conecte-se conosco


Opinião

NERI GELLER – 1ª Ferrovia Estadual – Um marco nos modais de transporte

Publicado

Há muitas décadas se fala na expansão da malha ferroviária em Mato Grosso, um sonho antigo que trará desenvolvimento e crescimento para o Estado. A ferrovia estadual irá alavancar o agronegócio, o comércio, as indústrias e tornar Mato Grosso ainda mais competitivo.
Apesar de muito se falar, pouca coisa havia avançado até agora.
Após muito trabalho, persistência e articulação política junto à bancada federal e à Assembleia Legislativa, o governador Mauro Mendes deu um passo gigantesco para que esse sonho se torne realidade nos próximos anos, com o lançamento do edital para a construção da 1ª Ferrovia Estadual de Mato Grosso.
Essa ferrovia vai interligar Rondonópolis à Cuiabá e Rondonópolis à Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, nossos principais polos de produção, também conectando Mato Grosso com a Malha Paulista.
O traçado com a integração à Ferrogrão, FICO e Ferronorte irá mudar a realidade da logística brasileira e elevar a produção de 71 milhões de toneladas de grãos para 110 milhões num prazo de 5 anos.
Há muitos anos tenho lutado por esse projeto, participei no ano passado do leilão da Rumo (em São Paulo), para a Ferrovia Norte-Sul – que tem uma previsão de investimento de R$ 2,27 bilhões – e da Malha Paulista que serão R$ 2,82 bilhões.
Perdi as contas de quantas vezes cumprimos agenda em Brasília, junto com o governador Mauro Mendes, para viabilizarmos não só esse trecho, mas cobrarmos definições sobre a Fico, a Ferrogrão e a BR-163, além das incontáveis videoconferências pautadas nesse tema. Junto com o Mauro e apoio irrestrito da nossa bancada federal, fizemos várias reuniões para que conseguíssemos ter a liberação antecipada da Malha Paulista junto ao Tribunal de Contas da União (TCU). Conversamos diversas vezes com o ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, que sempre foi receptivo e um aliado de primeira hora de Mato Grosso.
Todo esse trabalho em conjunto resultou no anúncio feito nesta semana, pelo governador do Estado, fruto da coragem em tomar uma iniciativa pioneira e histórica, que é será um marco nos modais de transporte de Mato Grosso e do País.
Também é preciso dizer o quanto a Assembleia Legislativa foi fundamental nesse processo, pois aprovou a Lei Complementar 685/2021 que regulamentou o Sistema Subferroviário, necessário para a implantação da ferrovia.
Aos mato-grossenses: a previsão é que mais de 235 mil empregos sejam criados no prazo de 7 anos. Nossa população será contemplada com melhores condições das estradas já que haverá considerável redução do fluxo de transporte de carga sobre as rodovias.
As indústrias, o comércio e o agronegócio terão uma alternativa a mais para compra e venda de produtos já que o frete ferroviário reduziu 35% nos últimos anos. É Mato Grosso dando saltos largos em seu desenvolvimento.
Os interesses do povo estão acima de tudo e parabenizo o governador por fazer aquilo que é certo e que é melhor para a população. Tenho convicção que muitos outros estados seguirão o nosso pioneirismo.

Neri Geller é deputado federal por Mato Grosso

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

EDERALDO LIMA – A importância dos Serviços de Saúde e Alinhamento Tributário!

Publicado

O Brasil e o mundo atravessa a crise sanitária da COVID-19, algo que às vezes tentamos omitir ou não tocar no assunto, mas que é praticamente impossível, pois isto está redesenhando a ordem do Planeta, seja em tons políticos, de ideologias ou de business. Sem sombra de dúvida sairemos muito mais forte do que entramos e com o entendimento do que fazer no futuro.

A área da saúde tem uma importância fundamental nisto tudo, tenho ouvido muita uma música que é uma homenagem na verdade a todos os profissionais que estão combatendo de frente esta Pandemia, a música é cantada por Bon Jovi e Jennifer Nettles – Do What You Can, ou melhor em português: Faça o que puder. Os serviços de saúde e acoplo todos eles, médicos, psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas e todos os demais viajam dentro desta pandemia entendendo a importância destes para uma sociedade melhor, com segurança e mais qualidade de vida.

Neste sentido e sabendo a importância destes profissionais, nada mais justo que ter um bom Planejamento Tributário, um Serviço de Contabilidade e Jurídico que olhem de fato para o seu melhor enquadramento tributário e que entendam seus anseios, é importante se utilizar das brechas tributárias, com segurança e prudência. O desgaste do dia-a-dia já é alto com pacientes, consultas, procedimentos, remarcações e cirurgias, imagina ter que se preocupar com o correto enquadramento tributário.

Neste sentido é que tocamos, por exemplo, na Lei Complementar 9.249/95, que traz em seu artigo 15 a redução da carga tributária para serviços hospitalares e que em 2008 houve a abertura de mais serviços da área da saúde de se aproveitarem disto, visto a Lei 11.727/2008, e observando as regras impostas. É importante tomar os devidos cuidados e observar também as jurisprudências.

Estes dias analisando esta mesma legislação tivemos o reconhecimento no STJ para os odontologistas, é claro cumprindo algumas normas. Queremos com isto trazer a luz de quem nos lê neste momento que é possível a redução de impostos, seja com estas sugestões que aqui trazemos, sejam com outras.

Neste sentido, vale ainda frisar a opção pelo Simples Nacional, onde os profissionais da área da saúde, podem ter a redução da carga tributária, saindo de 15,5% para 6%, onde com a participação da Folha de Pagamento superior 28% do Faturamento da esta margem para o empresário e sua equipe de contabilidade decidirem o melhor caminho.

Toda esta conversa faz sentido neste momento, muitas clínicas tiveram que fechar as portas, reduzir equipe, criar normas de segurança a saúde e a vida e com isto os custos aumentaram, a margem de lucro diminuiu, logo, é momento de pensar em como se readequar dentro de um novo cenário e com buscar aumentar lucro, mas também economizar, e começando pelo mundo tributário.

Neste mesmo cenário de readequação há algumas formas de funcionamento, como estas clínicas estarão dispostas no longo prazo, a estrutura de trabalho, havendo uma migração da mão de obra salarial pela terceirizada, profissionais da saúde, médicos e odontologistas estão cada vez mais voltados para um mundo liberal em termos trabalhistas do que algo parametrizado ou doutrinado de vínculo empregatício.

Por fim, neste mundo de estudos e terminamos um recente sobre Cooperativas da área da Saúde, é um mercado inesgotável, pois as pessoas e seres humanos estão ai sempre, só precisamos mudar a rota destes profissionais que estão sendo tão importante para sociedade, e quando falamos em mudar rotas, falamos em ter gestão, esta a é palavra da próxima década.

Ederaldo Lima – Mestre em Ciências Contábeis, Coordenador de Ciências Contábeis e Administração da Kroton Cuiabá, Membro do IBGC, CEO – Avante Contabilidade.

Continue lendo

Opinião

JOSÉ DE PAIVA NETTO – A Coragem Feminina

Publicado

Mulher! Sinônimo de fortaleza, destemor e compaixão… Certamente por isso Jesus contou com o extraordinário apoio de incontáveis heroínas, a exemplo de Maria, chamada MadalenaJoana de CuzaSuzanaMarta Maria, irmãs de Lázaro — a quem o Sublime Amigo ressuscitou —, além de tantas outras que o Evangelho não registra, mas o Espírito de Deus imortaliza. No momento da crucificação, todas corajosamente acompanhavam Maria Santíssima, enquanto os homens, exceto João Evangelista, assustados, se escondiam. Depois, vieram a redimir-se. Aliás, na hora trágica no Gólgota, elas é que permaneceram ao lado do Divino Ressuscitado: “E diante da cruz estavam a Mãe de Jesus, a irmã dela e também Maria Madalena, e Maria, mulher de Clopas (Evangelho, consoante os relatos de João, 19:25).

Assim sendo, na Volta Triunfal do Taumaturgo Celeste ao planeta Terra — conforme está anunciado no Seu Santo Evangelho e no Seu Apocalipse Redentor, já que Ele vem dar “a cada um de acordo com as suas obras” (Boa Nova do Cristo, segundo Mateus, 16:27 e Apocalipse, 22:12) —, aquelas mulheres terão a glória de estar à frente da equipe de recepção. Elas e todos os que são capazes, pela força do Amor Fraterno, de transpor os perigos e não desonrar o seu Mestre, pois assegurou Jesus: “Todo aquele que me testemunhar diante dos homens, Eu o testemunharei diante do Pai, que está nos Céus; mas aquele que me negar perante os homens, também Eu o negarei diante do Pai, que está nos Céus” (Evangelho, segundo Mateus, 10:32 e 33).

Gosto muito deste significativo provérbio judaico sobre as mães: “Deus, não podendo estar em todos os lugares, fez as mães”.

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor [email protected] — www.boavontade.com

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana