conecte-se conosco


Esportes

13 x 0: Bar em Miami distribuiu doses grátis a cada gol dos EUA na Copa feminina

Publicado

seleção feminina dos EUA
Reprodução

Estados Unidos goleou a Tailândia por 13 a 0 e quase faliu o bar em Miami

Um bar localizado em Brickell, na cidade de Miami, fez uma promoção nessa terça-feira (11) durante a partida dos Estados Unidos que quase deixou o local no prejuízo.

Leia também:  Alex Morgan se torna 2ª mulher a marcar cinco gols num único jogo do Mundial

Para incentivar os americanos a assistirem a estreia da seleção feminina dos Estados Unidos na Copa do Mundo, o bar American Social Brickell organizou uma promoção que em cada gol dos EUA, os presentes ganhariam uma dose de bebida.

O problema é que a seleção dos Estados Unidos fez 13 (!) gols a 0 contra a seleção da Tailândia , destaque para os cinco gols e três assistências de Alex Morgan na partida.

Após o jogo, os responsáveis pelo local disseram que todos se divertiram e ninguém passou mal com tantos shots. O bar recebeu em torno de 40 a 50 pessoas nesta terça-feira e já fez sua campanha para o próximo jogo da seleção na Copa do Mundo de futebol feminino .

Leia Também:  Orgulho africano: Salah, Mané e Aubameyang fazem história na Inglaterra

Leia também:  Com lance polêmico, França vence a Noruega e está nas oitavas do Mundial

No domingo (16), as 13h00, a seleção feminina dos Estados Unidos enfrenta a seleção do Chile que perdeu a primeira partida do torneio para a Suécia, por 2 a 0. Quem aposta em mais um ‘caminhão’ de doses grátis no bar ?

Fonte: IG Esportes
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Ex-presidente da Uefa, Michel Platini é preso por suspeita de corrupção

Publicado

Michel Platini
REPRODUÇÃO/UEFA

Francês é investigado por possível manipulação na escolha da sede do mundial de 2022

O ex-presidente da Uefa (2007-2015) Michel Platini foi detido nesta terça-feira (18), na França, sob suspeita de corrupção na escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022.

Platini , que já foi campeão pela Juventus, na Itália, e marcou a história como jogador nos anos 1980, está sob custódia da polícia de Nanterre, perto de Paris. As autoridades confirmaram que sua prisão ocorreu para que ele prestasse depoimento.

Leia também: Confira seis países onde o futebol feminino é superior ao masculino

Platini está sendo investigado por “supostos atos de corrupção ativa e passiva de funcionários não públicos” para a escolha do Catar .

O caso também envolve nomes de peso da política da França, como Sophie Dion, ex-conselheira do ex-presidente Nicolas Sarkozy (2007-2012). Claude Gueant, antigo secretário geral do governo da França, foi convocado para depor em condição de “suspeito livre”.

Leia Também:  Palmeiras x Fortaleza: Mirandinha relembra trajetórias da carreira

O Catar foi eleito sede da Copa em 2010, em uma votação em que derrotou a candidatura dos Estados Unidos.

A primeira investigação sobre corrupção e conspiração criminal na escolha do Catar foi aberta pela Promotoria Financeira Nacional (PNF) da França em 2016. Em dezembro de 2017, Platini foi ouvido como testemunha e admitiu que votou no Catar em dezembro de 2010.

De acordo com o jornal “Le Monde”, o foco das investigações é um almoço organizado no Palácio do Eliseu, em 23 de novembro de 2010. No evento, estavam presentes Nicolas Sarkozy, Michel Platini, o Emir do Catar, Tamim Ben Hamad Al Thani, e o então primeiro-ministro do emirado, Sheikh Hamad, Bem Jassem.

Platini já cumpre um suspensão como dirigente esporte por ferir o código de ética da Uefa ao aceitar um pagamento indevido de 1,8 milhão de euros autorizado pelo ex-presidente da Fifa Joseph Blatter .

Leia também: Moedas de R$ 1 das Olimpíadas Rio 2016 são vendidas por até R$ 7 mil na internet

Leia Também:  Suécia passa sufoco, mas vence o Chile por 2 a 0 na Copa do Mundo feminina

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Cadê o vídeo? Justiça emite mandado de busca e apreensão do celular de Najila

Publicado

Lance

Najila Trindade em entrevista à TV Record
TV Record/Reprodução

Najila Trindade em entrevista à TV Record

A Justiça emitiu um mandado de busca e apreensão do celular de Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro. A modelo havia dito que entregaria o aparelho que pode conter provas sobre o caso, em depoimento, mas não cumpriu com a promessa.

Leia também: Assessor diz que publicou vídeo íntimo após pedido de Neymar

Najila havia prometido que entregaria o celular até o dia 11 de junho. Após o fim do prazo, a polícia civil pediu que a justiça emitisse um mandado. O pedido foi acatado no dia 12, porém, até o momento, a policia civil não conseguiu encontrar Najila, que não é vista em seu apartamento.

A modelo informou que existe um segundo vídeo com imagens da relação dela com Neymar, na França, mas que essa mídia estava em um tablet que acabou sendo furtado de seu apartamento.

Leia também: Antes da denúncia de estupro, Neymar relatou ‘problemas’ em encontro para amigo

Ainda segundo a publicação, o Ministério Público se manifestou favorável ao pedido para que as conversas entre Najila e Neymar, além de uma outra, com uma amiga da suposta vítima, seja analisada, afim de colher provas para a elucidação do caso.

Fonte: IG Esportes
Leia Também:  Suécia passa sufoco, mas vence o Chile por 2 a 0 na Copa do Mundo feminina
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana