondendo que não aprova a política tributária do governo. Sobre taxa de juros, 64% mostratam insatisfação.

Confira:


pesquisa
Reprodução Pesquisa Ibope-CNI

Pesquisa Ibope-CNI mostra áreas em que o governo Bolsonaro é reprovado

Em contrapartida, o governo apresentou mais da metade de aprovação em questões referentes à segurança pública, e o levantamento aponta um  crescimento na popularidade e confiança do presidente Bolsonaro.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Guedes: “Perdemos apenas 1 milhão de empregos”; IBGE fala em 11,5 milhões

Publicado


source

Brasil Econômico

guedes
Reprodução/CNN

Guedes falou à imprensa em frente ao Ministério da Economia na noite desta sexta (2)

Nesta segunda-feira (19), na conferência virtual da Cúpula da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, o  ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil perdeu  “apenas 1 milhão de empregos durante a crise da pandemia de Covid-19. 

Guedes comparou a situação econômica do país com a norte-americana. “No mesmo período em que os Estados Unidos demitiu 33 milhões de pessoas, o Brasil preservou 11 milhões de empregos, digitalmente registrados, pelo nosso sistema de proteção, e perdemos apenas 1 milhão de empregos. No mês passado já recuperamos 250 mil empregos”, afirmou.

O ministro também citou o auxílio emergencial, dizendo que a renda ajudou a “preservar os sinais vitais da economia”, e econtrou “36 milhões de invisíveis”, falando das pessoas de baixa renda que não estavam nos cadastros do governo. 

Falando sobre emprego, Guedes considerou o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e números divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) no dia 30 de setembro, que se referem apenas aos empregos formais, e não ao impacto no mercado informal. 

IBGE afirma que 11,5 milhões de brasileiros perderam emprego

Os últimos dados do Caged mostram que foram contratados 1,239 milhão de formais e demitidos 990 mil em agosto, fazendo saldo positivo de 249.388 de empregados no Brasil.

Nos oito primeiros meses de 2020, as demissões superaram as contratações em 849.387.

Assim, o 1 milhão de desempregados apontados por Guedes fazem referência às vagas perdidas nos meses de maior impacto na pandemia de Covid-19 no Brasil. 

Segundo o IBGE, os índices são diferentes. No período de apenas um trimestre, 7,214 milhões de pessoas ficaram desempregadas. Em um ano, o total de vagas perdidas foi de 11,5 milhões, considerando vagas formas e informais. 

Continue lendo

Economia

LATAM Brasil avalia transferir operações de passageiros para a ABSA

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Guilherme Dotto

LATAM Brasil avalia transferir operações de passageiros para a ABSA

O grupo LATAM apresentou na quarta-feira (14) em reunião com seus funcionários, que estuda transferir suas operações de passageiros no Brasil para sua subsidiária no país, a Aerolinhas Brasileiras S/A (ABSA Cargo), em uma tentativa de reduzir os custos com a folha de pagamentos de seus tripulantes.

O plano apresentado não foi bem recebido pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), em um momento em que a companhia tenta negociar um acordo coletivo de reduzir salário de funcionários. O projeto do grupo está sendo conciliado como um “Plano B”, caso não haja um acordo com o Sindicato.

A ABSA Cargo é uma empresa pertencente à LATAM Chile, operando sob o nome fantasia de Lan Cargo, e com o plano apresentado, o CNPJ permaneceria o mesmo e que não haveria prejuízo no andamento da recuperação judicial que acontece na justiça norte americana.

O Sindicato dos Aeronautas considerou o plano da nova empresa como uma atitude para burlar a ação trabalhista, e que com isso, podendo prejudicar o processo de recuperação judicial da companhia devido a enorme dívida que seria criada.

Em recuperação judicial desde maio, o grupo LATAM pussui dívidas que somam US$ 18 bilhões. Além disso, devido à pandemia, divisão brasileira da empresa retomou menos de 45% dos voos domésticos que operava antes da crise. E nos voos internacionais, somente 5% dos voos foram retomados.

O post LATAM Brasil avalia transferir operações de passageiros para a ABSA apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana