conecte-se conosco


Turismo

TripAdvisor anuncia novo filtro para combater casos de assédio contra viajantes

Publicado

Depois que vários viajantes relataram casos de assédio, o site TripAdvisor anunciou um novo filtro, cujo objetivo é evidenciar a segurança em meio às avaliações dos usuários.


Viajante com mapa em mãos
shutterstock

TripAdvisor anuncia novo filtro que protege viajantes de assédio e coloca o fator “segurança” em evidência

Leia também: Assédio e aprendizado: histórias de uma mulher viajando o mundo sozinha

O TripAdvisor é um site onde vários turistas podem fazer relatos de suas viagens, recomendar hotéis, restaurantes, etc. Os usuários costumam comparar preços, ler as avaliações de outras pessoas e até fazer reservas.

Levando em consideração o número expressivo de relatos de turistas que sofreram assédio , o site resolveu lançar um filtro voltado ao fator “segurança” em meio às avaliações dos hotéis e dos destinos. Segundo um comunicado feito pela presidente do site, Lindsay Nelson, 67% dos viajantes se mostram preocupados com a segurança .

Ainda no comunicado, a presidente do site afirma: “A necessidade de mais acesso a informações sobre segurança nunca foi tão grande. Muitas vezes, algo trágico precisa acontecer para iniciar o diálogo sobre proteção ao viajante”.

Leia Também:  Férias na neve! 5 destinos na América do Sul para quem adora o inverno

Além disso, Lindsay ainda completa: “Para muitas mulheres, membros da comunidade LGBTQ+ e pessoas com necessidades especiais, isso é uma questão de vida e morte”.

TripAdvisor polemiza ao deletar relatos de assédio


Celular conectado no TripAdvisor
shutterstock

TripAdvisor atraiu má repercussão em 2017, ao deletar relatos de casos de assédio

Em novembro de 2017, o site deletou vários relatos de estupros que aconteceram em Riviera Maia, no México. Na época, a empresa chegou a fazer uma nota de esclarecimento, depois da má repercussão entre os usuários: “Há alguns anos, mudamos nossas diretrizes para que as críticas fossem mais descritivas mesmo em casos de incidentes graves como estupros e abusos”.

Leia também: Desejo de viajar sozinha cresce entre as brasileiras, apontam pesquisas

TripAdvisor  também republicou os relatórios das usuárias em seu site. 

Fonte: IG Turismo
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Turismo

Turista aluga quarto em Amsterdã pelo Airbnb e tem surpresa ao chegar no local

Publicado

Na semana passada, o britânico Ben Speller decidiu visitar a cidade de Amsterdã, na Holanda, para ver o time de futebol Tottenham enfrentar o Ajax em um confronto pela Liga dos Campeões. Para isso, ele optou por alugar um quarto pelo Airbnb, o qual o anúncio o descrevia como “uma casa limpa com banheiro privativo.”

Leia também: Homem perde carteira durante voo e a recebe de volta com uma surpresa dentro


contêiner
Reprodução/Facebook/‎Ben Speller‎

Turista aluga quarto em Amsterdã pela plataforma Airbnb e encontra um contêiner no meio da estrada no local

Ao chegar ao local, o turista teve uma surpresa ao se deparar não com uma casa ou outro imóvel tradicional, mas com um contêiner no meio da estrada.

Inicialmente, ele não acreditou que aquele era o espaço que havia reservado. “Nós já tínhamos passado pelo contêiner três vezes no táxi tentando encontrar o lugar. Pensamos que não poderia ser aquilo”, diz ao site holandês AT5 .

Leia também: Você sabe qual a atração turística mais decepcionante do mundo? Pesquisa revela

Leia Também:  Valle Nevado e mais: 10 lugares para esquiar no Chile e se divertir

por dentro do cont
Reprodução/Facebook/‎Ben Speller‎

O rapaz precisou ir para um hotel depois de entrar no contêiner; ele pediu reembolso para o proprietário do espaço

Speller conta que ficou chocado ao ver que o quarto de 100 libras a diária (aproximadamente R$ 511) era um contêiner com três colchões e um banheiro portátil no interior. “Abrimos a porta e olhamos para dentro. Fechamos a porta e saímos. Depois, fomos para um hotel”, explica.

Leia também: Como planejar uma viagem? Dicas para hospedagem, documentação e mais

O turista ainda fala que pediu o reembolso para o proprietário, mas teve o pedido negado. No entanto, o Airbnb reembolsou o rapaz e ainda custeou a reserva do hotel . Ao The Sun , a empresa informou que removeu a hospedagem da plataforma e trabalha duro para evitar listagens deturpadas ou fraudulentas.

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

Veja o que você não pode vestir quando visitar os parques da Disney

Publicado

Você quer usar a fantasia dos sonhos nos parques da Disney durante sua próxima viagem para Orlando? Bom, dependendo da sua idade, talvez este sonho não possa ser realizado.

Leia também: Quanto tempo você precisa para conhecer todas as atrações da Disney?


Mickey e Minnie Mouse numa carruagem nos parques da Disney
shutterstock

Entrar fantasiado nos parques da Disney? Nem pensar! Isso é proibido para os maiores de 14 anos por segurança

Isso porque os parques da Disney têm um código de vestimenta bastante rigoroso, e uma das regras proíbe que pessoas com mais de 14 anos usem máscaras ou fantasias no Disney World ou Disneyland.

De acordo com a revista americana Bustle, a regra foi criada para evitar que a magia dos parques fosse quebrada (principalmente para as crianças), tanto quanto para evitar problemas de segurança.

Afinal, como alguns dos funcionários andam pelas atrações fantasiados como personagens da Disney , um adulto vestido como um deles poderia facilmente colocar a segurança de outros visitantes e dos próprios funcionários em risco.

Leia Também:  Novas imagens aéreas da atração Star Wars: Galaxy’s Edge surpreendem internautas

E, embora a idade de 14 anos possa parecer arbitrária, a Bustle lembra que esta é a idade na qual a Disney considera seus visitantes adultos.

Na seção de  Perguntas Frequentes do site do Walt Disney World , é possível encontrar a idade mínima para a entrada de pessoas desacompanhadas nos parques: 14 anos.

Leia também: Segredo da Disney: sabe como objetos “indesejáveis” são escondidos?

Quais roupas são proibidas nos parques da Disney?


Mulher séria com a mão esticada como sinal de
shutterstock

Roupas muito rasgadas e/ou com estampas obscenas ou ofensivas também violam as regras dos parques da Disney

A restrição não se aplica apenas às fantasias, no entanto. Segundo a revista, o livro de etiqueta dos parques também inclui outras regras que restringem desde a estampa até o caimento do seu traje.

Quem quiser ir ao Walt Disney World ou à Disneyland não pode, por exemplo, usar peças com linguagem obscena ou com estampas violentas.

Roupas excessivamente rasgadas ou com caimento muito largo – a ponto de colocar os outros em risco de tropeçar nas barra da sua calça, por exemplo -, também são proibidas.

Leia Também:  Empresa norueguesa inaugura primeiro restaurante submerso da Europa; confira

Tatuagens obscenas ou “indecentes” também precisam ser cobertas, e o uso de sapatos é obrigatório para todos os visitantes da Disney.

Leia também: Funcionários e ex-funcionários revelam os bastidores da Disney

Enquanto roupas que deixam muita pele aparente são proibidas, usar muitas camadas de vestimenta também pode fazer com que você seja selecionado para uma revista pela equipe de segurança – então obedeça bem às regras dos parques da Disney para não ter nenhum problema.

Fonte: IG Turismo
Continue lendo
ouça ao vivo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana