conecte-se conosco


Esportes

Mato-grossense: 7ª rodada tem disputa que vale a ponta e três jogos que indicam os eventuais degolados

Publicado

JORGE MACIEL

Cinco jogos abrem neste domingo, 01, a sétima rodada do Campeonato Mato-grossense, com dois cenários extremos da guia de classificação. No alto, o líder Cuiabá e o União e Operário-VG, que vêm a seguir, se mantêm entre os três primeiros, independente de resultados da rodada –  e o que pode mudar são as suas posições na tabela.

No rodapé da tabela, Luverdense, que é oitavo colocado,  e Mixto, na vice-lanterna, em nono, dependem de uma vitória para se afastarem do perigo de degola. Já o Araguaia tem chances remotas de permanecer na primeira divisão, até porque ainda não pontuou, tem jogos difíceis e 15 gols negativos. A primeira fase termina na nona rodada, quando dois clubes cairão para a segundona.

Líder vai ao Pantanal

A rodada começa com o líder Cuiabá (16 pontos) visitando o Poconé (sete), time que engatou vitórias e empates nas últimas rodadas e surpreendeu adversários que eram considerados favoritos. Os pantaneiros estão em sétima posição e fazem o duelo com o Cuiabá no Neco Falcão, às 16:30 horas. A missão do Cuiabá, com apenas dois pontos à frente do União, é vencer os pantaneiros e torcer para que o União perca para o Operário-VG.

Cem jogos de rivalidade

No Luthero Lopes, sul do Estado, o vice-líder União, time treinado por Júlio César Nunes, tem 14 pontos e recebe o Operário-VG, com 11, que está em terceiro. É uma briga direta do União pela ponta e do Operário pela vice-liderança. Sob Luiz Gabardo, o tricolor várzea-grandense foi o único time que não teve um dia só de folga no Carnaval. O jogo marca os 100 encontros oficiais entre os dois clubes pelo Estadual. Os dois clubes já enfrentaram 109 vezes, mas quatro foram partidas amistosas e as outras cinco o jogo foi com o Operário Futebol Clube, time que foi rebaixado no ano passado.

Centrão embolado

No centro da tabela, a briga é para subir degraus e não correr o risco de desclassificação. Em Nova Mutum, no Duílio Wonz, o Nova Mutum recebe o lanterna Araguaia. Com oito pontos e em quinto, uma vitória sobre o já quase rebaixado, levaria o Nova Mutum aos 11 pontos, carimbando a próxima fase. O time treinado por Willian de Matia, o Dema, não terá o atacante e meia Rafael e Wilson, suspensos por cartões e om treinador vê um jogo de risco, diante das circunstâncias do adversário.

No outro jogo, na Arena Pantanal, às 16 horas, o vice-lanterna Mixto, com quatro pontos, estreando três reforços, visita o Dom Bosco, 6º na tabela com oito pontos, Favorito pelo retrospecto, os dom-bosquinos têm maiores chances de vitória, mas é o “Clássico vovô” em que a rivalidade histórica sempre faz subir a temperatura e o resultado é imprevisível.

 

Clássico no Nortão

Mal das pernas, com apenas uma vitória e dois empates, o Luverdense vai ao nortão neste domingo para encarar o Sinop, que está em quarto na tabela com dez pontos e tm a volta de três jogadores eu estavam cumprindo suspensão – Queijinho, Alan Júnior e Juninho. Em casa, o Sinop é um time a vencer – perdeu duas fora, empatou e venceu três no Gigantão, onde manda seus jogos. O Luverdense vem de uma reação diante do Araguaia (1 x0) e cresceu com a mudança de comportamento com a chegada do técnico Toninho Pesso. Ainda assim, vencer o Galo do norte em casa é uma tarefa muito difícil.

VEJA OS JOGOS DA SÉTIMA RODADA

Dom Bosco x Mixto – Arena Pantanal – 16 horas

Poconé x Cuiabá – Neco Falcão – 16:30 horas

Nova Mutum x Araguaia – Valdir Duílio – 18 horas

Sinop x Luverdense – Gigante do Norte – 18 horas

União x Operário-VG – Luthero Lopes – 19 horas

 

.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

Publicado


.

Fluminense e Volta Redonda conseguiram na noite desta quinta (2) chegar às semifinais da Taça Rio. Com situação mais cômoda na tabela, o Fluminense foi o primeiro a entrar em campo, em Bacaxá (Saquarema, na Região dos Lagos), diante do Macaé. Depois da derrota por 3 a 0 para o Volta Redonda na última rodada, a torcida aguardava uma reação, mas o time voltou a jogar mal e empatou por 0 a 0. Apesar da má atuação, inclusive do artilheiro Fred, a equipe de Odair Hellmann garantiu a liderança do Grupo B, com 10 pontos ganhos. O Botafogo, vice-líder do grupo A, será o adversário da próxima fase.

Já o Vasco precisava de uma combinação de resultados para arrancar a classificação. O primeiro passo era superar o Madureira dentro de casa. O gol da vitória só veio aos 38 minutos do segundo tempo, com o argentino Gérman Cano. Apesar do esforço do elenco cruzmaltino em São Januário, o Volta Redonda venceu por 2 a 1 o Resende e ficou com a segunda vaga. Seu adversário será o Flamengo.

As semifinais da Taça Rio serão no próximo final de semana, mas ainda estão sendo aguardadas as confirmações de datas pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), que lançou nota afirmando estar surpresa pela rescisão de contrato da TV Globo. A decisão da emissora foi motivada pela transmissão do Flamengo, pelas redes sociais, do jogo contra o Boavista na última quarta. Nesta quinta o Vasco fez o mesmo. Os clubes estão amparados pela MP 984, que confere poderes exclusivos aos mandantes dos jogos para negociar os direitos de transmissão.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Comitê de Clubes prepara edital para novembro, mas não adianta valor

Publicado


.

O Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) pretende lançar, em novembro, um edital para financiar a compra de equipamentos e materiais para atender projetos de formação esportiva com vistas ao próximo ciclo olímpico e paralímpico (2021 a 2024). Podem participar as instituições filiadas à entidade – ou seja, certificadas pela Secretaria Especial do Esporte (vinculada ao Ministério da Cidadania), com certidões regulares e aprovadas no processo de analise de capacidade técnica e operacional do CBC. O montante a ser oferecido no edital ainda não foi definido.

Os recursos da entidade são provenientes das loterias da Caixa Econômica Federal. A lei 12.395, de 2011, que modificou a Lei Pelé (9.615/98), incluiu o CBC como beneficiário de 0,5% dessa arrecadação, com destinação “única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos”. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) também deve pesar no valor do aporte financeiro do edital de novembro.

“É mais um impacto da pandemia. Tivemos uma queda na arrecadação das loterias. Evidentemente, as pessoas passam a ter outras prioridades. Esperamos que isso se recupere nos próximos meses. Vamos avaliar a quantidade de recursos e, junto de clubes e confederações, determinaremos as premissas [do edital]”, explicou vice-presidente de Formação de Atletas da entidade, Fernando Cruz, à Agência Brasil.

Segundo o vice-presidente, as diretrizes do chamamento das instituições interessadas a participar do edital serão acertadas durante o Seminário Nacional de Formação Esportivo. O encontro faz parte da programação do Congresso Brasileiro de Clubes, inicialmente marcado para o período de 30 de outubro a 2 de novembro deste ano, em Campinas (SP).

Em maio, o CBC antecipou a publicação de outro edital, no valor de R$ 130 milhões, direcionado à contratação e manutenção de profissionais e recursos humanos, também visando o ciclo dos Jogos de Paris (França), em 2024. A medida pretendia auxiliar clubes impactados pela redução de investimentos no esporte, causada pela crise pós-pandemia. Segundo Cruz, 36 instituições filiadas ao CBC participaram do chamamento. O edital também disponibilizou um acréscimo de 15%, sobre valores já executados nos esportes olímpicos, a clubes que estimulem o paradesporto.

“Esse recurso será alcançado pelos clubes ainda em 2020, em parcela única, para o próximo ciclo, de 2021 a 2024”, afirmou o vice-presidente. “Além de profissionais como preparador físico, auxiliar técnico ou fisioterapeuta, incluímos a possibilidade do clube contratar um técnico de desempenho, que auxiliará no acompanhamento dos resultados”, completou.

Competições

Além da compra de equipamentos esportivos e contratação de profissionais, o CBC financia a realização de competições nacionais interclubes, em parceria com ligas e confederações. Caso, por exemplo, da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), que é promovida em parceria com a Liga Nacional de Basquete (LNB). Para 2020, a expectativa era que 38 modalidades fossem contempladas. A pandemia da covid-19, porém, fez com que a maior parte dos campeonatos fosse cancelada neste ano. 

Pinheiros - LDB - basquete Pinheiros - LDB - basquete

Time da base do Pinheiros comemora o título conquistado ano passado na Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), promovida pelo CBC – Fotojump/ NBB/Direitos reservados

 

A instabilidade no controle da disseminação do vírus no país alterou os planos da entidade, que pretendia retomar, a partir de setembro, parte dos torneios. “Os diretores [do CBC] estão se reunindo diretamente com cada confederação pra definir o melhor momento do retorno, de acordo com especificidades de cada esporte”, informou o assessor de comunicação da entidade, Fernando Cruz. E acrescentou ainda que o CBC está  “cumprindo os protocolos e obedecendo às orientações do Ministério da Saúde; trabalhamos com a hipótese de executar, pelo menos, algo próximo da metade do objetivo inicial, de cerca de 270 eventos previstos [para o ano]”.

Uma das reuniões foi do CBC foi com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), no último dia 24. Segundo nota publicada no site do Comitê, a videoconferência tratou da “retomada do calendário do Campeonato [Brasileiro Interclubes] ainda neste ano (…), de forma segura e benéfica a todos, obedecendo as definições oficiais de cada estado e município”.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana