Autoridades venezuelanas prenderam mais de 30 pessoas na ilha de Margarita, por abusos verbais contra o presidente Nicolás Maduro. Ele foi vaiado e perseguido em visita à localidade na última sexta-feira (02).

Comentários